Tempo de leitura: < 1 minuto

Em fevereiro deste ano, depois de matéria publicada pelo PIMENTA sobre o abandono de um dos quiosques na praça Olinto Leone, no centro de Itabuna, a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Urbanismo fez a limpeza do espaço e recolou os tapumes. A proteção no local, onde um dia funcionou a galeria Walter Moreira, não durou por muito tempo. Desde o início deste mês que o espaço voltou a ser usado como banheiro público.

Comerciantes,  bancários e outros trabalhadores e quem passa pela praça reclamam que a fedentina é insuportável. Eles querem que o município recupere não só o quiosque que virou banheiro público, mas toda a Praça Olinto Leone, que é um espaço muito frequentado, principalmente por amigos para o bate papo quase diário.

De acordo com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura,  o local será recuperado para abrigar projetos desenvolvidos pela Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC).  Já os frequentadores da praça estão na expectativa de que as obras na praça sejam executadas o mais breve possível.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.