Homem detido pela PM no Centro de Ilhéus || Foto FR Notícias
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Polícia Militar deteve dois foragidos da Justiça nas últimas 24h, em Ilhéus. A prisão mais recente foi feita hoje (20), pela 68ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), no Terminal Urbano, no Centro. Ao PIMENTA, a assessoria da Polícia Civil da Bahia informou que o homem de 32 anos era alvo de mandado de prisão expedido pelo Tribunal de Justiça do Espírito Santo.

De acordo com o site Fábio Roberto Notícias, o nome dele é Fábio Alves Costa, acusado de homicídio no estado vizinho.

O outro caso ocorreu na Avenida Itacanoeira, no Jardim Savoia, onde o Pelotão Especial da 70ª CIPM localizou, nesta quinta (19), um homem com mandado de prisão em aberto por homicídio. Os dois presos estão à disposição da Justiça, na 1ª Delegacia Territorial de Ilhéus.

Antiga sede da Superintendência Regional do Ministério do Trabalho, em Ilhéus || Foto Ilhéus24h
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Superintendência do Patrimônio da União na Bahia formalizou a cessão de uso gratuito do antigo prédio do Ministério do Trabalho, em Ilhéus, ao Governo da Bahia. Localizado na Rua Joana Angélica, próximo à Praça Cairu, no Centro, o imóvel vai abrigar a sede da 68ª Companhia Independente de Polícia Militar.

O contrato, ao qual o PIMENTA teve acesso, terá vigência de 20 anos. As partes o firmaram no dia 3 de maio, mas ele só veio a público no último dia 29, no Diário Oficial da União. De acordo com o extrato do processo 10580.011170/00-27, o terreno tem 538,23 metros quadrados e está avaliado em R$ 623.364,77.

A 68ª CIPM faz o policiamento ostensivo da região central de Ilhéus e bairros adjacentes, a exemplo da Conquista, Pacheco, Cidade Nova e Outeiro, além do Centro Histórico e das avenidas Dois de Julho e Soares Lopes. A localização da futura sede será estratégica para o acesso rápido das guarnições a essas e outras localidades na sua área de proteção.

Secretária Carla Serafim em reunião com policiais militares
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Prefeitura de Ilhéus e a Polícia Militar dão continuidade às tratativas para que o município passe a contar com a Ronda Maria da Penha, serviço especializado na prevenção e no combate da violência contra as mulheres. Com esse propósito, a secretária de Políticas Públicas para as Mulheres, Carla Serafim, reuniu-se com representantes da força policial e encaminhou o debate para a criação da Ronda na cidade.

“Essa união de esforços é importante para que possamos estreitar o diálogo com os órgãos e instituições e fortalecer as ações na área da Segurança Pública”, afirmou Carla. A perspectiva é de que o serviço seja instalado na futura sede da Secretaria, que também vai abrigar o Centro de Referência em Atendimento à Mulher (CRAM).

Já a major Joilma Machado, comandante da 68ª Companhia Independente de Polícia Militar, manifestou otimismo com a implantação do serviço. “O projeto trará ganhos e vai assegurar melhor acompanhamento das mulheres que estão em situação de vulnerabilidade e que estão assistidas pelos órgãos públicos”, declarou a oficial.

A Ronda Maria da Penha atua na prevenção e repressão de atos de violações da dignidade das mulheres, no enfrentamento da violência doméstica e familiar e na garantia do cumprimento de medidas protetivas. A Secretaria promoveu a reunião nesta segunda-feira (21) e, em breve, divulgará as próximas etapas do trabalho em parceria com a PM.

Policiais apreenderam três espingardas com o suspeito || Foto Divulgação/Polícia Civil
Tempo de leitura: < 1 minuto

Dois homens morreram após confronto com policiais militares no Alto da Cascalheira, próximo à Avenida Princesa Isabel, em Ilhéus, sul da Bahia. De acordo com a Polícia Militar, eles estavam em um grupo que reagiu com tiros a uma abordagem policial, na última sexta (20), durante a Operação Ilhéus em Paz.

Ainda segundo a PM, os agentes de segurança revidaram os disparos e atingiram os homens identificados pelas iniciais LPGS e ABN, que foram levados para o Hospital Regional Costa do Cacau, mas não resistiram aos ferimentos.

A operação reuniu equipes da 68ª, 69ª e 70ª Companhias Independentes de Polícia Militar (CIPMs). Os dois homens mortos tinham extensas fichas criminais, e um deles era alvo de mandado de prisão em aberto. Após o confronto, os policiais aprenderam dois revólveres, munições e cápsulas de balas disparadas. Ninguém foi preso.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Policiais militares prenderam um homem com uma arma de fogo na Rua da Saboaria, próximo à Avenida Princesa Isabel, em Ilhéus, nesta sexta-feira (22). Ele foi localizado após denúncia.

Ao verificar a informação de que o suspeito estava no local, os policiais o surpreenderam. Ele chegou a se esconder em uma casa, mas foi cercado e preso.

Com o homem, a equipe da 68ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) apreendeu carregadores de arma, rádio comunicador, munições, celular e dinheiro, além de uma pistola. O suspeito e o material apreendido foram levados para a 7ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin).

Homem foi preso com drogas, R$ 1.020,00 e roupas camufladas || Montagem da PM
Tempo de leitura: < 1 minuto

Na tarde desta terça-feira (1º), a 68ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) informou a prisão de um dos bandidos envolvidos no tiroteio que resultou na morte de Rosângela Galvão Simões Vieira (relembre).

Prima do vice-prefeito Bebeto Galvão (PSB), ela foi atingida na cabeça por uma bala perdida, na noite da última quinta-feira (27), quando chegou em casa, no bairro Conquista, após participar de culto evangélico numa igreja da comunidade.

Segundo a Polícia Militar, o bandido foi preso no Alto Santa Inês, perto da Avenida Princesa Isabel, no fim da tarde da última sexta (28), durante ação conjunta das companhias policiais 68ª, 69ª e 70ª.

Ainda conforme a PM, a troca de tiros que matou Rosângela aconteceu no Alto da Jamaica, durante ataque de grupo criminoso contra facção rival.

O homem preso tem 22 anos e é membro de uma das facções. Quando foi detido, segundo a PM, o jovem estava com maconha, cocaína, crack, balança de precisão, R$ 1.020,00 e roupas camufladas. Ele informou à Polícia Militar que as armas usadas no ataque ao grupo rival está com outros membros da sua facção.