Mais de 70% dos brasileiros têm dificuldade de pagas em dia
Tempo de leitura: < 1 minuto

Cerca de 72% da população brasileira viviam em famílias com alguma dificuldade para arcar com as despesas mensais, segundo a Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) 2017-2018: Perfil das Despesas, divulgada nesta quinta-feira (19) pelo Instituto Brasileiro Geografia Estatística (IBGE).

De acordo com os dados, enquanto 58,3% viviam em famílias que alegavam dificuldade, 14,1% tinham muita dificuldade.  Outros 26,5% tinham facilidade e apenas 1,1% viviam em famílias que responderam ter muita facilidade para chegar até o fim do mês com a renda total familiar que tinham.

Entre os integrantes de famílias com pessoa de referência preta ou parda, 9,7% tinham muita dificuldade e 34,7% tinham dificuldade, totalizando 44,4% da população do país que viviam em famílias com alguma dificuldade e eram chefiadas por pretos ou pardos.

Nas famílias em que o responsável era branco, 4,2% tinham muita dificuldade e 22,8% muita dificuldade, totalizando 27,0% da população do país com algum grau de dificuldade.

CHEFE DE FAMÍLIA POR SEXO

Na comparação dos chefes de família por sexo, a proporção da população que vivia em famílias que avaliaram ter muita dificuldade praticamente não variou entre os grupos, sendo 7,0% tanto quando a pessoa de referência era homem ou mulher.

Há grande diferença quando se avaliou sua condição de passar o mês com o rendimento total familiar com facilidade. As famílias chefiadas por homens e que realizaram essa avaliação concentraram de 17,5% da população, enquanto aquelas chefiadas por mulheres concentraram 9,0%.

Bahia recebe mais um carregamento de vacinas contra a Covid-19
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia receberá 714 mil doses de vacinas contra o novo coronavírus nesta sexta-feira (20). A primeira remessa, com 362.700 imunizantes da Pfizer/BioNTech, chegará em um voo programado para pousar no aeroporto de Salvador às 9h40min. A segunda carga, com 351.300 doses de Coronavac, tem previsão de chegada ao aeroporto às 15h.

Para essas remessas, haverá uma mudança no critério de divisão. A distribuição dessas vacinas, que deve começar a ser feita ainda nesta sexta-feira, seguirá o critério definido em reunião da Comissão Intergestores Bipartite, realizada nesta quinta-feira (19).

“Do total, 80% serão destinadas conforme critério populacional e 20% como fator de correção para aqueles municípios que ainda não conseguiram chegar à faixa abaixo dos 25 anos. A ideia é que todos os municípios possam avançar ainda mais com a cobertura vacinal de forma equitativa na faixa etária”, explica a diretora da Vigilância Epidemiológica do Estado, Márcia São Pedro.

Conforme levantamento da coordenação estadual de imunização, até esta quinta-feira, 139 municípios ainda não tinham alcançado a vacinação de pessoas menores de 25 anos, enquanto que outros 128 já estavam imunizando as pessoas com 18 anos ou mais.

A Bahia ultrapassou 70% da população vacinada contra a Covid-19 com a primeira dose ou com o imunizante de dose única. A marca foi alcançada nesta quarta-feira (18). Ao todo, até as 12h desta quinta-feira (19), 7.912.326 baianos com 18 anos ou mais já haviam, ao menos, iniciado o esquema vacinal, o que representa 71,3% da população desta faixa etária, estimada em 11.087.169.

Moradores de Itabuna, Ilhéus e Gandu entre ganhadores da Nota Premiada de setembro
Tempo de leitura: < 1 minuto

Moradores de cinco municípios do sul da Bahia estão entre os 91 ganhadores de agosto da campanha Nota Premiada Bahia. A lista de sortudos foi divulgada nesta quinta-feira (19) e nela estão contribuintes de Camacan (1), Itabuna (1), Gandu (1), Itajuípe e Ipiaú (2).  Cada um receberá R$ 10 mil.

O bilhete ganhador do prêmio de R$ 100 mil é de um contribuinte da cidade de Senhor do Bonfim, no centro norte da Bahia. Das 90 pessoas contempladas com R$ 10 mil para cada uma, 58 são de Salvador e 32 do interior. Do sudoeste da Bahia, há ganhadores em Brumado, Itapetinga e Vitória da Conquista. Consulta aqui a lista completa de sortudos.

