Reunião que selou parceria da Uesc com o TPI
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Teatro Popular de Ilhéus (TPI) e a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) selaram acordo de cooperação técnica, artística, científica e cultural. Na parceria, a instituição pública será representada pelo Núcleo de Artes (NAU) e pelo Projeto de Extensão Difusão da Astronomia no Sul da Bahia.

Uma das primeiras consequências positivas do acordo do último dia 10 é a garantia de um espaço, na Universidade, para abrigar o TPI temporariamente, enquanto a sede da trupe é construída no bairro Pontal, em Ilhéus.

Fundado há 27 anos, pelo ator e dramaturgo Équio Reis, o Teatro Popular de Ilhéus é mantido pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais, da Secretaria de Cultura da Bahia, com recursos do Fundo de Cultura do Estado. O apoio financeiro assegura a realização de apresentações, debates e cursos e a montagem de um espetáculo por ano.

Casarão recebe evento no próximo sábado (8)
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Casarão Cola Na Manu, em Itabuna, completou o primeiro ano de história e vai celebrar em grande estilo, no próximo sábado (8), com o Bailão do Casarão, a partir das 22h, no embalo de Gabriel K e Cristal Som. Casa de shows fica na Avenida JS Pinheiro, 2.120, ao lado do Sest-Senat.

A publicitária e empresária Manuela Berbert afirma que o Casarão se consolidou um das casas mais frequentadas do sul da Bahia. “Nem acredito que o tempo passou tão rápido. Lembro da inauguração, com um show de Pierre Onassis, e de lá para cá muitas emoções ali dentro, um ambiente alegre e feliz, como imaginei”, comemora.

O Casarão funciona em eventos anunciados previamente. “Nós temos um público bem fiel e que frequenta a casa, e vamos anunciando os eventos um a um. Nossa comunicação é direta, através das redes sociais e dos veículos como os blogs parceiros, rádios etc”, explicou Manu.

A fórmula é um sucesso, segundo a empresária. “Em fevereiro, por exemplo, fizemos uns ciclos de Quintanejas que superlotaram. Em algumas noites, precisamos fechar as portas, já que a capacidade máxima tinha sido atingida”, contou.

Confira, abaixo, link para a lista de selecionados
Tempo de leitura: < 1 minuto

A organização do Festival de Dança de Itacaré divulgou a lista de selecionados para décima edição do evento, que será realizada de 5 a 11 de novembro. Os nomes dos espetáculos, oficinais e performances contemplados podem ser conferidos neste link.

Foram 249 inscrições de 79 cidades das cinco regiões do Brasil. Na lista de selecionados, figuram propostas dos estados da Bahia, Piauí, Ceará, Minas Gerais e São Paulo.

A curadoria desta edição do evento foi composta por Arionilson Xixito, Miquiba Cruz, Valmilson Péricles e Verusya Correia, que se debruçaram durante 16 dias em uma análise das propostas inscritas.

Com o tema Experiências dançantes, o evento deste ano traz a perspectiva da dança como ato de enunciação, uma situação concreta, que contempla incertezas, conflitos, além de visão não dicotômica do mundo.

“Os curadores se nortearam pelo recorte conceitual e pela lógica do festival, que foram construídos considerando o conhecimento que vem sendo gerado ao longo de uma década de evento”, explica Verusya, idealizadora do evento.

As atividades do festival serão executadas em Itacaré e Ilhéus. A realização é da Associação Comunidade Tia Marita, com apoio financeiro do Estado da Bahia, através do Fundo de Cultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda. A Casa Ver Arte é parceira institucional do evento.

Reunião do Fórum de Cultura contará com a presença da mestra Janete Lainha
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Fórum Permanente de Cultura de Ilhéus convocou seus membros para a reunião desta terça-feira (20), às 18h30min, no Sindicato dos Bancários de Ilhéus, localizado na Rua Ana Nery, 140, no Centro.

O primeiro ponto da pauta será a eleição do(a) presidente do Conselho Municipal de Cultura. Também será apresentada avaliação dos editais referentes à execução dos recursos das leis Aldir Blanc e Paulo Gustavo.

