Estado libera cirurgias eletivas
Tempo de leitura: 2 minutos

O Centro de Operações de Emergência em Saúde da Bahia (Coes) autorizou, nesta quinta-feira (15), o retorno gradativo das cirurgias eletivas em todo o estado. Os procedimentos estão suspensos desde o ano passado em virtude da pandemia da Covid-19. Para que a retomada seja segura, as unidades de saúde devem manter o uso racional de medicamentos, como sedativos e bloqueadores musculares, atualmente com risco de desabastecimento no mercado.

“Decidimos liberar as cirurgias eletivas, pois sabemos da demanda reprimida e da necessidade da população, mas é preciso entender que os mercados baiano e brasileiro não estão conseguindo atender de forma plena a necessidade por sedativos. Por isso, é necessário que as unidades atuem de forma racional e consciente no uso desses recursos, também utilizados no tratamento da Covid-19”, comenta o secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas.

Para a retomada, as unidades poderão realizar na totalidade os procedimentos ambulatoriais de pequenas cirurgias, sob anestesia local; cirurgias com anestesia locorregional; e procedimentos com bloqueio de plexo, raqui e peridural.

LIMITE DE CIRURGIAS

Já as cirurgias com indicação de anestesia geral devem se limitar a 25% da capacidade operacional mensal da unidade, tendo como base de referência o ano de 2019. A exceção são os casos em que possa haver prejuízo aos pacientes pela questão tempo-dependente, tais como, cirurgias oncológicas e cardíacas.

Devem ser mantidas as orientações de resguardar todas as medidas de prevenção e controle de infecção para a Covid-19, atentando para a adoção das medidas de biossegurança em todas as dependências físicas das unidades de saúde e o uso adequado de EPI’s pelos profissionais, conforme recomendações técnicas da ANVISA.

Dentre outras recomendações, a nota técnica sugere que os pacientes internados não recebam visitas, mesmo que em leitos de enfermaria, e que sejam incentivadas as visitas virtuais, por meio de vídeo-chamadas ou ligações.

Acompanhantes estão liberados em unidades de internação tidas como abertas apenas para pacientes que necessitem de cuidado durante o período de internamento, conforme avaliação das equipes de cuidado multiprofissional e médica, com exceção dos casos previstos em lei. A nota técnica de número 66 está disponível no site da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab).

Requeijão foi apreendido no centro de Itabuna
Tempo de leitura: 2 minutos

Fiscais da Divisão de Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde de Itabuna apreenderam, na tarde desta quinta-feira (15), 267 barras de requeijão de 500 gramas sem rotulagem, fora do prazo de validade e sem identificação que estavam sendo vendidos em dois pontos da área central de Itabuna. A fiscalização foi chamada pela Polícia Militar.

Os responsáveis pela comercialização ilegal do produto lácteo impróprio para o consumo humano haviam estabelecido dois pontos de venda: na Praça Olinto Leone e na Avenida do Cinquentenário, no cruzamento com a Rua Adolfo Maron. Para dissimular e não chamar a atenção da fiscalização municipal as barras de requeijão estão acondicionadas no interior da caçamba de veículos sob lonas.

Requeijão seria produzido em Feira de Santana

A mercadoria foi apreendida pela Divisão de Vigilância Sanitária, que lavrou termo para a emissão de multa. Houve o recolhimento de toda a carga para sua inutilização no aterro sanitário certificado na rodovia BR-415, trecho Ilhéus – Itabuna.

PRAZO DE VALIDADE VENCIDA

Segundo a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Maristella Antunes, a população deve ficar atenta à rotulagem, procedência e prazo de validade de produtos alimentícios pelos riscos à saúde. Ela lembra que produtos fora do prazo podem causar infecções intestinais, dentre outros agravos, principalmente produtos derivados do leite.

As pessoas flagradas com as barras de requeijão foram levadas ao Plantão da Polícia Civil no Complexo Policial de Itabuna para que sejam aplicadas medidas legais, inclusive com abertura de inquérito policial. A princípio, elas informaram que a mercadoria era proveniente de um laticínio no Distrito de Humildes, em Feira de Santana.

