Comandante detalha como foi operação no Farol da Barra|| Foto Correio 24h.
Tempo de leitura: 2 minutos

Do Correio 24h

O comandante do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), major Cledson Conceição, disse que as negociações com o policial militar baleado após cerco ao Farol da Barra, neste domingo (28), foram tensas. Ele disse que a equipe reagiu após o PM atirar diversas vezes contra a equipe de negociação.

Por volta das 18h35min, o PM atirou, dando início a um intenso confronto. Ele acabou baleado e foi socorrido para o Hospital Geral do Estado (HGE).

“A todo instante, nós, via equipe de negociação, tentamos trazê-lo à realidade para ele se entregar. Mas essa negociação se alternava em picos de lucidez com loucura. Ele não falava coisas com sentido, estava bastante transtornado”, disse o major.

AMEAÇA

Ele disse que os policiais tentaram negociar com o PM, mas que ele ameaçava atirar contra todos que estavam no local. “Após um período longo de negociação, o policial efetuou vários disparos contra nossa unidade, e nós tivemos de reagir. O policial foi atingido e socorrido de imediato. Espero que ele passe bem”, disse o comandante do Bope. “Nós ficamos tristes pelo fato de ser policial militar”, completou.

Segundo o capitão Luiz Henrique, responsável pela negociação, após 3h30 o soldado disse que havia chegado o momento, fez uma contagem regressiva e iniciou os disparos contra as equipes do Bope.

“Ele sinalizou ameaças durante todo o processo de negociação. Começou a sinalizar um perfil classificado como suicídio cometido por policial. Ele sinalizou que realizaria disparos contra os policiais. O clima foi ficando tenso. Utilizamos todas as ferramentas de negociação para mudar sua decisão”, disse.

O capitão disse que o PM iniciou uma série de disparos em direção ao grupo tático, quando os policiais revidaram. “No momento que caiu ao chão, ele fez uma série de disparos contra os policiais, que novamente tiveram a necessidade de realizar disparos. Quando ele cessou a agressão, os policiais chegaram perto para realizar o resgate”.

https://pimenta.blog.br2021/03/28/pm-do-sul-da-bahia-surta-faz-disparos-no-farol-da-barra-e-e-baleado-pelo-bope/

PM surtou em Salvador
Tempo de leitura: < 1 minuto

O soldado Wesley Soares Góes, lotado na 72ª Companhia Independente de Policia Militar em Itacaré, invadiu o gramado em frente ao Farol da Barra, em Salvador, desceu do veículo e fez vários disparos para cima, na tarde deste domingo (28), conforme relatos de testemunhas ao PIMENTA. O incidente ocorreu ao longo da tarde e foi confirmado pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

De acordo com a SSP-BA, o soldado da PM sofreu surto psicótico. Depois de várias horas de negociação, o soldado não cedeu e acabou baleado, no início da noite. Ele foi imobilizado depois de ações de equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), Superintendência de Inteligência (SI) e CPR-Atlântico da Polícia Militar.

Equipes conseguiram imobilizar o soldado no início da noite

O policial militar foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado para o Hospital Geral do Estado. O estado de saúde do militar ainda não foi divulgado.

Segundo relatos de testemunhas, o soldado teria feito os primeiros disparos na Avenida Sete de Setembro. O PM estava em um veículo Renault Duster e foi perseguido por policiais militares. Ao chegar ao Farol da Bahia, o soldado fez novos disparos, como mostram vídeos publicados nas redes sociais. Um especialista em gerenciamento de crise chegou ao local, mas não conseguiu acalmar o PM.

Geovana foi morta ao ser atingida por bala perdida em guerra do tráfico
Tempo de leitura: < 1 minuto

Do Ilhéus em Resumo

A escalada de violência na comunidade do Salobrinho, em Ilhéus, voltou a assustar os moradores depois que uma jovem inocente de 19 anos foi assassinada por criminosos que tentam tomar o controle do tráfico de drogas no local. O crime ocorreu na noite de sexta (26) e o corpo da vítima foi sepultado hoje, em Jussari.

