Tempo de leitura: 2 minutos

Secretário de Saúde vistoria obras em Itabuna

O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, visitou nesta sexta-feira (10) as obras da Policlínica Regional de Saúde de Itabuna.“A parte fundamental da obra, que era elevar o nível do terreno e terraplanagem já foi concluída. Agora, começam as fundações e, no ritmo que as outras policlínicas estão sendo conduzidas em todo o estado, nós acreditamos que em dez meses a obra seja entregue a população”, explicou Fábio Vilas-Boas.
A Policlínica Regional de Saúde custará mais de R$ 27 milhões entre obras, equipamentos e a aquisição de 16 micro ônibus para atender 31 municípios. Entre as novidades, está a forma de gestão compartilhada entre o governo estadual, que financia 40% dos custos mensais, enquanto os municípios consorciados vão cobrir os 60% restantes proporcionalmente à população.
Os municípios participantes do consórcio são Almadina, Arataca, Barro Preto, Buerarema, Camacan, Canavieiras, Coaraci, Firmino Alves, Floresta Azul, Gongogi, Ibicaraí, Ibirapitanga, Ilhéus, Itabuna, Itacaré, Itajú do Colônia, Itajuípe, Itapé, Itapitanga, Itororó, Jussari, Maraú, Mascote, Pau Brasil, Potiraguá, Santa Cruz da Vitória, Santa Luzia, São José da Vitória, Una, Uruçuca e Aurelino Leal.

A população terá acesso a uma variedade de especialidades médicas, a exemplo de angiologia, cardiologia, endocrinologia, gastrenterologia, neurologia, ortopedia, oftalmologia, otorrinolaringologia, ginecologia/obstetrícia, mastologia e urologia.
Diversos exames também serão oferecidos, com destaque para ressonância magnética, tomografia, mamografia, ultrassonografia com doppler, ecocardiografia, ergometria, mapa, holter, eletroencefalograma, eletromiografia, raio-X, eletrocardiograma, endoscopia, colonoscopia, nasolaringoscopia, colposcopia, entre outros, ligados às especialidades de oftalmologia.
Também serão realizados vasectomia, cauterização, pequenas cirurgias e cuidados com o pé diabético, além de biópsias de mama, tireoide, próstata, dérmica e gastroenteral.
Atualmente, oito policlínicas estão em funcionamento em Teixeira de Freitas, Irecê, Guanambi, Jequié, Feira de Santana, Alagoinhas, Santo Antônio de Jesus e Valença, sendo referência para aproximadamente 4 milhões de baianos.Além de Itabuna, outras nove policlínicas estão em construção nos municípios de Simões, Salvador, Juazeiro, Vitória da Conquista, Jacobina, Paulo Afonso, Barreiras, Senhor do Bonfim e São Francisco do Conde.

Uma resposta

  1. Srs leitores do conceituado.Sou aqui de Juazeiro e, assim como aí,equivocamamente,o governo do estado,insiste em incutir no cidadão,de que tal modelo, funciona, aqui,só acertaram nome PEBA, Pernambuco/Bahia,não funciona pois, 02 hospitais,para atender população aproximada em 1.500.000 pessoas,53 municípios,ė brincar de fazer saúde pública.É bom que representantes se é que aí tem,procurar defender verdadeiramente a população.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.