Concorrem aos sorteios da Nota Premiada os contribuintes devidamente associados ao CPF cadastrado no site da campanha. As compras são convertidas em bilhetes eletrônicos de dez números cada, que podem ser conferidos no site da Nota Premiada.

Prefeitura tem prazo de 3 meses para cumprir ordem judicial, que alcança 19 cargos comissionados
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA) estabeleceu prazo de três meses para que a Prefeitura de Vitória da Conquista exonere 15 procuradores e 4 assessores jurídicos contratados sem concurso público. A decisão foi publicada no último dia 9, após pedido do Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA).

O MP-BA pediu que fosse reconhecida a inconstitucionalidade do artigo 79 da Lei Orgânica do Município, no que toca aos procuradores, e do artigo 1º da lei que organiza a Procuradoria-Geral do Município. Os dispositivos, agora declarados inconstitucionais, previam a existência de 15 cargos de procurador e 4 de assessor por provimento em comissão.

De forma unânime, o Tribunal Pleno, órgão máximo do TJ-BA, definiu que os cargos de procurador e assessor, que têm caráter técnico, só podem ser providos por meio de concurso público, conforme determina a Constituição Federal.

Servidores do hospital participam de atividade de capacitação para captar doadores de sangue
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem) lançou, nesta quinta-feira (19), o serviço de captação de doadores de sangue. A iniciativa é resultado de parceria com a Santa Casa de Misericórdia de Itabuna (SCMI).

Pela manhã, servidores da unidade hospitalar participaram da capacitação que busca mobilizar doadores de sangue no Hospital de Base. Os captadores Rosildo Ribeiro e Adelson Bispo, do Banco de Sangue da SCMI, comandaram a capacitação.

Qualquer pessoa interessada em doar sangue pode ir ao Hospital de Base ou ao Banco de Sangue do Hospital Calixto Midlej Filho, de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. Aos sábados, o atendimento vai das 7h ao meio-dia.

Marcas do sul da Bahia estão entre as sete finalistas do Prêmio Brasil Artesanal 2021 - Chocolates
Tempo de leitura: < 1 minuto

O sul da Bahia tem dois representantes entre os sete finalistas do Prêmio Brasil Artesanal 2021 na categoria chocolates, da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Os finalistas sulbaianos são as marcas Chocolates da Ju, de Uruçuca, e Cacau do Céu Chocolates Finos, de Ilhéus.

A data da divulgação do resultado final ainda será definida. O produtor do chocolate mais votado pelo júri popular receberá R$ 6.000,00 e o título de vencedor do “Prêmio CNA Brasil Artesanal 2021 – Chocolate”. O segundo colocado vai receber R$ 4.000. O terceiro, quarto e quinto colocados receberão certificados de participação e R$ 2.500, R$ 1.500 e R$ 1.000, respectivamente.

Proposta já foi aprovada por deputados, mas é alvo de rejeição de lideranças do Senado || Foto Marcos Oliveira/Agência Senado
Tempo de leitura: < 1 minuto

A volta das coligações de partidos para as eleições proporcionais foi aprovada em dois turnos na Câmara dos Deputados, na terça-feira (17), mas deve enfrentar resistência no Senado. O diagnóstico é do presidente da Casal Alta, o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

Além disso, ontem (18), o MDB decidiu fechar posição contra a mudança. Com 16 senadores, o partido tem a maior bancada do Senado.

Quando o fim das coligações para a eleição de deputados e vereadores foi aprovado, em 2017, um dos objetivos da reforma era diminuir a fragmentação do sistema partidário do Brasil, pois, sem a estrutura das legendas maiores, as pequenas siglas tendem a não superar a cláusula de desempenho, pré-requisito para o acesso ao fundo eleitoral.

Para valer nas eleições de 2022, a nova PEC da Reforma Eleitoral deve ser aprovada no Senado e promulgada até 2 de outubro de 2021, um ano antes do próximo pleito.

Segundo a APPI, Prefeitura de Ilhéus ainda não respondeu pedido de abertura da negociação com a categoria
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Associação dos Professores Profissionais de Ilhéus (APPI/APLB – Sindicato), que representa os trabalhadores da rede municipal de ensino de Ilhéus, convocou seus associados para a assembleia em que será discutida a campanha salarial de 2021. Marcado para as 8h30min da próxima segunda-feira (23), o debate será virtual.