Nova sede da Ufsb será inaugurada no próximo dia 28|| Foto Pimenta
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) anunciou, nesta quinta-feira (15), que inaugura a nova sede da administração no próximo dia 28 de julho, feriado em homenagem aos 111 anos da emancipação política e administrativa de Itabuna. O espaço no centro da cidade foi reformado para abrigar o gabinete da Reitoria, suas assessorias, as pró-reitorias e o centro de dados da instituição.

Devido aos protocolos sanitários em vigor por causa da pandemia do novo coronavírus, a solenidade será transmitida para evitar aglomeração e disseminação do vírus. Os detalhes da cerimônia estão em fase final de preparação e devem ser divulgados nos próximos dias.

A administração funcionará no prédio do antigo fórum Ruy Barbosa. O imóvel foi cedido à universidade em 5 de fevereiro de 2019, após negociação com o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA).

A licitação para a reforma do edifício foi lançada em setembro do mesmo ano, prevendo serviços especializados de arquitetura, climatização, comunicação visual, rede elétrica, estrutura, rede hidráulica, prevenção de incêndios, paisagismo, escoamento pluvial, rede sanitária e telefonia.

Caminhonete adquirida pela Prefeitura será usada exclusivamente no serviço de coleta seletiva
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Prefeitura de Itacaré comprou uma caminhonete para o Programa de Coleta Seletiva do município. Segundo o governo municipal, esse é um passo importante porque o investimento no veículo é acompanhado por uma campanha de conscientização social sobre as políticas públicas de resíduos sólidos.

A campanha incentiva a separação dos materiais recicláveis, como papel, plástico e vidro, do lixo molhado, os resíduos orgânicos. Dessa forma, a Prefeitura vai coletar os resíduos separados pelos moradores e enviar o material seco para reciclagem. Já o material orgânico será transformado em adubo para a horta comunitária do Centro de Canoagem de Itacaré.

A entrega da caminhonete também faz parte da série de ações do projeto Julho Verde. Ao longo deste mês, a Prefeitura promoveu atividades voltadas à conservação ambiental, a exemplo da inauguração de viveiros e do lançamento do programa Lixão Nunca Mais.

PREFEITO QUER ENGAJAMENTO DE SERVIDORES COMO EXEMPLO DE CIDADANIA

O prefeito Antônio de Anízio (PT) explica que uma das propostas da campanha é transformar a adesão dos servidores municipais ao Programa de Coleta Seletiva em um exemplo de cidadania para engajar toda a população.

Segundo ele, nesta etapa de implantação do serviço, a coleta será feita apenas na sede do município, mas a Prefeitura pretende levá-lo também ao distrito de Taboquinhas.

Suspeitos foram presos em Salvador por investigadores da Dercca
Tempo de leitura: < 1 minuto

Investigadores da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca) prenderam, nesta quinta-feira (15), em Salvador, um casal que tentou vender a filha recém-nascida por R$ 9 mil. A criança nasceu no dia 13 de julho em uma maternidade no bairro de Cajazeiras. Segundo a Polícia Civil, antes do parto, a mãe negociou a venda do bebê com um casal de São Paulo.

Titular da Dercca, a delegada Simone Moutinho explicou que os dois interessados na menina vieram para Salvador e um deles já havia registrado a criança como se fosse o pai dela. “Ele entrou na maternidade junto com a genitora e já tinha feito a certidão de nascimento no cartório, com o sobrenome dele”, detalhou.

O homem deve responder criminalmente por registrar como seu o filho de outra pessoa. Já o pai e a mãe da recém-nascida foram atuados com base no artigo 238 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que prevê reclusão de até 4 anos para quem prometer ou efetivar a entrega de filho a terceiros mediante pagamento.

A delegada Simone Moutinho salientou que a adoção legal, que é feita com a intermediação da Justiça, assegura todos os direitos de pais, filhos e adotantes.