Desde o fim do ano passado, quando o traficante Elinaldo Souza dos Santos, de 41 anos, conhecido como “Sebinho”, fugiu do presídio, há investidas do grupo sob sua liderança na tentativa de tomar o Salobrinho. Sebinho cumpria pena por tráfico e uma série assassinatos, num presídio de Salvador.

A disputa pela boca tem gerado mortes, tiroteios e deixado não só a comunidade do Salobrinho acuada, mas também o bairro do Banco da Vitória, onde Sebinho se esconde. O traficante é conhecido por ser frio e sanguinário. Em 2012, assumiu a autoria de uma chacina no Alto do Iraque, em Ilhéus.

Nesse sábado (27), um dia depois da morte da jovem Geovana Santos – ela estava dentro de casa acompanhada da filha de 2 anos, ninguém quis comentar o caso publicamente. Em reservado, moradores do Salobrinho relataram que o clima de terror não é de hoje e cobraram maior presença da polícia e uma ação efetiva para dar tranquilidade a todos.

“Mais uma inocente morreu em meio a uma guerra que não é nossa. Eles [os bandidos] chegam aqui, invadem casas, atiram numa mãe de família e saem com a certeza da impunidade e ameaçando a todos. Precisamos de respostas, de ação por parte das autoridades”, cobrou um morador.

As drogas foram apreendidas nesta semana
Tempo de leitura: < 1 minuto

A polícia apreendeu cerca de 180 quilos de drogas enterrados em barris e caixas,  numa área de mato do Assentamento Santa Rita, em Mascote, no sul da Bahia. Os 100 quilos de cocaína e 80 de maconha foram apreendidos durante a segunda fase da “Operação Nero”, realizada pelas polícias Militar e Civil.

Com o apoio de cães farejadores, os policiais fizeram varreduras na área e perceberam uma diferença no solo. “Na continuidade da “Operação Nero”, os policiais permaneceram vasculhando a área, cavando em locais de solo mexido e encontraram o material ilícito”, explicou o comandante da 7ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Eunápolis), major Vagner Ribeiro.

A segunda fase da “Operação Nero” iniciada com objetivo de alcançar integrantes de uma organização criminosa envolvida com tráfico de entorpecentes e crimes contra a vida. O grupo também queimou veículos de serviço público, na cidade de Eunápolis.

360 QUILOS DE DROGAS

Ao todo, na segunda fase da ação durante esta semana, foram apreendidos mais de 360 kg de drogas, uma submetralhadora, quatro pistolas calibre 9 milímetros, um revólver calibre 44, carregadores para pistola, 38 munições para as armas e três balanças .

A ação foi coordenada pela 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/ Eunápolis) e contou com as participações das 7ª e 62ª CIPMs (Eunápolis e Camacan), das Companhias Independentes de Policiamento Especializado (Cipes) Cacaueira e Mata Atlântica, além da Rondesp Sul. Todo o material foi apresentado na 23ª Coorpin.

Justiça mantém prisões de MPs acusados de integrar milícia no sul da Bahia.
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Justiça de Itabuna prorrogou, nesta sexta-feira (26), as prisões temporárias de oito pessoas detidas na “Operação Fortuna”, realizada no sul da Bahia dia 26 de fevereiro. Entre os presos durante a operação coordenada pelo Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Bahia estão sete policiais militares.

A “Operação Fortuna” visou desarticular uma organização criminosa acusada de praticar diversos crimes de homicídio e outros crimes conexos, mediante recebimento de valores, em ações que caracterizam atividade de milícia. A ação para prender os acusados contou com apoio da força-tarefa da Corregedoria da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

As prisões foram renovadas porque a Justiça entendeu que os crimes em apuração são de extrema gravidade, sendo necessária a prorrogação da custódia temporária, “permitindo que os órgãos encarregados ultimem a complexa investigação, coletando dados que, conforme se extrai de todo o conjunto probatório, envolvem concatenação de uma série de diligências, que demandaram tempo superior a trinta dias”.

A investigação está fase de colheita de provas e, de acordo com a Justiça, estão sendo elucidados os motivos dos crimes em investigação, havendo indícios suficientes de autoria que justificam a renovação da prisão dos oito custodiados.

