Tarifa de água ficará mais cara a partir de janeiro|| Foto Divulgação
Tempo de leitura: 2 minutos

A Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa) informou, nesta segunda-feira (21), que a Agência Reguladora dos Serviços Públicos de Itabuna (ARSEPI) autorizou reajuste de 9,95% na conta de água. O percentual é inferior ao Índice Nacional de Preço ao Consumidor (INPC), que no período de um ano (maio 2021 ao mesmo mês deste ano) foi de 11,90%. O aumento entrará em vigor a partir de janeiro de 2023.

Além da revisão tarifária ter ficado abaixo do índice do INPC,  houve aumento de custos, em maio, após acordo coletivo com os funcionários, quando foi concedido reajuste salarial de 12,67%, conforme afirma o diretor financeiro da Emasa, Ronaldo Simas. Ele pontou também que, entre maio de 2021 e maio de 2022, por determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), a tarifa de energia elétrica operou na “Bandeira Vermelha”.

“A energia elétrica responde pelos maiores custos da Emasa, depois o custo de pessoal. Entre o ano passado e praticamente todo ano de 2022, o valor da energia ficou na Bandeira Vermelha – Patamar 2, que no acumulado chegou a 21,13%. A correção da tarifa de água, que passa a vigorar a partir de janeiro do próximo ano, ficou abaixo do INPC de maio a maio e dos custos da energia elétrica”, afirma Ronaldo Simas.

INVESTIMENTOS

O diretor Financeiro da Emasa também chama a atenção para os investimentos que a concessionária de água e esgoto e a Prefeitura de Itabuna estão fazendo para melhoria dos serviços. No primeiro momento, estão aplicando mais de R$ 17 milhões, por meio do projeto Mais Água Para a Cidade. Mais R$ 8 milhões serão investidos numa segunda etapa do projeto.

“O projeto Mais Água Para a Cidade solucionará o abastecimento intermitente enfrentado em Itabuna. Os consumidores terão o fornecimento de água ininterruptamente, sem o sistema de manobras. Além disso, os decantadores da Estação de Tratamento de Água (ETA) estão sendo substituídos por um sistema mais moderno, o que atesta o compromisso da Emasa em relação à qualidade da água fornecida em nossa cidade”, finaliza Ronaldo Simas. A Emasa está investindo R$ 3,5 milhões em recursos próprios na troca dos decantadores.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.