O link de participação na assembleia será disponibilizado nos grupos virtuais dos professores e demais funcionários da rede de ensino.

Nesta quarta-feira (18), o sindicato entregou ofício à Prefeitura de Ilhéus, reivindicando celeridade no atendimento das demandas dos trabalhadores. Segundo a APPI, representantes da categoria tentam abrir negociação com o governo municipal desde fevereiro, mas ainda não obtiveram resposta.

Praça Hélio Lourenço, na Beira-Rio, foi invadida por contêineres e obra privada || Foto Pimenta
Tempo de leitura: < 1 minuto

A  Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Itabuna embargou as obras particulares na Praça Hélio Lourenço (Praça da Cotef), na Beira-Rio. As obras foram iniciadas há mais de 10 dias e o empresário, não identificado, pretendia construir no local um café, o Café do Duque.

Há quase duas semanas, três contêineres de grande porte foram instalados na praça, localizada próximo ao Shopping Jequitibá. Quando a agente de fiscalização chegou ao local, descobriu que a obra não possuía autorização do município.

Contêineres foram instalados sem autorização na Praça Hélio Lourenço

O local é conhecido como Praça do Esporte, por receber, há quase 30 anos, atividades como futevôlei, futebol e treinos de rúgbi. O clima é de revolta pela ocupação do local. Tradicionalmente, o município permite o uso do solo, mas apenas para estruturas móveis. “Queremos saber se a Prefeitura vai mudar o entendimento de ocupação dessa praça e permitir edificações”, disse um esportista indignado.

O empresário que pretendia construir a cafeteria na praça não foi localizado pela reportagem. Na praça, esportistas disseram ao PIMENTA que ele apenas se identificava como “Amigo do Prefeito” Augusto Castro. Ele ainda aposta na suposta amizade com o gestor para retomar a obra.

Mais de 400 quilos de maconha foram apreendidos em Itabuna || Foto PM-BA
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Polícia Militar apreendeu mais de 300 quilos de maconha e deteve duas pessoas, no final da noite desta quarta (18). A droga foi localizada em dois veículos de pequeno porte e em uma carreta, no semianel rodoviário, quando houve confronto da polícia com os traficantes.

A operação envolveu equipes especializadas da polícia militar, dentre elas Rondesp Sul, Tático Ostensivo Rodoviário (TOR) e a companhia especializada Cipe Cacaueira. Ao menos dois motoristas foram encaminhados para o complexo policial de Itabuna. Atualizado às 12h51min.

Mestre Virgílio recebe título de doutor honoris causa da Uesc
Tempo de leitura: 2 minutos

O Conselho Universitário da Universidade Estadual de Santa Cruz (Consu/Uesc) reúne-se, extraordinariamente, às 14h desta segunda-feira (23), para entregar o título de Doutor Honoris Causa a José Virgílio dos Santos, “Mestre Virgílio”. A solenidade terá lugar no Auditório do Centro de Arte e Cultura da Uesc. Será a primeira reunião presencial desde o início da pandemia ocasionada pelo Covid-19. Por essa razão, apenas cem pessoas poderão participar presencialmente da solenidade.

O título de Doutor Honoris Causa foi concedido por unanimidade, na 53ª reunião (on-line) do Consu, realizada no dia 4 de agosto de 2020, proposto pela professora Camila Righetto Cassano, do Departamento de Ciências Biológicas (DCB/Uesc), e recebeu o parecer do professor Sanqueilo de Lima Santos, do Departamento de Filosofia e Ciências Humanas (DFCH/Uesc).

“Virgílio figura entre os mestres de Capoeira Angola mais antigos permanecendo em atividade e é único por sua história desvinculada da região de Salvador e Recôncavo. A trajetória de vida e resistência, suas produções artísticas, o apoio e incentivo a grupos de capoeira e a manutenção da tradição da Capoeira Angola em sua linhagem demonstram o saber e o fazer de Mestre Virgílio em prol da cultura afro-brasileira, tendo a cidade de Ilhéus como ponto de origem. Tais atributos conferem ao Mestre Virgílio, as qualidades que justificam a concessão do título de Doutor Honoris Causa pela Universidade Estadual de Santa Cruz. Esse título se destina à personalidade que se tenha distinguido pelo saber ou atuação em prol das Artes, das Ciências, da Filosofia, das Letras ou de melhor entendimento entre os povos,” destaca o parecerista.

