Rosemberg Pinto: voto casado com Lula elege Jerônimo no 1º turno
Tempo de leitura: 6 minutos

O deputado estadual e líder do Governo Rui Costa na Assembleia Legislativa, Rosemberg Pinto (PT), é um veterano das eleições na Bahia, das quais participa desde 2002. Na avaliação dele, o pleito estadual segue ritmo muito mais lento do que a eleição ao Palácio do Planalto. Por isso, segundo o parlamentar, a grande maioria do eleitorado baiano costuma definir o voto para o Governo do Estado nesta última semana de campanha. Até aqui, complementa, o debate político foi monopolizado pela eleição presidencial.

– Você chega no boteco, no baba, é Lula x Bolsonaro. O debate sobre governador só se dá quando se aproxima a eleição. A população, que ainda não conhece todos os candidatos, só vai se debruçar sobre isso na boca da eleição – disse o parlamentar à coluna Arriba Saia, do PIMENTA.

LULA NA BAHIA

Sociólogo especializado em Ciência Política, Rosemberg citou de cor números de pesquisas eleitorais de 2014 e 2022. Com eles, buscou demonstrar o tamanho da influência de Lula na corrida ao Palácio de Ondina. “O principal eleitor da Bahia chama-se Luiz Inácio Lula da Silva”, resumiu.

VOTO CASADO

Jerônimo e Lula, o grande eleitor da Bahia, segundo Rosemberg

É nessa reta final e diante da urna, continuou Rosemberg Pinto, que o eleitor lulista consagra o voto casado. “E aí, tenha certeza que Jerônimo vai ganhar no primeiro turno, porque as pessoas identificam e querem votar no candidato do Lula”, emendou.

Em tempo: nesta sexta-feira (30), o presidenciável volta a Salvador para novo ato político com a majoritária governista, a partir das 12h30min.

EXPECTATIVA E REALIDADE

No petismo, havia a expectativa de que os investimentos do Estado em Ilhéus e Itabuna assegurariam vitória a Jerônimo nas duas cidades. A julgar pela preocupação com o desempenho da campanha nos polos sul-baianos, a realidade é outra.

ERRO 1

Rosemberg admitiu que, em Itabuna e Ilhéus, a performance da candidatura governista não é a esperada. Pedimos que explicasse as razões disso. Ele apontou três erros, sendo o primeiro o número reduzido de candidatos a deputado ligados a Jerônimo nessas cidades. “O PT não planejou corretamente sua intervenção na política regional”.

Retirada da candidatura de Wenceslau foi erro estratégico, diz Rosemberg

ERRO 2

No mesmo sentido, o parlamentar avalia a retirada da candidatura de Wenceslau Júnior (PCdoB) a deputado federal como erro estratégico. “Eu sou do PT, mas, para a consolidação do nosso projeto regional, foi ruim”.

ERRO 3

Outra dificuldade enfrentada pela campanha de Jerônimo no eixo Itabuna-Ilhéus, aponta Rosemberg, decorre de estratégia que ele atribui às candidaturas de Zé Alberto e Soane Galvão, ambos do PSB e candidatos à Assembleia da Bahia. Para o deputado, os socialistas não se esforçaram a contento na propagação da imagem de Jerônimo.

– Veja como se posicionam publicamente. Parece que são [candidaturas] dissociadas da chapa majoritária. É um erro da estratégia não se associar a Lula e a Jerônimo – disparou.

AUGUSTO, MARÃO E RUI

Rosemberg conta que levou o mesmo reclame ao prefeito de Itabuna. “Tive com Augusto Castro há trinta dias, tomando um café, e disse a ele: casa [a candidatura de Zé Alberto] com Jerônimo e com Lula, eles são os principais players eleitorais”.

Perguntamos se o deputado tocou no assunto com o prefeito Mário Alexandre (Marão). Ele respondeu que não e alegou que não se sentiria à vontade para fazê-lo, em razão de problemas que teve com o mandatário ilheense nas eleições de 2020. No entanto, Rosemberg disse que tratou do tema com o governador Rui Costa.

________

“INGRATIDÃO”

Makrisi afirma que candidatura de Soane ignora majoritária

A reclamação de Rosemberg não é isolada. O ex-vereador ilheense Makrisi Angeli (PT) subiu o tom e disse que Marão e seu grupo são ingratos com Rui Costa. Isso porque, segundo ele, o material de campanha de Soane teria ignorado a existência da chapa majoritária.