Promoção da rede de hipermercados ainda vai sortear mais três carros zero KM
Tempo de leitura: 2 minutos

José Carlos Alves de Melo Filho, morador de Buerarema, é o ganhador do primeiro dos quatro Hyundai HB20 zero quilômetro da campanha promovida pela Rede de Hipermercados Itão, um dos mais tradicionais estabelecimentos comerciais da Bahia. Com transmissão pelas redes sociais, o veículo foi sorteado no início da noite desta quarta-feira (14), na loja da Avenida Amélia Amado, no Centro Comercial, em Itabuna.

O consumidor que não foi contemplado no primeiro sorteio ainda terá mais chances. A rede de hipermercados – que em dezembro deste ano completará 60 anos de atividades comerciais, sociais e filantrópicas no sul da Bahia – ainda vai sortear outros três veículos na Campanha Mega Aniversário Itão. Um carro zero será sorteado no dia 20 de outubro e outros dois no dia 19 de janeiro.

Os quatro carros zero não são as únicas vantagens para os consumidores da rede que possui lojas em Itabuna e Ilhéus, conforme explica o gerente de compras do Itão, Iran Santos Lima. “As nossas campanhas promocionais são uma das formas que encontramos para retribuir o carinho e a parceria duradoura e de valorização que foi estabelecida entre a nossa empresa e os clientes”, conta Iran Lima.

Ele afirma que a rede de lojas Itão tem o compromisso de oferecer os melhores produtos e as melhores promoções. Além disso, os clientes do Itão podem parcelar suas compras em até 4 vezes sem juros em cartões de crédito ou parcelar em 30 e 60 no cheque. Neste último caso, para quem é cadastrado.

TRADIÇÃO E MODERNIDADE

O gerente destaca que o Itão é a rede de hipermercados que mais sorteou prêmios na Bahia em seis décadas de existência. “No ramo de supermercado, o Itão é a empresa mais antiga, o que mostra a solidez do grupo. Isso é motivo de orgulho para nós, nossos colaboradores, comunidade regional e fornecedores. Nossa equipe é muito comprometida e dedicada em tudo que faz”, encerra Iran Lima.

O consumidor que gosta de comodidade também tem a rede de hipermercados Itão como alternativa para fazer compras em poucos cliques, no site itao.com.br. Os moradores de Itabuna podem escolher receber as suas compras em casa ou retirar, em horário agendado, na loja do Centro Comercial.

Obra da Estação Elevatória de Esgoto na Maramata || Foto Thiago Dias/PIMENTA
Tempo de leitura: 2 minutos

A juíza de Direito Carine Nassri determinou que a Prefeitura de Ilhéus e a Embasa suspendam, de forma imediata, a construção da estação elevatória de esgoto (EEE) da Praça Maramata, localizada na Nova Brasília, comunidade do bairro Pontal.

Publicada nesta quarta-feira (14), a decisão da juíza substituta da Vara da Fazenda Pública de Ilhéus também proíbe o início das obras de duas estações, uma na Praça São João Batista, no Pontal, e outra na Sapetinga.

Eventual descumprimento da ordem acarretará pena de multa diária de R$ 20.000,00 para as duas rés.

O Instituto Nossa Ilhéus, o Instituto Floresta Viva e o Grupo Amigos da Praia são autores da Ação Civil Pública que originou a ordem da Justiça. As três entidades fazem parte do Movimento Preserva Ilhéus, que divulgou nota pública sobre a decisão.

Conforme a nota, o Sistema de Esgotamento Sanitário da Zona Sul é uma obra de extrema relevância para a comunidade ilheense, mas ostenta aspectos jurídicos e arquitetônicos contestáveis, com intervenções significativas em espaços de socialização, lazer e religiosidade.

A juíza manifestou o mesmo entendimento na decisão. “Percebe-se claramente que referidas praças e áreas verdes encontram-se já ocupadas pela coletividade, produzindo seu papel social e urbanístico de proporcionar lazer, bem-estar e saúde aos cidadãos, sendo dotadas de campinho de futebol, parques infantis, pista de prática de esportes, estacionamento de food trucks, árvores”, escreveu a magistrada.

