Tempo de leitura: < 1 minuto

O reenquadramento do quadro de pessoal do Município foi aprovado pela Câmara de Vereadores, nesta última quarta-feira (10), com a extinção de 20 funções exercidas por 1.130 servidores. Emendas da relatora Wilmaci Oliveira (PCdoB) foi acatadas para preservar direitos destes servidores em futuro plano de cargos e salários, segundo a assessoria do Legislativo.

“Os direitos dos servidores serão respeitados, com cargos em novas nomenclaturas; houve um ajuste para proteger o servidor, para livrar de armadilhas jurídicas”, reforçou a vereadora durante a apreciação da matéria encaminhada pelo Executivo. A mudança, concluída na sessão desta quarta-feira (10), fixa em 4.698 o quadro de servidores efetivos após alterações que preveem a extinção de 20 cargos.

Conforme a proposta, serão extintas as seguintes funções: agente administrativo, agente de comunicação, agente de infraestrutura, agente de serviços gerais, assistente de infraestrutura, assistente de saúde bucal, assistente administrativo, auxiliar administrativo, auxiliar de infraestrutura, auxiliar de saúde pública, calceteiro, carpinteiro, educador social, eletricista, facilitador de oficina, massoterapeuta, motorista, operador de máquinas pesadas, rasteleiro/rasteleteiro, técnico em laboratório.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.