Tempo de leitura: < 1 minuto

Quando o Banco do Brasil instalou agência no mesmo prédio da Prefeitura de Itabuna, os clientes que moram no bairro São Caetano e adjacências ficaram com esta única opção para serviços de caixa eletrônico. Um terminal que funcionava na praça do bairro foi desativado.

Ocorre que desde o início deste ano, por determinação do prefeito Capitão Azevedo, está proibido o acesso dos clientes do BB ao prédio da Prefeitura, após as 18 horas. O governo alega motivos de segurança, mas os clientes estão indignados com a restrição.

Tempo de leitura: < 1 minuto
O 'pastor' Geraldo faz pregação contra o "diabo" Geddel (Foto: Ed Ferreira).
O 'pastor' Geraldo faz pregação contra o "diabo" Geddel (Foto: Ed Ferreira).

Enquanto o governador Jaques Wagner se negava a falar do imbróglio com o PMDB, na sua passagem por Itapé, ontem, o deputado federal Geraldo Simões não citou o nome do ministro Geddel Vieira Lima, mas “incendiou” o palanque oficial – e até provocou risos (contidos) ao remeter o seu discurso às parábolas do bíblico Jó, do Antigo Testamento.

Citando apenas o nome de Wagner e a ele se referindo como Jó, Geraldo disse que o governador enfrenta o “diabo” e desta peleja sairá vitorioso também em 2010.

E quem seria o diabo?

Ele deu pistas. Disse que o partido do “inominável” possuía apenas um deputado federal e pulou para três ao usar o prestígio de Wagner em 2006; 1 deputado estadual e agora, 11; e que saltou de 10 prefeitos para  mais de 100 em 2008.

– Esses que o senhor ajudou estão lhe atacando. Assim como Jó foi vitorioso, o senhor vai continuar vitorioso.

Enquanto boa parte prega a continuidade da união, Geraldo segue por outro caminho. Bom para quem?

Tempo de leitura: < 1 minuto
Descaso na unidade de saúde do Maria Pinheiro
Descaso na unidade de saúde do Maria Pinheiro

Com pouco mais de cinco anos de existência, a unidade de saúde da família Cândido Pereira, no bairro Maria Pinheiro, encontra-se no mais completo abandono.

A falta de cuidado se nota logo na fachada, onde o letreiro que identifica o posto está desfalcado pelo vandalismo. Dentro, a coisa não é melhor e o telhado também apresenta problemas.

Para piorar, os moradores se queixam do atendimento, da oferta insuficiente de cotas de exames e da falta de remédios. Em suma, uma bagunça…

Tempo de leitura: < 1 minuto

Depois da chegada do major Souza Neto à 8ª Companhia Independente da Polícia Militar, que tem sede em Itapetinga, a população daquela região passou a se sentir mais segura.

É que, apesar das dificuldades enfrentadas pela corporação, a exemplo do desgaste da frota e falta de combustível para deslocamento das viaturas, o novo comandante não vem dando moleza à malandragem. Mesmo nos municípios de menor porte, a exemplo de Itororó, que pertence ao seu comando, já é possível ver a diferença nas ruas, segundo a própria população.

“Hoje a gente está mais tranquilo. A Polícia está nas ruas, fazendo abordagens e garantindo às pessoas de bem a tranquilidade que sempre foi característica dessa região”, afirma o industriário Joabe da Silva, morador do distrito de Rio do Meio (Itororó).

Segundo o industriário, antes da chegada do novo comandante o distrito vivia um clima de grande insegurança, com as constantes desordens, briga entre rivais políticos e até alguns homicídios. “Ele tem pouco tempo aqui, mas já é possível ver o quanto a segurança melhorou”.

O major Souza Neto é conhecido da população de Itabuna, onde serviu muito tempo na própria PM e, também, comandou a Guarda Civil Municipal, no segundo mandato do ex-prefeito Geraldo Simões.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Além de gerenciar a Central de Recebimento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos da Região Sul, a Arisba (Associação dos Revendedores de Insumos Agrícolas do Sul da Bahia) está investindo em educação ambiental no campo.