As ações para prender os acusados foram realizadas nos municípios de Itabuna, Ilhéus, Ubatã, Uruçuca e Ipiaú, no sul da Bahia, além de Vitória da Conquista, no sudoeste do estado. De acordo com as investigações, entre os mortos pelos acusados está um policial militar.

https://pimenta.blog.br2021/02/26/operacao-fortuna-cumpre-mandados-de-prisao-contra-pms-em-itabuna-e-ilheus/

Cátia Raulino, que se passava por jurista na Bahia, é presa || Foto Nara Gentil/Correio24h
Tempo de leitura: < 1 minuto

Acusada de estelionato, falsificação de documento público e falsidade ideológica, Cátia Raulino foi presa na quarta-feira (24), no estado de Santa Catarina, após cumprimento de mandado de prisão expedido pela 9ª Delegacia Territorial da Boca do Rio, em Salvador. Cátia se apresentava como professora de Direito com títulos de pós-graduação e jurista.

Ela encontra-se custodiada na Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) e aguarda transferência para a capital baiana. O inquérito instaurado pela 9ª DT/Boca do Rio foi concluído e encaminhado para a Justiça, em outubro de 2020, com indiciamento da suspeita.

“No cumprimento do mandado de busca e apreensão, descobrimos que ela havia fugido para outro estado. Nas investigações entramos em contato com a Superintendência de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública de Santa Catarina, onde ela foi localizada e o mandado de prisão, cumprido”, informou o titular da 9ª DT, delegado Antônio Carlos Magalhães Santos.

RELEMBRE O CASO

A falsa professora passou a ser investigada em agosto de 2020, após alunas de um curso de Direito no qual ela era professora a terem denunciado por plágio. Ela alegava ser formada em Direito e possuir mestrado, doutorado e pós-doutorado, mas as universidades nas quais ela diz ter concluído os cursos negam tais formações.

A mulher chegou a apresentar documentos na 9ª DT, porém nenhum continha comprovação das graduações e títulos que afirmava ter.

Investigação em hospital de Itapetinga, no sudoeste da Bahia, é feita pela Polícia Civil
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Polícia de Itapetinga, cidade do sudoeste da Bahia, investiga o exercício ilegal de medicina cometido por um estudante, que atuava como médico e interno na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Cristo Redentor. O nome do estudante não foi divulgado.

Policiais civis foram até a unidade de saúde na terça-feira (23) após denúncias anônimas. De acordo com o coordenador regional de polícia, Roberto Júnior, a equipe foi até a UTI e constatou o estudante estava dentro do setor restrito aos profissionais da saúde, vestido com um jaleco branco, usados por médicos, que tinha a inscrição “medicina”.

Segundo a polícia, o homem negou ser médico e afirmou ser estudante de Medicina no Paraguai. Ele também contou que se encontrava no local, porque exercia uma função administrativa.

Os demais profissionais de saúde da UTI foram intimados para prestarem depoimento, porém ao serem questionados sobre a função dele, entraram em contradição. Alguns afirmaram que ele cumpria função administrativa e outros disseram que ele era estagiário de medicina.

Entretanto, a polícia revelou que todos os funcionários o chamaram de “doutor”. O órgão revelou que instaurou inquérito policial para apurar os fatos, porque receberam informações que possíveis óbitos na UTI do hospital podem ter acontecido por imperícia do estudante. Informações do G1 Bahia.

PRF apreende cigarro contrabandeado é apreendido em Itabuna
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na BR-415, em Itabuna, dois carros lotados com cigarros contrabandeados. A apreensão ocorreu em operação realizada em conjunto com a Polícia Militar, na tarde de ontem (22).

Um dos veículos com contrabando foi descoberto depois de o motorista ser flagrado fazendo ultrapassagem em local proibido. No carro, um GM Onix, estavam dois homens, de 42 e 45 anos. O veículo estava lotado de cigarro contrabandeado.

Logo em seguida, um segundo veículo que seguia junto, foi interceptado e dentro do carro também foram apreendidos pacotes de cigarros contrabandeado. Nos dois veículos foram apreendidas 11.610 carteiras de cigarros.

