Tempo de leitura: < 1 minuto
Tia Eron fala em terceira pessoa, mas não anuncia voto em comissão (Foto PRB).
Tia Eron fala em terceira pessoa, mas não anuncia voto em comissão (Foto PRB).

Do Metro1

Após comparecer à sessão no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados que deve votar o processo contra Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a deputada federal Tia Eron (PRB-BA) bradou com os parlamentares e reagiu a cobranças por votos nesta terça-feira (14). Durante o seu discurso, a parlamentar criticou os outros deputados que falaram que ela teria sido ‘abduzida’.

“Precisei me preservar com imparcialidade e com livre capacidade de poder decidir nesse momento. […] Nenhum de vocês deputados mandam nessa nega aqui”, disse Tia Eron. Ainda segundo a deputada, falando na terceira pessoa, Tia Eron disse que iria “resolver”.

“Tia Eron vai resolver o problema que vocês homens não conseguiram resolver”, declarou. “O Brasil está falando conosco. Podemos cassar? Sim! Mas a sociedade devolverá nas urnas para cá”, ressaltou ela, ainda sem deixar claro qual deve ser o seu voto.

Nesta terça-feira, os parlamentares vão votar o parecer do deputado Marcos Rogério (DEM-RO), que recomenda a cassação de Cunha. Se Tia Eron votar pela cassação do mandato, o placar ficará empatado em 10 a 10, e o voto de minerva caberá ao presidente do conselho, José Carlos Araújo (PR-BA), que já disse ser favorável ao relatório.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.