O trabalho de conscientização é realizado em escolas públicas, estimulando os alunos a refletir sobre o impacto da ação humana no meio ambiente e como minimizar esses efeitos.

A Arisba está promovendo uma série de ações, que vão culminar no dia 18 de agosto (Dia Nacional do Campo Limpo).  Centenas de estudantes da zona rural de Itabuna, Almadina, Igrapiúna, Gandu, entre outros municípios, já participaram.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Itabuna registrou, em junho, o segundo pior desempenho no nível de empregos com carteira assinada neste ano. As empresas instaladas no município contrataram 901 funcionários e demitiram 832 trabalhadores. O saldo foi positivo em 69 vagas.

Nos seis primeiros meses do ano, Itabuna acumula saldo de 899 empregos com carteira assinada. O melhor desempenho foi apresentado pela indústria de transformação, que registrou saldo positivo de 438 vagas.

Em segundo lugar ficou o setor de serviços, com saldo de 318 empregos. O pior desempenho é o do comércio, que eliminou 92 postos de trabalho. A agropecuária vem em seguida, com saldo de menos 43 empregos formais. Informações de A Região.

Tempo de leitura: 2 minutos

Daniel Thame

.
.

Dom Paulo Lopes de Faria, o bispo dos humildes, o pastor dos pobres, o ser humano especial que teve participação ativa em todos os movimentos sociais de Itabuna durante mais de uma década; enfim encontrou o seu lugar no mundo.

Melhor, o seu lugar na eternidade.

De Dom Paulo pode se escrever, sem parecer piegas, que cumpriu sua missão terrena e agora está ao lado de Deus, lugar destinado às pessoas de bem.

E junto de Deus, certamente Dom Paulo continuará zelando pelos mais humildes, que foram a sua razão de viver.

Em Itabuna, a presença de Dom Paulo coincidiu com a eclosão de uma das piores crises, senão a pior, já enfrentadas pela Região Cacaueira.

Uma crise que jogou centenas de milhares de pessoas na mais absoluta miséria e que formou um imenso bolsão de miséria na periferia de Itabuna.

Foi essa gente humilde, desassistida e à mercê de administradores mais preocupados com obras faraônicas do que com investimentos em infra-estrutura e investimentos em programas sociais, que Dom Paulo defendeu, conciliando sua missão de pastor de almas com uma presença marcante nos movimentos sociais.

Dom Paulo não teve medo de enfrentar os poderosos e nem se curvou às inúmeras pressões (vindas de fora e também de dentro da Igreja) para limitar sua atuação à função religiosa.

Foi um religioso do seu tempo, num tempo em que à Igreja não cabia apenas oferecer o reino dos céus e o conforto espiritual, mas também o apoio a uma vida digna aqui mesmo na terra.

Não é apenas coincidência o fato de que seu período de bispado em Itabuna se dado no momento em que houve um sopro de renovação na política e o fortalecimento dos movimentos sociais.

Não é sua culpa que esse processo tenha se arrefecido. O bom pastor pode até ensinar o caminho, mas não pode evitar que se desvie dele.

Dom Paulo, obviamente, está longe de ser uma unanimidade em Itabuna. Nem isso seria possível para alguém com seu perfil.

Mas é, sem sombra de dúvidas, uma das mais fascinantes personalidades de uma cidade que, prestes a completar seu primeiro centenário, está por lhe devotar um merecido tributo.

A celebração do primeiro centenário de Itabuna vem a calhar para essa homenagem mais do que justa a alguém que tanto lutou por justiça social.

Leia mais em www.danielthame.blogspot.com

Tempo de leitura: < 1 minuto

A tensão marcou o ato político na praça de Itapé, ontem, na visita do governador Jaques Wagner. Enquanto no palanque tudo corria tranquilo, na parte de baixo, os grupos políticos do ex-candidato a prefeito Humberto Matos (PV) e do prefeito Jackson Rezende (PP) travavam um ‘concurso’ de vaias. Era só anunciar o nome de Rezende e o grupo contrário largava os “elogios” ao prefeito. E quando ocorria o contrário, mais vaias.

