Reunião do Gabinete de Crise definiu medida contra efeitos das chuvas || Foto PMI
Tempo de leitura: < 1 minuto

O prefeito Mário Alexandre, Marão (PSD), pôs o município de Ilhéus em situação de emergência, nesta sexta-feira (2), devido aos alagamentos e deslizamentos de terra provocados pelas chuvas que caíram na cidade nas últimas semanas. A decisão foi tomada durante reunião do Gabinete de Crise, com a presença do vice-prefeito Bebeto Galvão (PSB) e de secretários municipais.

De acordo com a Defesa Civil, de 16 de novembro até hoje, o acumulado das precipitações no município é de 252 milímetros, equivalente a 252 litros por metro quadrado, em média.

“É um momento difícil, nas últimas horas choveu 85 milímetros. Cinco localidades da zona rural estão isoladas, mas sem intercorrências mais graves. Continuaremos trabalhando em conjunto com todas as instituições para dar segurança à nossa população”, disse o prefeito. Uma das comunidades isoladas é a de Maria Jape, como noticiado pelo PIMENTA.

Até o momento, a coordenação local da Defesa Civil já atendeu 32 ocorrências de alagamentos e deslizamentos de terra. A situação é crítica nas zonas ribeirinhas dos bairros Banco da Vitória e Salobrinho, além da Vila Cachoeira.

Segundo o prefeito, a Prefeitura disponibilizou equipes para ajudar a população a retirar móveis de casas em risco. Casos de emergência devem ser reportados pelo telefone da Defesa Civil: (73) 9 7400-7521.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.