Jerônimo assegura pagamento do piso aos professores baianos || Foto Joá Souza/GovBA
Tempo de leitura: 2 minutos

O governador Jerônimo Rodrigues assegurou o pagamento do piso nacional dos professores, definido pelo Governo Federal em R$ 4.420,55. A lei do piso estabelece para 2023 uma correção de 14,95% em relação ao piso anterior. Neste sábado (21), Jerônimo se reuniu com secretários das pastas da Educação, Administração, Fazenda, Planejamento e Casa Civil, além da Procuradoria-Geral do Estado (PGE).

– Estávamos aguardando a definição do governo federal em relação ao percentual do reajuste e agora estamos nos debruçando sobre o cenário macroeconômico que, os especialistas dizem, será de crise, para garantir o pagamento do piso, conhecendo o impacto no orçamento estadual – afirmou o governador após a reunião.

Os estudos inicialmente tratarão sobre a previsão orçamentária de 2023, análise das receitas e, por fim, viabilizar as condições para o atendimento do percentual estabelecido. “Estamos na fase inicial. Vamos dialogar com a categoria assim que a equipe econômica tiver os números. Vamos cumprir nosso compromisso, que é inclusive um compromisso de campanha e alinhado com o governo Lula”, pontuou Jerônimo.

A categoria teve reajuste de 33,24% no ano passado. De acordo com a Secretaria da Educação do Estado da Bahia, mais de 33 mil coordenadores pedagógicos e professores, entre concursados e contratados por meio do REDA, foram remunerados com valor superior ao piso nacional do magistério.

O salário base referente à carga de 40 horas semanais foi de R$ 3.850. Sobre este valor, são acrescidos ainda 31,18% referentes à regência de classe, ou seja, a remuneração de um professor em início de carreira na rede estadual de ensino, em 2022, já começa com o valor de R$ 5.054,43.

“Temos um governador professor que reconhece a importância de valorizar a categoria. Do outro lado, acredito que os professores e professoras também reconhecem o esforço que está sendo feito pelo Governo do Estado para assegurar a adoção do piso nacional. É mais uma conquista para a categoria proporcionada por nosso grupo, porque nós acreditamos no poder transformador da educação e no papel imprescindível dos trabalhadores da educação nesse processo”, explicou a secretária da Educação, Adélia Pinheiro.

Jerônimo Rodrigues anuncia lista com 20 gestores, ocupantes do segundo escalão
Tempo de leitura: 2 minutos

Nesta sexta-feira (6), o governador Jerônimo Rodrigues (PT) anunciou os novos gestores de órgãos, departamentos, fundações e outras estruturas ligadas às secretarias estaduais. A relação com os 19 titulares da gestão pública e uma direção de hospital foi divulgada durante live no canal do Governo do Estado no YouTube.

Alguns gestores, explicou Jerônimo Rodrigues, já integravam as unidades. “O fato de trazer alguns nomes que estavam na era Rui Costa para se manter em algumas ações é por conta [causa] da competência que essas pessoas demonstraram. A expectativa nossa é de que todos esses órgãos deem continuidade ao que estava sendo feito, mas, também, trabalhar em novos projetos, para que na nossa linha de atuação possamos renovar”, afirma.

Segundo Jerônimo, outros 20 nomes devem ser anunciados nos próximos dias, após avaliação dos últimos currículos apresentados para ocupação dos cargos. A negociação envolve espaço político de partidos aliados.

GESTORES ESTADUAIS (2º ESCALÃO)

– Alexsandro Freitas Silva – Diretor-presidente da Cerb (Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia)
– Handerson Leite – Diretor da Fapesb (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia)
– Luiz Gavazza – Diretor-presidente da BahiaGás (Companhia de Gás da Bahia)
– Regina Affonso – Diretora da Fundac (Fundação da Criança e do Adolescente)
– Tiago Venâncio – Diretor do Procon (Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor)
– Flávio Gonçalves – Diretor-geral do Irdeb (Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia)
– Flávio Machado – Diretor do SAC (Serviço de Atendimento ao Cidadão)
– José Rebouças – Diretor executivo da Prodeb (Companhia de Processamento de Dados do Estado Da Bahia)
– Rodrigo Pimentel – Diretor-geral do Detran (Departamento Estadual de Trânsito da Bahia)
– Piti Canella – Diretora-geral da Funceb (Fundação Cultural do Estado da Bahia)
– José Acácio Ferreira – Superintendente da SEI (Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia)
– Socorro Brito – Coordenadora-geral do Planserv (Assistência à Saúde dos Servidors Públicos)
– Hemerson Cardoso Guimarães – Superintendente da Supat (Superintendência de Patrimônio)
– Heber Santana – Superintendente da Sudec (Superintendência de Proteção e Defesa Civil)
– Jeandro Laytynher Ribeiro – Diretor-presidente da CAR (Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional)
– José Trindade – Presidente da Conder (Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia)
– Lanns Almeida – Superintendente da Bahiater (Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural)
– Saulo Pontes – Superintendente da SIT (Superintendência de Infraestrutura de Transportes)
– Carlos Martins – Diretor-presidente da CTB (Companhia de Transportes do Estado da Bahia)
– Lucrécia Sarvenini Freitas, diretora do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS)

