Tempo de leitura: 2 minutos

Aumenta o registro de doenças respiratória neste período do ano|| imagem PixaBay

O inverno começou, oficialmente, nesta quinta-feira (21), acompanhado das baixas temperaturas em todo o Brasil. É nesse período do ano que geralmente aumenta a incidência das doenças respiratórias como asma, bronquite, além das doenças alérgicas.
O pneumologista Margarida Neves explica, quando se trata da saúde, alguns cuidados devem ser reforçados nesta época do ano, principalmente àquelas pessoas que viajam para as cidades do interior da Bahia para curtir os festejos juninos. “Sobretudo para quem já tem histórico de doenças respiratórias como asma ou alergias”, alerta.
Além de a baixa temperatura contribuir para o agravamento dessas patologias, a fumaça das fogueiras e dos fogos de artifícios aumentam ainda mais os riscos”, ressalta Margarida Neves. A pneumologista orienta que as pessoas evitem a exposição direta à fumaça, além de levar os medicamentos de uso diário, a exemplo das “bombinhas” para quem tem asma.

A médica recomenda que deve-se usar agasalhos adequados, por conta das baixas temperaturas que favorecem gripes e resfriados. Ela lembra ainda que crianças/bebês e idosos são mais suscetíveis a contrair doenças da estação.
A especialista destaca que, quando a criança é muito pequena, é preciso saber qual o problema respiratório, pois existe uma gama de diagnósticos na pediatria. Os pais devem procurar um médico, seja pneumologista ou pediatra para dar o primeiro acompanhamento, examinar a criança e ver se há sinais e sintomas de alerta aparentes.
ASMA
A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) destaca que o início do inverno no Brasil coincide com o Dia Nacional do Controle da Asma, 21 de junho, que coincide ainda, com a proximidade dos festejos juninos que ocorrem nos dias 23 e 24. Por isso, especialistas recomendam que as pessoas que possuem a doença evitem a inalação de fumaças provenientes das fogueiras e dos fogos de artifício, sobretudo que esse ano também tem Copa do Mundo, que aumenta a utilização dos fogos, por conta das comemorações durante os jogos.
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 300 milhões de pessoas no mundo convivem com a asma. No Brasil, a doença atinge cerca de 20 milhões de pessoas e é responsável por cerca de três mil mortes por ano, sendo a quarta causa de internação hospitalar, afetando indivíduos de todas as idades. E no inverno, os casos de internação por doenças respiratórias aumentam de 35 a 50%.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.