________

LEI DO EX

Publicação de Vivaldo Mendonça no Instagram

O vice-prefeito Bebeto Galvão (PSB) foi alvo de crítica do ex-aliado José Vivaldo Mendonça, que foi secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Governo Rui Costa, saiu atirando no ex e, hoje, é do grupo do candidato a governador ACM Neto (UB). Recentemente, Vivaldo acusou pessoas ligadas a Bebeto de arrancar adesivos da campanha de Neto em Ilhéus. Ele chamou de antidemocrática a atitude que atribui aos antigos aliados.

________

REPRESENTATIVIDADE

Eixo Ilhéus-Itabuna pode ficar, novamente, sem representante na Alba

Itabuna e Ilhéus podem, no domingo (2), repetir as eleições de 2018, quando não elegeram um deputado sequer, seja para a Assembleia Legislativa (Alba) ou Câmara dos Deputados. A pulverização de candidaturas locais pode atrapalhar. Nem mesmo os generosos (ou nem tanto) repasses do fundão eleitoral devem ajudar.

________

SÓ PENSAM NAQUILO…

Itabuna e Ilhéus podem ficar, novamente, sem representação nos dois parlamentos

A maioria dos candidatos a deputado das duas maiores cidades sul-baianas se lançou mais pensando em 2024 do que em representar as duas cidades. Estranho o estrago representativo, principalmente na base governista – e no período em que a região mais recebeu investimentos do Governo Estadual em toda a sua história.

________

Itajuípe foi palco de ação desastrada de companhia especializada da PM, na terça (27)

POLÍCIA, “POLÍTICA” E FAKE NEWS

A noite de terça-feira (27) em Itajuípe foi marcada por uma operação policial desastrada, que resultou na morte de um subtenente e 3 colegas baleados. O morto e um dos atingidos por disparos compunham, não oficialmente, a equipe de segurança do candidato a governador ACM Neto (UB). As circunstâncias, até aqui, não foram esclarecidas. Após as declarações de praxe de autoridades e do candidato, na manhã de quarta, seguiu-se um roteiro de exploração política do caso e onda de fake news para atingir a candidatura adversária, do petista Jerônimo Rodrigues.

________

MARÃO X AUGUSTO 

Augusto Castro e Marão abraçados pelo governador Rui Costa || Imagem Pimenta

Prefeitos das duas maiores cidades do sul da Bahia e ambos do PSD, Mário Alexandre (Ilhéus) e Augusto Castro (Itabuna) travam duelo para ver quem elege seus candidatos a deputado estadual. Augusto tirou da cartola o ex-secretário Zé Alberto. Marão apostou na esposa e ex-secretária, Soane Galvão. Zé e Soane concorrem pelo PSB. Augusto correu trecho e intensificou a campanha do pupilo em Itabuna, combinando a execução de pacote de obras nos bairros.

________

PENSAR O SUL DA BAHIA

Ricardo e Mariana entregam documento a ACM Neto e Luiz Caetano, da campanha de Jerônimo

A Agência de Desenvolvimento Regional Sul da Bahia (ADR) entregou às campanhas dos líderes na corrida ao governo baiano o documento Educação, Cacau e Turismo: Propostas de ação com o Governo do Estado (2023-2026). Mariana Sales e Ricardo Gomes, da Agência, fizeram a entrega a ACM Neto (UB) e ao coordenador da campanha de Jerônimo Rodrigues (PT), Luiz Caetano. A agência tem, no seu conselho, representantes das universidades Estadual de Santa Cruz (Uesc) e Federal do Sul da Bahia (UFSB), Sebrae, Amurc e dos institutos Arapyaú e Humanize.

________

CASOS DE FAMÍLIA

Debate bisonho envolveu até filha adolescente de candidato a governador

A TV Bahia promoveu debate com quatro dos seis candidatos ao governo da Bahia, na noite da terça-feira (27). Faltou proposta. E (bom) nível. Ex-aliados, ACM Neto (UB) e João Roma (PL) protagonizaram os lances mais bisonhos. Como o debate começou e terminou tarde da noite, as crianças foram preservadas das baixarias impensadas para um confronto de ideias daqueles que pretendem governar a Bahia. Não achando pouco, ACM Neto envolveu até uma filha menor de Roma no confronto. E nem por isso pediu desculpas. De (quase) unanimidade daquela sofrível peleja televisiva, só a boa avaliação conquistada pelo candidato do PSOL, Kleber Rosa.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.