Jean Charles, presidente da Câmara de Ibotirama, foi preso nesta quinta-feira (8)
Tempo de leitura: 2 minutos

Policiais civis prenderam, nesta quinta-feira (8), o presidente da Câmara de Vereadores de Ibotirama, Jean Charles Alexandre (PSB), e um policial militar por suspeita de envolvimento no assassinato de Marcello Leite Fernandes, de 39 anos, morto a tiros em julho passado. Jean teria sido o mandante do crime. O nome do PM preso não foi divulgado.

Policiais durante cumprimento de mandado de prisão em Ibotirama

As prisões foram efetuadas no âmbito da Operação Petúnia, que também cumpriu seis mandados de busca e apreensão em Ibotirama e Lauro de Freitas. Foram apreendidos três pistolas, celulares, documentos e computadores, além de diversas peças de motocicletas. Um terceiro investigado, também alvo de mandado de prisão, conseguiu fugir.

Um das três pistolas apreendidas na operação

A operação envolveu policiais da Coordenação de Operações Especiais (COE), do Departamento de Inteligência da Polícia Civil (DIP) e do Departamento de Polícia do Interior (Depin), além da Superintendência de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública (SI/SSP), do Departamento de Polícia Técnica (DPT), do Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA), da Corregedoria da Polícia Militar e do Grupamento Aéreo (Graer) da PM.

O delegado Oscar Vieira disse que, em 40 dias, a investigação reuniu elementos suficientes para os pedidos de prisões e buscas. Segundo ele, o crime pode ter sido motivado por desavenças dos suspeitos com a vítima. “As oitivas com os custodiados e a perícia nos materiais apreendidos serão fundamentais para a elucidação do caso”, acrescentou o delegado.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.