Jackson Moreira: "não sabemos extensão do afastamento"
Tempo de leitura: < 1 minuto

Nesta sexta-feira (23), o Conselho Administrativo do Instituto Biofábrica da Bahia decidiu afastar o presidente Jackson Moreira. A informação foi dada pelo site Políticos do Sul da Bahia e confirmada pelo PIMENTA.

“O Conselho acatou propositura de um dos conselheiros. Ainda não sabemos a extensão do afastamento, mas temos a tranquilidade de saber que nosso trabalho tem a lisura atestada, inclusive, pelo próprio Conselho, que acabou de aprovar nossas contas”, declarou Jackson ao PIMENTA.

Antes do afastamento do presidente, o Conselho aprovou os relatórios fiscais de 2020, 2021 e dos três primeiros trimestres de 2022 do Instituto, com a ressalva de que as contas deveriam ter sido apresentadas nos exercícios financeiros correspondentes.

Ao aprovar os relatórios fiscais, os conselheiros reconheceram as dificuldades enfrentadas desde o ano de 2020, como a pandemia de Covid-19. Questionado, Jackson informou o cumprimento das obrigações trabalhistas, fiscais e previdenciárias de 2022.

“Fizemos o pagamento do 13º salário antes até da data limite de 20 de dezembro. Também pagamos, neste dia 23 de dezembro, o salário do mês, quitando assim todas essas obrigações”, relatou o presidente afastado, que dirigia o Instituto desde 2020.

2 respostas

  1. Decisão acertada, Biofábrica é um equipamento que precisa ser gerido com competência e responsabilidade.

  2. Decisão acertada, Biofábrica é um equipamento que precisa ser gerido com competência e responsabilidade.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.