“Da mesma forma, a área denominada “Maramata”, conforme documentação residente nos autos, constitui-se em importante local sagrado às manifestações religiosas do Terreiro de Candomblé ali próximo”, acrescentou Carine Nassri da Silva, referindo-se à ocupação tradicional daquele espaço pelos povos de terreiro, que promovem a Festa de Iemanjá na Nova Brasília.

“NÃO HÁ PROVA DE LICENCIAMENTO”

Ao fundamentar sua decisão, além de considerar os aspectos socioculturais dos modos de habitação dos espaços públicos, a juíza informou que não há prova da ocorrência de audiências públicas, da elaboração de licenciamento ou análise de impacto urbanístico das obras, pré-requisitos para que a Prefeitura e a Embasa pudessem desvirtuar a finalidade das praças e da área verde em questão.

Dessa forma, conclui a magistrada, “competia à Embasa, ao Município e ao Estado alocar as estações elevatórias em locais longe das praças e áreas verdes, não podendo desnaturar a função social de tais localidades simplesmente por lhes ser mais fácil ou por gerar menos indenizações”.

O QUE A EMBASA DISSE NO PROCESSO

Na resposta à ação, a Embasa argumentou que já foi concluída a 1ª etapa da ampliação do sistema de esgotamento sanitário, alocando as estações de tratamento em pontos distantes do centro urbano (cerca de 2 km), mediante obtenção de relatório favorável do Inema (órgão ambiental).

“Deste modo, caso a EMBASA optasse pela desapropriação de imóveis para a construção das Estações Elevatórias, este obrigatoriamente seria no entorno dos locais ora escolhidos. Pois, somente assim, atenderia aos critérios técnicos capazes de proporcionar a ampliação da cobertura de esgotamento sanitário da região. Por conseguinte, considerando que se trata de uma região extremante adensada, seguramente a desapropriação recairia sobre imóveis com edificações consolidadas, seja residencial ou comercial”, alegou a empresa.

A estatal também informou à juíza que a área verde da Sapetinga foi desapropriada pelo estado, no entanto não apresentou cópia da indenização prévia desse ato administrativo nos autos do processo nem revelou a quem foi direcionado o valor indenizatório.

A Prefeitura, que também é ré, ainda não se manifestou no processo. Procurada pelo blog, a Secretaria de Comunicação de Ilhéus informou que aguarda informações da Procuradoria-Geral do Município para emitir esclarecimentos. A Embasa ainda não deu retorno ao contato do site.

"Sabão" foi morto em 2018
Tempo de leitura: < 1 minuto

Um homem suspeito de matar Daniel Santos Barbosa, de 21 anos, em 2018, em Ilhéus, no sul da Bahia, foi preso na quarta-feira (14), após investigação de policiais da 7ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin). O acusado também tentou matar a companheira de Daniel, que estava grávida.

O mandado de prisão foi cumprido no Sul do país, na cidade de Brusque, no estado de Santa Catarina. “O crime está relacionado à disputa entre grupos criminosos pelo domínio de territórios para a comercialização de drogas na cidade de Ilhéus”, disse o coordenador da 7ª Coorpin, delegado Evy Paternostro. O mandado de prisão foi cumprido com o apoio da Divisão de Investigações Criminais de Brusque da Polícia Civil de (SC).

CRIME
Daniel, que era mais conhecido como Sabão, e sua companheira de 18 anos, grávida de nove meses, saíram para comprar cigarro e quando passavam por um beco no Alto Formoso, no bairro Conquista, foram surpreendidos por dois homens. Eles efetuaram diversos disparos contra o casal e Daniel morreu no local. A companheira foi levada para o Hospital Regional Costa do Cacau. Ela e a criança sobreviveram.

De acordo com o delegado, o acusado foi encaminhado para a custódia da Unidade Prisional Avançada de Brusque, de onde será recambiado para a Bahia. “Já o comparsa dele, considerado como uma das lideranças do tráfico em Ilhéus, segue sendo procurado”, explicou o delegado.