Mestre Virgílio exercendo a sua arte, a capoeira || Foto Divulgação

ENSINANDO A PAZ

Honoris Causa” é uma expressão latina que significa “por causa de honra” e é utilizada quando uma universidade deseja conceder um título de honra para uma personalidade de grande destaque ou importância por seu trabalho. “Neste momento, em que no Brasil e no mundo, ressoam atitudes de intolerância, preconceitos, sufoca-se a cultura, tentam desconstruir tradições e, com isso, os valores materiais e imateriais, o seu Conselho Universitário, vai se reunir extraordinariamente para entregar o título Doutor Honoris Causa ao Mestre Virgílio. Mestre, porque fez do seu modus vivendi a sua tese e a defende na academia da vida, distribuindo saberes, valorizando a vida e ensinando a paz”, afirma o reitor da Uesc, Alessandro Fernandes.

Na opinião da professora Camila Righetto Cassano, autora da proposição, o título é o reconhecimento dos valores da cultura afro-brasileira e, em especial, o valor cultural da capoeira. “É o reconhecimento a uma pessoa que fez da sua vida um grande terreiro, onde pôde passar a todos, sem distinção, os seus conhecimentos. Por extensão, esse título reconhece os muitos mestres de capoeira que continuam esquecidos e pouco valorizados enquanto mantenedores de uma cultura que atravessou séculos de resistência à escravidão e discriminação”.

Hidrante do Bairro de Fátima é o 5º dos 15 equipamentos que a Emasa vai instalar em Itabuna
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Empresa Municipal de Águas e Saneamento S/A (Emasa) instalou, nesta quarta-feira (18), o quinto hidrante do plano de prevenção e combate de incêndios de Itabuna, resultado de parceria com o 4º Grupamento de Bombeiros Militar (GBM). O novo equipamento foi instalado na rua Francisco Ferreira da Silva, no Bairro de Fátima.

O gerente técnico da Emasa, João Bitencourt, informa que o plano prevê a implantação de 15 hidrantes. “Com o equipamento instalado, os moradores de áreas como João Soares, Vila das Dores (Canecos), Parque Verde, Parque Boa Vista e parte do Califórnia, além do Bairro de Fátima, terão a vida mais protegida e também o patrimônio”, destaca o gestor.

Para o tenente Robson Nascimento, do 4º GBM, os hidrantes garantem segurança e eficiência ao trabalho dos bombeiros. “A agilidade do reabastecimento de água da guarnição no combate a sinistros, que por ventura venham acontecer, é fundamental”, explica.

EXEMPLO E ESTÍMULO PARA OUTROS MUNICÍPIOS

Sediado em Itabuna, o 4º Grupamento de Bombeiros Militar atende 27 municípios da região. Segundo o tenente Robson, a iniciativa itabunense serviu de exemplo positivo e estimulou cidades vizinhas a discutir a necessidade de investimento nos aparelhos de combate a incêndios. “O comandante do 4º GBM, tenente-coronel Manfredo, manteve encontros com a direção da Embasa, a presidência da Associação dos Municípios da Região Cacaueira (Amurc) e os prefeitos, realçando a importância de execução de ações que auxiliem o trabalho do Corpo de Bombeiros”, conclui o oficial.

Centro de Especialidades Veterinárias oferece tratamento completo a animais de pequeno porte
Tempo de leitura: < 1 minuto

Há 2 anos e meio, os médicos veterinários Alex Gonçalves e Hannah Thame inauguraram o Centro de Especialidades Veterinárias (CEV), em Vitória da Conquista. Nesse período, a clínica se consolidou como referência na oferta de serviços de saúde animal, em várias especialidades, a exemplo da clínica de felinos, dermatologia, fisioterapia, acupuntura, ortopedia, neurologia e oftalmologia. O CEV também oferece diversos exames, desde os laboratoriais aos de imagem (raio-X digital e ultrassonografia).

Clínica funciona sob os cuidados dos médicos veterinários Alex Gonçalves e Hannah Thame

Hannah explica que o conjunto amplo de especialidades e os exames disponíveis garantem atendimento completo aos bichinhos, com diagnóstico rápido e tratamento eficaz.