Os presos relataram que o carregamento ocorreu em São Paulo. Eles contaram que os cigarros tinham como destino o comércio informal de Itabuna. Os ocupantes dos dois carros foram levados, com os veículos e a carga ilícita, para a Polícia Federal de Ilhéus.

Acidente mata jovem na BR-101
Tempo de leitura: < 1 minuto

Equipes do 5° Grupamento de Bombeiros Militar (5°GBM/Ilhéus) retiraram duas vítimas que ficaram presas em um veículo que caiu numa ribanceira de cerca de 20 metros de altura em Uruçuca, no sul da Bahia. O carro rodou e saiu da pista na BR-101, próximo ao trevo de Uruçuca, na noite de domingo (21).

Uma das vítimas não resistiu aos ferimentos. Tainá Damascena Santos, de 25 anos, morreu no local. Ela viajava com o pai, Floriano Pereira Santos, de 55 anos, que sofreu ferimentos leves. O homem foi levado para o Hospital de Ubaitaba pela Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Pai e filha retornavam de Buerarema.

O Corpo de Bombeiros Militar da Bahia alerta aos motoristas para os cuidados nas rodovias. O uso do cinto de segurança é imprescindível para todos os ocupantes do veículo.

Bebês e crianças devem ser transportados em equipamentos específicos e apropriados para as idades. As ultrapassagens devem acontecer apenas em locais indicados pela sinalização e o limite de velocidade deve ser respeitado.

Policiais também apreenderam armas de fogo com suspeitos presos em Mascote, município sul-baiano
Tempo de leitura: < 1 minuto

Os cães Luck e Zorro, do Grupo de Operações com Cães do 8º Batalhão da Polícia Militar, de Porto Seguro, ajudaram investigadores a localizar, na manhã desta segunda-feira (22), 154 quilos de maconha, cocaína e crack numa roça em Mascote, município do Sul da Bahia.

A apreensão foi um desdobramento da Operação Nero, da Polícia Civil de Eunápolis, que investiga os incêndios criminosos de três ônibus e um caminhão de lixo daquela cidade. As drogas apreendidas hoje, segundo a Polícia Civil, eram da mesma quadrilha responsável pelos atentados de outubro e dezembro de 2020.

Na roça, os policiais prenderam dois homens identificados apenas como Buga e Mateus. Também apreenderam quatro pistolas, uma submetralhadora e um revólver calibre 44, além de munições e balanças de precisão.

De acordo com os investigadores, as drogas, avaliadas em mais de R$ 2 milhões, ficavam armazenadas na roça para a quadrilha distribuí-las aos pontos de venda da região.

Ainda segundo a Polícia Civil, um dos homens presos na operação de 11 de março (relembre aqui) foi isolado no presídio, pois, mesmo encarcerado, ele ordenava ações criminosas praticadas pela quadrilha.

www, internet,código binário
Tempo de leitura: 2 minutos

O homem suspeito de ser o responsável pelo maior vazamento de dados do Brasil foi preso nesta sexta-feira (19), em Uberlândia, em Minas Gerais, durante a Operação Deepwater, da Polícia Federal (PF). A ação investiga a obtenção, divulgação e comercialização de dados de brasileiros, inclusive de diversas autoridades.

As investigações apuraram que, em janeiro último, por meio da internet, inúmeros dados sigilosos de pessoas físicas e jurídicas – tais como Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) e Cadastro de Pessoas Jurídicas  (CNPJ), nome completo e endereço – foram ilicitamente disponibilizados.

As informações poderiam ser adquiridas por meio do pagamento em criptomoedas. O megavazamento de dados foi revelado pelo Dfndr lab, laboratório especializado em segurança digital da startup PSafe.

Foram colocados à venda, em fóruns nainternet, mais de 223 milhões de CPFs, além de informações detalhadas como nomes, endereços, renda, imposto de renda, fotos, beneficiários do Bolsa Família e scores de crédito.

“Após diversas diligências, a Polícia Federal identificou o suspeito pela prática dos delitos de obtenção, divulgação e comercialização dos dados, bem como um segundo hacker, que estaria vendendo os dados por meio suas redes sociais”, disse a Polícia Federal, em nota. A identidade do preso ainda não foi revelada.