Caso tenha informações do outro suspeito de praticar esse crime, basta entrar em contato com o Disque Denúncia da Polícia Civil da Bahia por meio do número 181.

Bate-papo está marcado para as 19 horas desta quinta-feira (15), com transmissão via Instagram
Tempo de leitura: < 1 minuto

O secretário de Desenvolvimento Rural da Bahia, Josias Gomes, vai bater um papo sobre agricultura familiar com o ativista social Jerberson Josué, a partir das 19 horas desta quinta-feira (15), com transmissão via Instagram (@josiasgomes1312 e @jerbersonj).

Segundo Josias, que é deputado federal licenciado pelo PT – mesmo partido de Jerberson -, a importância da agricultura familiar para a economia dos municípios baianos será o ponto de partida da conversa de logo mais, assim como as políticas públicas do governo estadual para o setor.

Confira o calendário completo de pagamento e saque do 4º ciclo do auxílio emergencial 2021
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Ministério da Cidadania publicou hoje (15), no Diário Oficial da União, a Portaria nº 645/2021, que estabelece o calendário de pagamentos e saques do ciclo 4 do auxílio emergencial 2021.

Com três parcelas, a nova rodada do benefício abrange os meses de julho, agosto e setembro deste ano. O valor do auxílio varia de R$ 150 a R$ 350, a depender do perfil socioeconômico do beneficiário.

O crédito em poupança social digital para os cadastrados nascidos em janeiro será feito neste sábado (17), com o saque em dinheiro marcado para 2 de agosto. Confira nas imagens abaixo todas as datas de pagamento e saque.

CRÉDITO NA POUPANÇA SOCIAL DIGITAL

Calendário de pagamentos

LIBERAÇÃO DOS SAQUES

Calendário de liberação dos saques

Secretário Ricardo Xavier se reuniu com representantes de quatro entidades do setor comercial
Tempo de leitura: < 1 minuto

Nesta quarta-feira (14), o comércio informal de Itabuna foi tema de reunião do titular da Secretaria de Indústria, Comércio, Emprego e Renda, Ricardo Xavier, com representantes de quatro entidades: Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Associação Comercial e Empresarial de Itabuna (ACI), Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista (Sindicom) e Associação dos Vendedores Ambulantes (Avai).

Segundo Ricardo Xavier, o objetivo do governo Augusto Castro é reorganizar o comércio e realocar vendedores ambulantes que atuam na Avenida Cinquentenário e suas transversais.

O secretário destacou que o reordenamento é discutido há cerca de dois meses por uma comissão formada pelas secretarias municipais de Planejamento, Transporte e Trânsito (Settran) e  Segurança e Ordem Pública (Sesop), além da Procuradoria-Geral do Município.

A Prefeitura não divulgou se o local onde os ambulantes passarão a trabalhar já foi definido. As entidades de classe e o governo voltarão a debater o assunto na próxima quinta-feira (22).

Decisão foi anunciada pelo governador Rui Costa; regra tem exceção para trabalhadores com comorbidades; critério também vale para estudantes beneficiários do Programa Bolsa Presença
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Governo da Bahia pretende cortar os salários dos professores que se recusarem a voltar às aulas presenciais neste mês. Foi o próprio governador Rui Costa (PT) quem deu voz ao alerta, nesta quarta-feira (14). O retorno das atividades letivas nas escolas estaduais está marcado para o próximo dia 26.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, disse que a regra prevê exceção para os trabalhadores com pré-condições de saúde que aumentam o risco de morte em caso de exposição ao novo coronavírus, as chamadas comorbidades. Essas características terão que ser atestadas por médicos.

Os sindicatos que representam os professores e outros trabalhadores da rede pública de ensino informam que estes profissionais só voltarão ao trabalho nas escolas após a conclusão da sua cobertura vacinal contra a Covid-19, o que está previsto para meados de agosto próximo.