Representante territorial da cultura no Litoral Sul, a mestra Janete Lainha vai falar sobre o repasse de recursos federais e estaduais para as políticas do setor no âmbito municipal.

Grupo itabunense se apresenta neste domingo (11) no Shopping Jequitibá
Tempo de leitura: < 1 minuto

O aniversário de 97 anos da Filarmônica Euterpe Itabunense vai ser comemorado em grande estilo, neste domingo (11), às 18h, com uma apresentação especial no piso superior do Shopping Jequitibá, em Itabuna.

O concerto reunirá 20 músicos sob a batuta do maestro Wellington Batista Quintas. Segundo ele, o grupo apresentará repertório variado, numa viagem pelos quase 100 anos de história e tradição da filarmônica.

O maestro acrescenta que esse tipo de evento é uma ótima oportunidade para que pessoas de todas as idades e classes sociais tenham acesso a músicas que, normalmente, não fazem parte da trilha sonora do dia a dia da população.

Casarão Cola na Manu, em Itabuna, recebe 2º ensaio de Eddy e Via de Acesso
Tempo de leitura: < 1 minuto

A empresária Manuela Berbert está animada para o segundo ensaio de Eddy e Via de Acesso no Casarão Cola na Manu, em Itabuna, nesta terça-feira (6), a partir das 22h. “Sem dúvidas, será mais uma noite para entrar na história”, disse.

O Casarão também apresentará novos projetos ao público. “Estamos iniciando uma nova fase. Após o primeiro ensaio, que foi uma das noites de recorde de público no Casarão, vamos produzir o segundo e contar os planos para todos”, antecipou Manu.

Expectativa de casa cheia na véspera do Feriado da Independência

Nesta véspera do Feriado da Independência, a expectativa é de Casarão cheio. A banda Sambarilove e o Baile do DJ Neto Nogueira também são atrações confirmadas para a festa de logo mais.

A casa de shows fica na Avenida JS Pinheiro, 2120, ao lado do Sest Senat. O ingresso custa R$ 30,00 para homens. Mulheres entram de graça até as 23h ou pagam R$ 20,00 depois desse horário.

Grupo Mulheres em Domínio Público lança novos videoclipes || Foto Tereza RadhaKrisna
Tempo de leitura: 2 minutos

Os videoclipes das músicas ‘Lavador’ e ‘Lavadeira’, releituras de cantos de trabalho gravadas pela banda Mulheres em Domínio Público, celebram as mulheres lavadeiras e sua relação com as águas dos rios. Tomadas após a última enchente do Cachoeira, as imagens mostram o local em que Valderez Teixeira, protagonista de um dos vídeos, exerceu o ofício durante anos.

O lançamento será na terça-feira (15), às 19h, no canal do grupo no YouTube. Antes da estreia, a banda e a equipe de produção vão falar sobre o processo criativo em uma live no mesmo canal.

A fotógrafa Tereza RadhaKrisna Steil assina direção, imagens e edição dos clipes. Também escreveu o roteiro em colaboração com a comunicóloga e cantora Tacila Mendes, membro da banda, a exemplo de Cris Passos, que produziu as obras.

A banda marcou o lançamento para este mês por causa do Dia Internacional da Mulher, celebrado na última terça (8). Segundo o grupo, abordar a dureza da lida e a poesia dos cantos a partir das memórias de Dona Val é uma forma de ressignificação do ofício das lavadeiras, que já sustentou muitas famílias, mas não tem seu valor histórico e cultural reconhecido por grande parte da sociedade.

Para Dona Val, que é ex-lavadeira, cantadeira e atriz, hoje com 83 anos, atuar em mais um videoclipe da banda foi uma alegria renovada. “Para mim, foi muito bom participar das gravações, especialmente porque meus filhos e neta também participaram”.

Ela conta que, durante as gravações, quando estava na beira do rio, lembrou da época em que lavava roupa nas pedras do Cachoeira, mas também de período mais recente, quando passou a atuar como atriz e participou de filmes que tiveram o mesmo rio como cenário.