O clima foi esquentando e a temperatura ficou insuportável durante o discurso de Jackson Rezende. Dois cabos eleitorais adversários, literalmente, trunfaram no murro. O pelotão da polícia militar foi acionado e deu um sossega leão nos brigões.

O clima no município é tão tenso que o prefeito Jackson Rezende teria apostado R$ 10 mil, afirmando que o seu adversário não subiria no palanque oficial. Perdeu a aposta. Humberto subiu, mas ficou a uma distância segura do prefeito, aparteados por políticos como o deputado federal Geraldo Simões.

jacksonhumberto
Jackson (esq.) ficou a uma distância segura de Humberto (Foto: Pimenta na Muqueca).

Tempo de leitura: < 1 minuto

A doméstica Maria de Lurdes, 45 anos, moradora do bairro Caixa D’Água, em Itabuna, foi parar atrás das grades esta semana.

Dona Maria esteve no SAC para providenciar um documento e, de repente, descobriu que havia um mandado de prisão expedido contra ela desde 2004. Motivo: furto de areia de uma construção.

O que espanta, no entanto, não é o que levou Dona Maria ao xilindró, mas a sua justificativa para o ato. Talvez acreditando estar sob a proteção de uma excludente de ilicitude, ela falou na delegacia que furtou a areia, pensando que fosse da Prefeitura.

Se fosse, claro, estaria liberado…

Tempo de leitura: < 1 minuto

Do Bahia Notícias:

A Bahiagás é a 5ª melhor empresa do setor energético e uma das 50 maiores estatais do Brasil. O destaque foi dado pela pesquisa Maiores e Melhores realizada pela Revista Exame. A empresa comemora 15 anos de atuação no próximo mês e celebra o avanço de três posições no ranking nacional de estatais: saiu do 36º para o 33º lugar. No eixo Norte-Nordeste, a companhia pontuou como a quarta melhor em rentabilidade e a terceira no quesito riqueza por empregado. Além disso, a instituição foi avaliada como a sexta maior empresa em volume de vendas na Bahia. O resultado foi possível devido ao faturamento de US$ 452 milhões, que representou um incremento de 22% no crescimento de comercializações, na comparação com 2007.

A Bahiagás é a 5ª melhor empresa do setor energético e uma das 50 maiores estatais do Brasil. O destaque foi dado pela pesquisa Maiores e Melhores realizada pela Revista Exame. A empresa comemora 15 anos de atuação no próximo mês e celebra o avanço de três posições no ranking nacional de estatais: saiu do 36º para o 33º lugar. No eixo Norte-Nordeste, a companhia pontuou como a quarta melhor em rentabilidade e a terceira no quesito riqueza por empregado. Além disso, a instituição foi avaliada como a sexta maior empresa em volume de vendas na Bahia. O resultado foi possível devido ao faturamento de US$ 452 milhões, que representou um incremento de 22% no crescimento de comercializações, na comparação com 2007.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O boicote à sessão extraordinária de ontem, na Câmara de Vereadores de Itabuna, por pouco não deu chabu. Bastariam sete presenças para que ocorresse a leitura do projeto do Executivo, mas somente cinco vereadores compareceram ao plenário (os governistas Gerson Nascimento e Rose Castro e os independentes Ricardo Bacelar, Raimundo Pólvora e Clóvis Loiola).

Outros vereadores da situação, como Didi do INSS e Ruy Machado, não apareceram na Câmara. E ainda teve um (Milton Cerqueira), que ficou no gabinete, mas nem passou perto do plenário.

Outros vereadores do bloco independente ficaram aguardando a confirmação do quorum, para comparecer ao plenário. Mas como a própria situação passou a rasteira no governo…

Tempo de leitura: 2 minutos

AZEVEDO (à esquerda) foi uma das surpresas no palanque oficial.
O 'baixinho' Azevedo (à esq) foi uma das surpresas no palanque oficial, em Itapé.