MESMO CRITÉRIO PARA BENEFÍCIO DO PROGRAMA BOLSA PRESENÇA

O Programa Bolsa Presença concede benefício mensal de R$ 150 a 311 mil famílias de estudantes da rede estadual. Além da exigência de registro no CadÚnico, o pagamento do valor está condicionado à presença dos alunos nas salas de aula.

A regra já vale para exigir a participação nas aulas remotas e será mantida a partir de 26 de março, com as atividades presenciais em formato híbrido. Ou seja, com exceção dos estudantes que tenham pré-condições de risco atestadas por médicos, os beneficiários que não forem às aulas perderão o benefício.

Tempo de leitura: 2 minutos

O jornalista e escritor Walmir Rosário lança Crônicas de Boteco, um guia sem ordem

Crônicas de Boteco, um guia sem ordem é um livro para quem pretende se tornar um frequentador de botequins, os que porventura tenham alguma curiosidade sobre o clima reinante neles ou aqueles clientes costumeiros da extensão do lar. O livro – por enquanto apenas em formato online (e-book) – está à disposição dos leitores no portal da Amazon, no link https://amzn.to/3rsgC4p.

Como relata o autor Walmir Rosário, são crônicas bem-humoradas e não tenha receio de entrar para conferir qualquer um deles. Basta dar o primeiro passo, sentar, observar a clientela em volta, perguntar as especialidades da casa fazer o pedido e experimentar. Enquanto não chega seu pedido não se constranja em puxar conversa com quem está ao seu lado e pergunte qualquer coisa. Você já fez um amigo.

Crônicas de Boteco tem versão online, que pode ser adquirida pela Amazon

E essas experiências são contadas com os botecos localizados numa única via pública de Itabuna, na Bahia: o Beco do Fuxico, que já foi divido em três zonas distintas, o baixo beco, o médio beco e o alto beco. Em cada ambiente, um costume diferente, mesmo que os frequentadores, em maioria sejam os mesmos. Experimente uma boa cachaça, batida, cerveja gelada e os melhores tira-gostos.

Frequentador de botequins neste imenso Brasil e alguns países, há várias décadas, Walmir Rosário conta histórias, costumes, o espírito de corpo, o humor dos proprietários e o que fazer para se tornar mais um dessas tribos. Não se incomode se o dono do boteco não lhe trata com a deferência esperada, pois pode estar fazendo charme para lhe conhecer melhor.

No prefácio, o saudoso jornalista Tyrone Perrucho diz que o Beco do Fuxico é o templo sagrado da boemia itabunense há mais de 50 anos, como o ABC da Noite, do Caboco Alencar, destaque neste estudo de Walmir, que abrange o circuito formado pelos saudosos bares de Batutinha, do Dortas, do Mário, do Alcides Roma, do Ithiel…

Pois lá se foram também 50 anos desde que, em julho de 1969, eu me matriculei no ABC do Caboco, tornando-me nos 20 anos seguintes aluno mais ou menos aplicado dele e demais integrantes do circuito.

E Tyrone vai mais longe: Vejam só, naqueles idos, simultaneamente ao histórico desembarque do homem na Lua, eu desembarcava de uma marinete da Sulba e me acomodava num quarto da Pensão Senhor do Bonfim, em uma rua Rui Barbosa ainda longe de virar calçadão, e justamente nas imediações ficavam o ABC e os congêneres citados.

Mas é a Walmir Rosário, reconhecido expert na arte de entornar copos e de elaborar quitutes os mais apreciados, que coube legar para a posteridade este verdadeiro compêndio de uma apreciável parte da vida mundana e boêmia de Itabuna. O roteiro etílico que é foco deste trabalho é mais uma prova provada de que a bebida é insuperável em criar e estreitar laços sociais.

“Ele trata do cotidiano da mesa de bar onde toda sorte de gente despreocupada, ou nem tanto, costuma se reunir para jogar conversa fora, aí incluídos o ato de festejar a vida e de reformar o mundo”, conclui Tyrone Perrucho,