A BANDA

Criada em Ilhéus, a banda Mulheres em Domínio Público se dedica a experimentações sonoras com releituras de músicas de domínio público. Neste projeto, faz uma homenagem ao cancioneiro da lavoura cacaueira, conferindo um toque de contemporaneidade por meio de uma roupagem musical rica em diversidade de ritmos.

A formação atual reúne Cris Passos, Geisa Pena, Ingrid Luíse e Tacila Mendes nos vocais; Danilo Ornelas (baixo), Lula Soares Lopes (bateria) e Igor Péca (percussão).

Em 2019, o grupo lançou o EP “Sindô lê lê”, disponível nas principais plataformas digitais. Há dois anos, lançou também o documentário “Mulheres em Domínio Público – Os cantos que poetizam a vida”.

O projeto atual tem apoio financeiro do Estado da Bahia, através da Secretaria de Cultura (Prêmio Cultura na Palma da Mão/PABB), via Lei Aldir Blanc, redirecionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Laura Ganem e Romualdo Lisboa ministram oficina de gestão de espaços culturais
Tempo de leitura: < 1 minuto

Estão abertas as inscrições para a Oficina Gratuita de Gestão de Espaços Culturais, do Fórum de Agentes, Empreendedores e Gestores Culturais do Território Litoral Sul (Faeg-Sul). Atividade será gratuita e online, via Zoom, às 14h desta quinta-feira (10), com direito a certificado de participação.

A tutoria da oficina caberá ao dramaturgo e diretor do Teatro Popular de Ilhéus, Romualdo Lisboa, e à especialista em Gestão Pública e cofundadora da Casa de Cultura Jonas e Pilar, Laura Ganem.

A inscrição deve ser feita neste formulário digital. Os inscritos receberão o link de acesso à oficina.

PALESTRA, MÚSICA E CAPOEIRA

Nesta quinta (10), às 9h, o Fórum terá palestra de Márcio Caires sobre cultura, território e democracia, com transmissão no Youtube. A programação também inclui apresentações culturais, com os grupos Mulheres em Domínio Público, Casa Nova, Capoeira Humaitá e o MC Snep.

A iniciativa do Faeg-Sul tem apoio institucional da Prefeitura de Ilhéus, da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) e da Associação dos Municípios do Sul, Extremo-Sul e Sudoeste da Bahia (Amurc). O projeto tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria da Cultura da Bahia.

Mestre Antônio ministra curso a partir desta terça-feira || Foto Ana Lee
Tempo de leitura: < 1 minuto

O maestro Antônio Mel está com novo projeto. Trata-se de “Técnica vocal para todos – aulas online para aprimoramento da voz cantada”. A iniciativa consiste em nove videoaulas gratuitas voltadas para cantores amadores e profissionais.

O lançamento será nesta terça-feira (1º de março), no canal do YouTube do ministrante. E, no dia 10, às 20h, será realizada uma live especial. O link estará disponível na bio do perfil do Instagram @maestroantoniomelo.

O maestro Antônio Melo afirma que o objetivo das videoaulas é proporcionar ao cantor a prática da execução vocal e o uso correto de todos os aparelhos (respiratório, fonador, articulador e ressonador) que compreendem a voz falada e cantada. “Por meio da live, vamos interagir com o público para tirar dúvidas e também abordar alguns mitos e verdades”, complementou.

O projeto “Técnica vocal para todos – aulas online para aprimoramento da voz cantada” é voltado, principalmente, a cantores populares, coralistas e professores ou profissionais da área de educação musical. O conteúdo também pode ser aproveitado por amadores e profissionais que trabalham ou pretendem trabalhar na área vocal.

O projeto “Técnica vocal para todos – aulas online para aprimoramento da voz cantada” tem apoio financeiro do Estado da Bahia, via Secretaria de Cultura (Prêmio Cultura na Palma da Mão/PABB), via Lei Aldir Blanc, redirecionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Projeto é conhecido como Lei Paulo Gustavo; ator perdeu a vida para a Covid-19
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Câmara dos Deputados acaba de aprova, em votação na tarde desta quinta-feira (24), o projeto de lei do Senado conhecido como Lei Paulo Gustavo, que direciona R$ 3,86 bilhões do superávit financeiro do Fundo Nacional de Cultura (FNC) a estados e municípios.