José Nílton Azevedo, o Capitão Azevedo (DEM), foi um dos prefeitos que fizeram parte do palanque do governador Jaques Wagner, em Itapé. Ele conversou com Wagner, a quem, rapidamente, pediu mais recursos para a construção da barragem no rio Colônia e a finalização das obras do minicentro de convenções e o teatro municipal.

Ao Pimenta, o prefeito de Itabuna falou dos novos ventos democráticos na Bahia, defendeu a família Burgos e disse que tem obras para mostrar no aniversário de Itabuna, dia 28 de julho.

Essa imagem de prefeito de oposição em palanque de governador era inimaginável há algum tempo. O que mudou?

A política na Bahia hoje é moderna. O gestor, neste momento, deve ter uma visão institucional. A nossa presença aqui é para dar atenção à autoridade maior, o governador, manter bom relacionamento.

Em 2010, qual será o seu candidato a governador?

Olha, ainda não temos candidato, o DEM ainda está definindo. Você sabe que em política tudo é possível.

Mas, diríamos, é impossível o DEM aliançar com o PT aqui na Bahia, não acha?

Vamos esperar o próximo ano…

Itabuna fará aniversário no dia 28. A população se queixa da falta de obras.

Esse é um momento de dificuldade, queda da receita. Você não vê nenhum prefeito inaugurando obras agora, mas nós vamos inaugurar obras.

Há quem diga que o senhor vai inaugurar só uma “pinguela”.

[Pausa e risos…] mas é uma pinguela [miniponte] que vai ajudar a vida de milhares de pessoas. O que nós vamos criar com aquela ponte no São Roque é uma nova opção de tráfego. Vamos interligar aquela região ao semianel rodoviário.

Como o senhor encara essa versão de que o prefeito de fato é o secretário de Fazenda,Carlos Burgos?

Toda vez que se fere algum interesse, falam isso. [O governo] tem que cumprir o que está na legislação.

E a advogada Juliana Burgos, ela vai continuar no cargo de procuradora-geral?

Sim, e independente de política.

Mas a Câmara não rejeitou a proposta de nomeação?

A Câmara de Vereadores entendeu que aquilo é inconstitucional. Em Ilhéus, por exemplo, [a nomeação do procurador] não passa pelo crivo da Câmara.

Tempo de leitura: < 1 minuto
O que ele quer na Prefeitura de Itabuna?
O que ele quer na Prefeitura de Itabuna?

Até pouco tempo foragido da polícia, depois preso por quase 40 dias no Conjunto Penal de Itabuna, acusado de matar um vaqueiro em 2006, o fazendeiro Marcos Gomes, filho do ex-prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, começa a se sentir à vontade para frequentar ambientes dos quais andou afastado.

Marcos reestreou na festa de aniversário do pai, no dia 30 de junho, mas é noutro local que suas aparições têm causado aflição em muita gente.

No início da tarde desta quinta-feira (16), o filho do ex-prefeito entrou acompanhado de duas mulheres na Prefeitura de Itabuna, e seguiu direto para o gabinete do secretário de Saúde Antônio Vieira.

Como havia muita gente na Secretaria, Vieira deve ter ficado meio sem jeito com a visita e pediu que Marcos o procurasse em sua casa, longe de olhares curiosos.

Aliás, essa foi a segunda vez que Marcos Gomes esteve na Prefeitura num intervalo de cinco dias. Quase ninguém sabe ainda o que ele quer, mas certamente não é tomar cafezinho.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Depois de uma reunião, ontem, entre o prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo, e o presidente da Embasa, Abelardo Oliveira, ficou definida a comissão que vai avaliar os ativos da empresa estadual a serem indenizados pela Emasa (Empresa Municipal de Água e Saneamento).

A comissão paritária, formada por representantes da Embasa e da Emasa (dois de cada), terá sua primeira reunião na próxima terça-feira (21), às 8 horas, na sede da Emasa. O contrato de comodato se encerra no dia 15 de agosto.

Para ficar com a estrutura emprestada, a Emasa terá que desembolsar aproximadamente R$ 20 milhões, segundo cálculos prelminares que serão conferidos pela comissão mista.  O pagamento deverá ocorrer em quatro parcelas anuais.