No total, os policiais cumpriram cinco mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva nos municípios de Petrolina (PE). As ordens judiciais foram expedidas pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje (18) a Operação Kindergarten, que visa reprimir fraudes em licitações e o desvio de recursos públicos destinados à Educação repassados pela União ao município de Barreiras, no oeste baiano.

São cumpridos 16 mandados de busca e apreensão nos municípios baianos de Barreiras, São Desidério e Salvador, além de Belo Horizonte, Contagem e Divinópolis, em Minas Gerais.

Segundo informações da PF, as investigações que deram origem à operação foram iniciadas no ano de 2020, com base em informações apresentadas pelo Ministério Público Federal. O inquérito indica a contratação fraudulenta de um consórcio formado por empresas sem estrutura operacional para a reforma de escolas municipais.

Após atuação conjunta da Polícia Federal com o Ministério Público Federal, identificou-se a contratação de outras empresas do ramo de Engenharia, por meio de procedimentos licitatórios fraudulentos, com indícios de superfaturamento, para a elaboração de projetos executivos, reformas e construção de escolas.

Os responsáveis pelas condutas delitivas investigadas responderão pelos crimes de fraude a licitação, falsidade ideológica, corrupção passiva, corrupção ativa, organização criminosa, crime de responsabilidade e lavagem de dinheiro. Com informações do Metro1.

Jovens foram sequestrados em Porto Seguro. O corpo de um deles foi encontrado ontem.
Tempo de leitura: < 1 minuto

A polícia suspeita que integrantes de uma facção criminosa são responsáveis pelos assassinatos de dois jovens em Caraíva, em Porto Seguro, no extremo-sul da Bahia. O corpo de Ícaro Carvalho dos Santos foi encontrado na manhã de terça-feira (16), na Aldeia Indígena Xandó, com lesões profundas na cabeça e nos braços.

O amigo de Ícaro Carvalho, Davi Santos Souza está desaparecido. A polícia suspeita que o jovem também foi morto por integrantes do grupo conhecido como “Tribunal do Crime”. Testemunhas contaram que os amigos foram sequestrados pelos integrantes da facção criminosa.

Os dois jovens eram moradores de Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo da Bahia, e teriam viajado ao extremo-sul do estado para trabalhar numa pousada durante a alta temporada. Os familiares das vítimas acreditam que os dois foram confundidos com outros bandidos.

Levado para o município de Santo Antônio de Jesus, o corpo de Ícaro Carvalho foi enterrado nesta quarta-feira. A polícia segue com a investigação para tentar localizar Davi Souza. Ninguém tinha sido preso até o início da noite de hoje.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Cinquenta gramas de cocaína, 141 porções de maconha e a quantia de R$ 2.436 mil foram apreendidas, na terça-feira (16), no bairro Primavera, por uma equipe do Serviço de Investigação (SI) da Delegacia Territorial (DT) de Itamaraju.

A droga, já encaminhada à perícia, estava numa residência, na Rua das Tulipas. No local, a polícia prendeu um casal em flagrante por tráfico de drogas. A dupla está à disposição da Justiça, aguardando a audiência de custódia. Uma adolescente também foi apreendida na ação.

As drogas eram transportadas em duas malas
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Polícia Rodoviária Federal prendeu, na tarde desta segunda-feira (15), em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, uma mulher com 12,5 Kg de maconha e mais 1 Kg de crack que estavam em malas de viagem. Ela contou que recebeu as drogas em São Paulo (SP) e estava levando para Jequié.

A prisão ocorreu por volta das 16h, durante ações de combate ao crime no Km 830 da BR-116, em Vitória da Conquista. Durante a abordagem, os policiais rodoviários perceberam que uma passageira apresentou nervosismo. Ela foi questionada sobre o motivo da viagem e entrou em contradição.

Os tabletes de maconha e mais um pacote de crack acondicionados estavam em duas malas. A mulher de 25 anos acabou confessando que recebeu as drogas em Indaiatuba (SP) e que foi contratada para fazer o transporte da maconha e do crack até Jequié. Presa em flagrante, ela está na Delegacia da Polícia Civil de Vitoria da Conquista.