O objetivo da iniciativa é fomentar atividades e produtos culturais em razão dos efeitos econômicos e sociais da pandemia de Covid-19. A proposta retornará ao Senado devido às mudanças feitas pelos deputados.

O texto foi aprovado na forma do substitutivo do relator, deputado José Guimarães (PT-CE). A execução descentralizada dos recursos repassados poderá ser feita até 31 de dezembro de 2022, mas se houver algum impedimento em razão de ser ano eleitoral, o prazo será automaticamente prorrogado pelo mesmo período no qual não foi possível usar o dinheiro.

DJ's Bruno Vita, Victor Santana e Múcio Caló apresentam Funkyô
Tempo de leitura: < 1 minuto

Nesta sexta-feira (18), os DJ’s Bruno Vita, Múcio Caló e Victor Santana lançam o projeto Funkyô, durante o Luau Garden, festa no Mico Leão Music Club, em Olivença, litoral sul de Ilhéus.

O trio ilheense vai abrir as apresentações da noite, que também terá shows dos DJ’s Pureza e Raiz, do grupo soteropolitano Ministereo Público, maior e mais antigo sistema de som da Bahia, explica Múcio Caló em conversa com o PIMENTA.

A festa também reunirá convidados especiais, a exemplo do MC Cijay e da cantora e compositora Deb Sant, membros da nova geração de artistas ilheenses. O set desta noite ainda terá a música da argentina Pali Trombone e do soteropolitano Dentedub e sua escaleta mágica, além do renomado DJ Leandro Vitrola.

Luau no Garden agita noite ilheense

“CONGREGAÇÃO DA MÚSICA ALTERNATIVA”

O propósito do Funkyô – segundo Múcio – é criar espaços de integração dos ritmos contemporâneos da música eletrônica, a exemplo do trap, Miami bass, pagotrap, bregafunk e dos bons e velhos ragga e funk. “É uma congregação da música alternativa”, resume.

Com ingresso a R$ 20,00, o show desta noite vai começar às 23h, sem atraso, garante o DJ. “Pode ter certeza que a gente não vai deixar pra baixo, não, viu? A festa vai começar com 130, 150 BPM, meu fio, sem dengo”.

Reunião virtual marca posse de nova diretoria do Faegsul
Tempo de leitura: < 1 minuto

Nesta quinta-feira (10), o Fórum de Agentes, Empreendedores e Gestores Culturais do Território Litoral Sul (Faegsul) fez reunião ordinária para eleição de nova chapa, apresentação dos novos gestores culturais dos municípios e definição do calendário de reuniões de 2022. O ato ocorreu às 9h, de forma remota, com transmissão via Youtube.

A nova diretoria do fórum terá a seguinte composição: Cristiane Santana (presidente), Bruna Setenta (vice-presidente), Janete Lainha (suplente), Miriam Oliveira (secretária executiva), Victor Aziz (coordenador de produção), Ligia Callaz (coordenadora de comunicação) e Alcimar da Silva (coordenador de articulação).

CALENDÁRIO DE ATIVIDADES DO FÓRUM

Na ocasião, a presidente Cristiane Santana apresentou o novo cronograma de ação de Itinerância Virtual, com o Tema Cultura, Território e Democracia.

O calendário prevê ações a partir de 10 de março, em Ilhéus, e nos meses seguintes, nas cidades de Buerarema (7 de abril), Ibicaraí (12 de maio), Una (9 de junho), Ubaitaba (14 de julho) e Itabuna (11 de agosto).

“Nossos encontros serão sempre acompanhados de programação artístico-cultural e atividades de formação para um público de dirigentes, gestores, agentes, empreendedores culturais do Território Litoral Sul da Bahia”, explicou a presidente recém-empossada.

Inscrições estão abertas; cursos são ministrados na Casa de Cultura Jonas e Pilar
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Casa de Cultura Jonas & Pilar, em Buerarema, está com inscrições abertas para as oficinas gratuitas de música e de iluminação cênica.