Jerônimo com esposa e filho durante a comemoração pela vitória no Rio Vermelho, em Salvador
Tempo de leitura: < 1 minuto

O governador eleito da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT), prometeu iniciar o período de transição ainda nesta segunda-feira (31), menos de 24 horas após decretada a sua vitória na corrida ao Palácio de Ondina. Ele explicou que se trata de um governo de continuidade,

– A gente vai ter transição, vai ter mudança. E vamos querer avançar para melhor. Vamos anunciar e dialogar com vocês o formato e vamos participar de reunião de transição com o presidente Lula. Ele já anunciou que vai querer ouvir governadores atuais e os eleitos – afirmou.

Antes, Jerônimo agradeceu a votação obtida neste domingo (30), quando saiu das urnas com mais de 52,7% dos votos válidos, batendo o favoritíssimo ACM Neto (UB). “Minha palavra aqui é de gratidão, de agradecimento. E minha palavra que orienta toda minha transição e os próximos quatros anos de governo, ao lado de Geraldinho, é avançar”.

Ao lado de Geraldo Júnior (MDB), seu vice, ele prometeu trabalhar no avanço nas políticas de saúde, de educação, de estradas, cultura e de juventude. “As pessoas que apostaram nesse projeto terão orgulho de ajudar a gente a governar. E aquelas pessoas que não votaram no 13, a partir de hoje passa-se uma esponja nos votos. Eleição serve para isso, um grande debate de projetos da Bahia e os nossos continuarão”.

MELHOR QUE GOVERNO RUI

Ainda na comemoração no Rio Vermelho, em Salvador, Jerônimo falou da possibilidade de fazer um governo melhor do que o seu futuro antecessor e padrinho político, Rui Costa. “Não é disputa. É humildade, porque estou pegando um estado que teve dois bons governadores e estou pegando uma parceria com Lula”, afirmou, sem deixar de cutucar Jair Bolsonaro. “O atual presidente desmanchou muita coisa”.

Nova pesquisa Ipec afere intenções de voto na disputa entre Jerônimo e ACM Neto
Tempo de leitura: < 1 minuto

Pesquisa Ipec, contratada pela Rede Bahia, traz o candidato ao governo pelo PT, Jerônimo Rodrigues, com 48% das intenções de voto.

O ex-prefeito de Salvador ACM Neto (UB) atinge 47%, 3 pontos a mais do que o registrado na semana passada. O percentual de brancos e nulos somam 2% – contra 5% na semana passada. Já o percentual de indecisos ficou em 3%, conforme o Ipec.

Considerando apenas os votos válidos – exclusão de brancos e nulos e indecisos, Jerônimo tem 51% e ACM Neto 49%.

A pesquisa foi feita no período de 27 a 29 de outubro, tem margem de erro de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos, e intervalo de confiança de 95%. Segundo o Ipec, 2.000 eleitores foram ouvidos presencialmente. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BA-02006/2022.

ACM Neto está 8 pontos atrás de Jerônimo na corrida ao governo da Bahia
Tempo de leitura: < 1 minuto

A nova e derradeira pesquisa Atlas/A Tarde mostra o ex-secretário estadual Jerônimo Rodrigues (PT) em primeiro lugar na disputa ao governo da Bahia.

Jerônimo tem 52,3% contra 45,2% ACM Neto (UB). O levantamento aferiu as intenções de voto entre os eleitores baianos no período de quarta-feira (26) até ontem (28).

Os eleitores consultados que tendem a votar em branco ou anular representam 1,2%, enquanto 1,3% não souberam responder.

O chamado voto válido, quando excluídos os percentuais de brancos e nulos e de indecisos, traz Jerônimo com 54% ante 46% de ACM Neto.

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

A Atlas também quis saber como os baianos votarão na disputa à presidência da República. Luiz Inácio Lula da Silva (PT) obteve 70%, enquanto Jair Bolsonaro (PL) chegou a 26,6%. O universo de indecisos e de votos brancos e nulos chega a 3,4%. Quanto considerados apenas os votos válidos, Lula atinge 72,5% e Bolsonaro obtém 27,5%.

Encomendada pelo jornal A Tarde, a pesquisa ouviu 2.000 eleitores em 310 municípios baianos, no período de 26 a 28 de outubro, e tem margem de erro de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos, e nível de confiança de 95%. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo TSE BR 09376/2022.

Tempo de leitura: < 1 minuto

A segunda pesquisa AtlasIntel/A Tarde sobre a disputa ao governo baiano neste segundo turno revela estabilidade em relação à última semana.

Divulgado no início da madrugada deste domingo (23), o levantamento mostra liderança de Jerônimo Rodrigues (PT) com 53,2% das intenções de voto ante 43,8% de ACM Neto (UB), com percentual de brancos e nulos de 1,6% e 1,4% de indecisos (não souberam responder).

Quanto computados os votos válidos, Jerônimo aparece com 54,8% e Neto com 45,2%.

