Tempo de leitura: < 1 minuto

Luiz Fernandes, presidente do Sindicacau.
Luiz Fernandes, presidente do Sindicacau.
O Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Alimentação de Ilhéus, Itabuna e Uruçuca (Sindicacau) iniciou a campanha salarial 2016, que visa negociar com as empresas. As negociações, de acordo com o presidente do Sindicacau, Luiz Fernandes, envolvem reajuste de salário, do tíquete alimentação e também no piso da categoria.

A campanha, afirma Fernandes, busca correção das perdas com a inflação no último ano – 10,67% – e garantir ganhos reais. A pauta de reivindicação prevê reajuste igual para os funcionários das maiores empresas do ramo na região, a exemplo das moageiras, como a Joanes Olan, Cargill e Barry Callebaut (unidades de Ilhéus e Itabuna), sendo 15% de reajuste salarial, fixação do piso em R$ 1.330,00 e tíquete alimentação de R$ 860,00.

Luiz Fernandes salienta, no entanto, que a primeira rodada de negociação, estabelecida com a Joanes Olan, em maio, não foi bem sucedida. “A empresa ofereceu apenas 8% de reajuste, piso de 1.180 reais, e 756 reais de tíquete. Como era de se esperar, a proposta foi rejeitada pela categoria e aguardamos para sentar à mesa de novo”. As demais empresas, finaliza o sindicalista, ainda não agendaram data para negociar.

Uma resposta

  1. Há quantas esse SR. Luiz Fernandes é presidente
    desse sindicato? Só curiosidade, para o livro dos recordes.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.