Após perder tempo de TV, ACM Neto critica TRE baiano || Reprodução
Tempo de leitura: < 1 minuto

Candidato a governador da Bahia pelo União Brasil, ACM Neto usou as redes sociais para reclamar da justiça eleitoral baiana. “Praticamente, a nossa propaganda sumiu da televisão”, lamenta. O ex-prefeito de Salvador foi punido por invadir o espaço dos candidatos a deputado estadual e federal na televisão para fazer propaganda de sua candidatura ao governo baiano.

Ele foi acionado na corte eleitoral pelo jurídico das campanhas de Jerônimo Rodrigues (PT) e João Roma (PL). A justiça analisou o caso e puniu ACM Neto, que perdeu mais de 300 inserções diárias na TV e no rádio e parte do programa eleitoral. Ele alega que foram cerca de 350.

– Quer dizer, do lado de lá os nossos adversários nos atacam, mentem, nos agridem, invadem o programa dos deputados, e nós é que somos punidos. Aí não dá – choramingou.

A grita de ACM Neto é porque, acusa, adversários teriam incidido no mesmo abuso e a punição teria sido menor. Jerônimo, aponta a defesa do ex-prefeito, teria sido punido com a perda de apenas 15 inserções. As maiores transgressões do candidato do União Brasil ocorreram nos 10 primeiros dias, o que levou à forte punição.

Para Neto, não estaria havendo tratamento isonômico aos candidatos. “Nós não queremos nenhuma vantagem, mas também não vamos aceitar ser prejudicados”, conclui, apontando suposto tratamento diferenciado da corte eleitoral aos seus adversários. Confira o vídeo.

Atualizado às 13h22min.

Uma resposta

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.