Tempo de leitura: < 1 minuto
Sandro Régis e Bobô assinam o projeto
Sandro Régis e Bobô assinam o projeto

A apaixonada torcida do Esporte Clube Bahia, com seus mais de 3 milhões de membros, pode se tornar patrimônio cultural e imaterial do Estado. Pelo menos é isso que sugere o projeto de lei apresentado ontem (1º), na Assembleia Legislativa, pelos deputados Bobô e Sandro Régis.

Ex-centroavante do clube, do qual também foi técnico, Bobô afirma que o Bahia, criado em 1930, tem uma história identificada com o povo do Estado. Já Sandro Régis, acredita que o projeto faz justiça à “grandeza de um time de futebol que congregou multidões.

Interessante é o entrosamento demonstrado pela “dupla de ataque” Bobô e Sandro Régis, já que o primeiro é do PCdoB e o segundo integra as fileiras do DEM. Ou seja, são Bahia no futebol, e BaVi na política.

0 resposta

  1. Tanta coisa para esses deputados fazerem em prol da comunidade eles fazem a besteira de transformar torcidas em patrimônio cultural é no minimo falta de projetos falta do que fazer são dois loucos insanos deveriam está fazendo projetos de lei pra saúde educação e emprego!

  2. Vamos dar resposta a esses bandidos. Comecemos pelas eleições de vereadores e prefeito, anulando, danificando os votos.
    Obrigatoriedade é para comparecimento. Mesmo assim, justificar é fácil!

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.