Segundo Alex, o principal objetivo do centro é ajudar os tutores a garantir qualidade de vida aos animais. Por isso, o CEV investiu em técnicas e equipamentos de reabilitação, trabalhando com laserterapia, eletroterapia, ultrassom terapêutico, magnetoterapia, eletroacupuntura, esteira seca e outras formas de tratamento.

A sede da clínica fica na Avenida Expedicionários, nº 668, no bairro Recreio.

Polícia Federal deflagra operação em Amargosa e Milagres || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (19) a Operação Apólogo para combater fraudes em benefícios previdenciários e assistenciais na Bahia. A operação acontece em conjunto com a Secretaria de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.  A operação cumpre 6 mandados de busca e apreensão e 6 mandados de prisão temporária nas cidades de Milagres e Amargosa, no interior baiano.

As investigações apontam que o grupo criminoso atuava pelo menos desde 2017, criando pessoas fictícias com documentação falsa com a finalidade de conseguir o pagamento de benefícios federais. Em sua maioria os pagamentos almejados pelo grupo eram os chamados Benefícios de Prestação Continuada (BPC) pago pelo INSS no valor de um salário mínimo para pessoas com mais de 65 anos e portadores de deficiência. Ao todo, estima-se um prejuízo de mais de R$ 4 milhões em pelo menos 50 benefícios fraudados.

Ainda segundo as investigações, há indícios de que o grupo alvo da operação desta quinta-feira tenha conexão com o grupo desarticulado pela Operação Cucurbitum. ocorrida em dezembro de 2020 na cidade de Jeremoabo, também no interior da Bahia. Informações do Metro1.

Ciclismo cresceu na pandemia e exige mais segurança no trânsito || Foto Fábio Rodrigues-Pozzebom
Tempo de leitura: 7 minutos

Transformar a dor em uma ação positiva, ainda que em meio a processos muito difíceis, foi a experiência vivida pelo economista Persio Davison, de 73 anos. Da trágica morte de seu filho, Pedro Davison, atropelado por um motorista alcoolizado na chamada faixa presidencial do Eixão Sul, em Brasília, ele viu surgir, em todo o país, um movimento de conscientização e de mudanças de atitudes que, desde então, ajudam a melhorar as estatísticas de ciclistas mortos no trânsito.

Todos os esforços de conscientização culminaram na criação do Dia Nacional do Ciclista, em 19 de agosto.

“O Dia Nacional do Ciclista, para nós, é o dia da morte de nosso filho. Por outro lado, é, para a sociedade, um dia de conscientização e de busca por novos caminhos para a mobilidade. Um dia para lembrar que todos temos de ser protetores de todos, e que a realidade só será menos trágica se nos respeitarmos. Um dia para lembrar que temos o mesmo direito de respeito pela escolha sobre como queremos nos locomover”, disse Persio à Agência Brasil.

Foi no dia 19 de agosto de 2006 que, após participar de um churrasco em comemoração ao aniversário da filha Lulu, de 8 anos, que Pedro, aos 25 anos e com um curso de biologia recém-concluído, optou por fazer algo que estava muito acostumado: “dar um pedal”.

FORMA DE DIÁLOGO

O ciclismo, para ele, era mais que um modal de transporte. Era uma forma de manifestar todo o amor que sentia pela natureza e pela vida. Prova disso foi a viagem que fez a Trancoso, na Bahia. Foram 11 dias pedalando e fazendo novas amizades.

“Pedalar, para ele, era uma forma de diálogo com as populações locais. Ele pernoitava em quintais e na casa das pessoas que ia conhecendo. Meu filho fazia disso um modo de vida”, lembra Persio.

Em outra viagem, acompanhado de dois colegas, passou 45 dias pedalando pelo Tocantins e, no retorno a Brasília, margeou o Planalto Central na direção do Pantanal. “A vocação dele, como biólogo e ambientalista, estava presente também no ciclismo”, afirma Persio.

Após o impacto com um veículo a mais de 110 quilômetros por hora (km/h), o jovem Pedro foi arremessado a uma distância de 84 metros e morreu. O motorista Leonardo Luiz da Costa foi encontrado cerca de meia hora depois, tentando escapar de uma blitz no Setor de Indústria e Abastecimento. Ele estava alcoolizado. Sua placa já havia sido informada por um motociclista que testemunhou o crime. A história do biólogo é contada em um curta-metragem chamado Lulu Vai de Bike. Entre as atividades programadas pela organização não governamental (ONG) Rodas da Vida para o Dia Nacional do Ciclista em Brasília está a exibição do curta, às 19h, Espaço Infinu, na 506 Sul. Para acessar a programação, clique aqui.

