Tempo de leitura: < 1 minuto
Justiça autoriza quebra de sigilos de Flávio, Queiroz e mais 86 pessoas || Montagem DCM

O juiz Flávio Nicolau, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), autorizou a quebra de sigilos bancário e fiscal de Flávio Bolsonaro, senador pelo PSL-RJ e filho do presidente da República, Jair Bolsonaro, informou O Globo. O pedido foi autorizado em 24 de abril, segundo a publicação, e agora revelado pelo jornal fluminense. O caso corre em sigilo, de acordo com o Tribunal de Justiça.

Também tiveram seus sigilos quebrados o ex-assessor Fabrício Queiroz, a esposa do senador, Fernanda Bolsonaro, e a empresa do casal, a Bolsotini Chocolates e Cafés. Duas filhas de Queiroz, ex-assessor de Flávio, Nathália e Evelyn, e a esposa do ex-assessor, Márcia Queiroz, também tiveram sigilos quebrados, segundo O Globo. A quebra de sigilos atinge o período que vai de 2007 a 2018.

A decisão da Justiça é parte das investigações de movimentações atípicas em contas do assessor de Bolsonaro no período de 2017 a 2018. Queiroz assessorava o então deputado estadual pelo Rio de Janeiro, hoje senador da República. No total, são 88 pessoas atingidas pela quebra de sigilos, conforme a publicação.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.