Voltado para pessoas acima de 16 anos, o curso de iluminação abordará eletricidade básica; fundamentos da luz; teoria das cores e temperatura de cor; equipamentos convencionais; coordenação e planejamento; e montagem e operação.

Sob a responsabilidade do ator e iluminador José Carlos Ngão, as aulas ocorrerão de 15 de fevereiro a 15 de março, sempre às terças e quintas-feiras, das 15h às 17h, na sede da Casa de Cultura Jonas e Pilar. As inscrições devem ser feitas neste link, até a próxima quinta-feira (10).

OFICINA DE MÚSICA E FLAUTA DOCE

O músico Ramalho de Santana vai ministrar a oficial de técnica instrumental (flauta doce); preparação corporal (alongamento e postura); leitura e escrita musicais; noções de teoria musical; história da música (dos compositores, períodos, estilos e gêneros musicais); análise dos textos musicais; e apreciação musical.

As aulas começaram no último sábado (5) e ocorrerão sempre aos sábados, até 9 de abril, com os alunos divididos em turmas de 9 a 15 anos  e de 12 a 15 anos, a depender do nível de iniciação do inscrito.

As inscrições devem ser feitas neste link ou na sede da Casa de Cultura Jonas e Pilar, de segunda a sexta, das 8h às 12h ou das 15h Pas 18h, até quinta-feira (10).

As atividades fazem parte do projeto de Ações Continuadas da Casa de Cultura Jonas e Pilar. A realização é do Instituto Macuco Jequitibá, com apoio institucional da Prefeitura de Buerarema e apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

Marcelo Sá faleceu aos 57 anos, em Salvador, onde residia || Reprodução José Nazal/Instagram
Tempo de leitura: < 1 minuto

O ator e produtor cultural ilheense Marcelo Sá foi encontrado morto em sua residência em Salvador, na manhã deste domingo (30). Responsável pelo Circuito Sala de Arte de cinema, Marcelo tinha 57 anos e suspeita-se que a causa da morte tenha sido aneurisma, informa o site Metro1, de Salvador.

Marcelo iniciou a carreira no teatro, ainda em Ilhéus, e mudou-se para Salvador, destacando-se na cena artística soteropolitana. Após quase 10 anos na capital baiana, lançou o Circuito Sala de Arte.

A morte de Marcelo foi confirmada pela sócia do ator e produtor cultural, Suzana Argolo. “Falamos com ele pela última vez na sexta (28). Ficamos procurando ele, não conseguíamos falar. E hoje entramos na casa que ele estava, e o achamos”, disse ela à publicação.

A morte do artista é lamentada pelos colegas em toda a Bahia. Em Ilhéus, um dos primeiros a render homenagens a Marcelo foi o ex-vice-prefeito José Nazal, que assim se pronunciou por meio das redes sociais: “A Bahia ficou mais pobre, a cultura ficou mais pobre. Os amigos ficaram mais pobres.”

Ainda não há informações sobre velório e sepultamento de Marcelo Sá.

Elza Soares: "a mulher do fim do mundo"
Tempo de leitura: < 1 minuto

A cantora e compositora Elza Soares faleceu na tarde desta quinta-feira (20), no Rio de Janeiro, aos 91 anos. A morte foi confirmada pela assessoria da artista em comunicado à imprensa.

Conforme o texto, Elza  morreu em casa, por causas naturais. “Ícone da música brasileira, considerada uma das maiores artistas do mundo, a cantora eleita como a Voz do Milênio teve uma vida apoteótica, intensa, que emocionou o mundo com sua voz, sua força e sua determinação”, diz o comunicado.

Com 60 anos de carreira, a artista teve carreira profícua e lançou 34 álbuns, explorando diversos gêneros musicais, a exemplo do jazz, samba, funk e música eletrônica.

Há 6 anos, em 2015, Elza Soares, nome artístico de Elza Gomes Conceição, voltou a ocupar as paradas de sucesso com o disco “A mulher do fim do mundo”. A obra é um mergulho na condição feminina na contemporaneidade.