Casal Persio e Beth Davison lidera ações por trânsito seguro para ciclistas || Foto Marcello Júnior/AB

“NÃO É ACIDENTE. É CRIME”

“O Dia do Ciclista é ato político. Teve sua origem, mas não é a ela que se volta e sim à defesa do direito de o ciclista ter sua mobilidade segura e respeitada. O foco está na construção e não nas tragédias de tantas perdas. A mensagem é de mobilização e futuro”, resume o pai da vítima, ao se referir à tragédia que, hoje, simboliza uma quebra de paradigmas.

O que antes era visto como “acidente”, desde então passou a ser percebido, tanto pela sociedade quanto pela Justiça, como “crime”.

“Não há acidentes, há crimes no trânsito. Não são circunstâncias acidentais: são decisões conscientes tomadas por um adulto que decide dirigir acima da velocidade permitida, sob efeito do álcool ou transgredindo qualquer outra norma das boas práticas ao volante”, argumenta a coordenadora administrativa da ONG Rodas da Paz, Joyce Ibiapina.

Toda a mobilização decorrente desse crime praticado contra Pedro Davison favoreceu um ambiente que, dois anos depois, em 2008, resultou em uma legislação que salvou muitas vidas no trânsito: a Lei Seca.

Persio lembra que, com a ajuda de organizações como a Rodas da Paz, um movimento tomou conta do país que, por meio do Congresso Nacional, criou leis visando uma “mobilidade respeitosa à vida, com um olhar para os ciclistas e pedestres”. Entre as causas defendidas pelo movimento está “o dever de reconhecimento, pelas leis e pela Justiça, da tipificação de crime no trânsito e a condenação e punição desses crimes pelo Judiciário”.

Na época, lembra Persio, havia o entendimento de que o tombamento impedia a construção de ciclovias em Brasília. “Hoje, o DF lidera a oferta de infraestrutura cicloviária, e a fiscalização mais efetiva tem coibido motoristas transgressores, a direção e o consumo de bebida”.

Em meio à luta pelos direitos dos ciclistas – e ao fato de seu filho ter se tornado um símbolo da causa – Persio e sua esposa, Beth Davison, tornaram-se conselheiros e, no caso dele, vice-presidente da ONG.

“Brasília tem seu simbolismo e cumpre esse papel de incentivo, motivando um movimento nacional para a transformação de nossas cidades e de nossa conduta, de forma a propiciar maior respeito aos ciclistas e aos pedestres, em relação a seus direitos e a uma mobilidade segura”, diz.

ECONOMIA, CLIMA E SAÚDE

A ONG desenvolve diversas ações nas quais apresenta a bicicleta como o “mais promissor dos veículos” para enfrentar a crise econômica, climática e de saúde que o país atravessa, agravada pela pandemia.

“O transporte por bicicleta é recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pela ONU Habitat como alternativa ao transporte coletivo e ao transporte individual motorizado, para que as pessoas façam seus deslocamentos com risco reduzido de contágio pela covid-19 e possam praticar exercícios físicos regularmente, o que aumentou o número de bicicletas no mundo todo”, relata Joyce Ibiapina, do Rodas da Paz.

UNIÃO DE CICLISTAS DO BRASIL

Outra entidade que atua na defesa dos direitos dos ciclistas é a União de Ciclistas do Brasil (UCB), que tem Felipe Alves como um de seus diretores. A entidade também aproveita a data de hoje para chamar a atenção ao “permanente descaso com ciclistas no trânsito”.

Ciclistas pedalam nas Paineiras, próximo ao Cristo Redentor, no Rio || Foto Fernando Frazão/AB

“Descaso por parte de motoristas, motociclistas e, principalmente, do Poder Público, tanto federal quanto estaduais ou municipais, que pouco se esforçam para tornar o trânsito mais seguro no Brasil, seja não atendendo às necessidades dos usuários mais vulneráveis (como pedestres e ciclistas), seja afrouxando as leis de trânsito e as punições previstas para condutores que não cumprem a lei”, declarou à Agência Brasil.

Leia Mais