A AtlasIntel informa ter ouvido 2 mil eleitores de 300 municípios baianos no período do dia 18 até este sábado (22). A pesquisa tem margem de erro de 2 pontos percentuais. Foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR 00638/2022

Wagner ao lado de Jerônimo, candidato ao governo da Bahia pelo PT
Tempo de leitura: 3 minutos

 

Ninguém pode desprezar a força e o trabalho do nosso grupo. Foi por isso que encerramos o primeiro turno em vantagem. Mas não vamos deixar de lado a humildade. Seguiremos na rua trabalhando, até o dia 30, para ampliar a votação de Lula no estado e consolidar a vitória de Jerônimo como governador.

 

Jaques Wagner

No último dia 2 de outubro, a Bahia virou assunto nacional quando, mais uma vez, o resultado das urnas contrariou a maioria das pesquisas divulgadas ao longo da campanha. Assim como aconteceu comigo, em 2006, e com o governador Rui Costa, em 2014, o expressivo resultado obtido por Jerônimo Rodrigues surpreendeu não só o estado, mas todo o ­País. Por pouco mais de 40 mil votos, a vitória não foi sacramentada no primeiro turno. Após a apuração, o próprio presidente Lula me telefonou para dizer que carimbei de novo o resultado. Por conta disso, muitos insistem em dizer que sou uma espécie de bruxo, por, desde o início, cravar que venceríamos esta disputa. Mas não tem nada de magia na história. O que há é a fé no trabalho que temos realizado ao longo desses anos.

Desde que anunciamos Jerônimo, tenho repetido que a nossa candidatura seria alavancada por três fortes âncoras: as realizações do PT na Bahia nos últimos 16 anos, um candidato que carrega uma história bonita e verdadeira e, claro, o ex-presidente Lula. Qualquer nome associado ao dele se torna favorito na disputa. Lula teve aqui no estado, no primeiro turno, quase 70% dos votos válidos e a maior vantagem sobre o seu adversário: 3,8 milhões de votos de frente. Sua identidade com o povo baiano é incontestável. Ele mesmo repete diversas vezes que, se tivesse nascido em outro lugar, com certeza seria na Bahia.

O povo nordestino gosta de Lula, pois ele melhorou a vida de todos. Até chegarmos ao governo, na Bahia, só existia uma universidade federal. Hoje, são seis. Além disso, mais de 30 novos institutos federais e grandes obras de infraestrutura contemplaram todas as regiões. A Bahia é o estado com maior número de unidades habitacionais construídas pelo Minha Casa Minha Vida e contou com 1,8 milhão de beneficiários do Bolsa Família. O Luz Para Todos levou energia para quase 600 mil famílias. O estado ganhou também 840 Unidades Básicas de Saúde e cerca de 700 creches.

Durante os governos do PT, os microempreendedores se qualificaram, o jovem sonhou com o Ciências Sem Fronteiras, a agricultura familiar foi incentivada, o salário mínimo teve aumento real. Nada disso aconteceu nos últimos quatro anos, com o atual presidente. As famílias querem de volta uma vida melhor. Portanto, o que há não é idolatria gratuita por Lula. O que há é um sentimento de gratidão, um reconhecimento de que Lula é o nome que representa a prosperidade.

Além de todo esse legado construído ao longo dos governos Lula e Dilma, se somam ao contexto estadual gestões que modernizaram a Bahia. No período que o grupo político adversário esteve no poder, entre 1990 e 2006, apenas um hospital foi construído no estado. Com o nosso grupo, desde 2007, já são 22 hospitais, 24 policlínicas, quase 18 mil quilômetros de estradas e mais de 4 bilhões de reais investidos na agricultura familiar.

Hoje, quem chega em Salvador, comenta que a capital se modernizou. Colocamos o metrô para andar depois de quase 14 anos parado nas mãos da prefeitura, construímos novos viadutos na Avenida Paralela, grandes avenidas como a 29 de Março, a Gal Costa e as vias Expressa e Metropolitana, além das pontes Jorge Amado, em Ilhéus, e a que liga a Barra a Xique-Xique.

Nosso grupo modernizou as relações políticas na Bahia, tanto entre os poderes Executivo e Judiciário, como entre o governo e empresários, e a relação com a imprensa. O ambiente ficou mais ameno, democrático e respeitoso. Carrego isso com imenso orgulho. Toda essa mudança de mentalidade contrasta com a postura dos nossos adversários, que hoje representam a velha política baiana querendo voltar ao poder.

Junto a todo esse legado apresentamos como candidato um professor de origem simples, filho de um vaqueiro e de uma costureira. Já trabalhou com educação, agricultura familiar, rodou todo o estado e conhece a Bahia na palma da mão. Tem capacidade. É um profissional testado na gestão pública, com quatro anos de experiência no governo federal e oito no estadual.

Ninguém pode desprezar a força e o trabalho do nosso grupo. Foi por isso que encerramos o primeiro turno em vantagem. Mas não vamos deixar de lado a humildade. Seguiremos na rua trabalhando, até o dia 30, para ampliar a votação de Lula no estado e consolidar a vitória de Jerônimo como governador.

Leia Mais

Paulo de Tixa anuncia apoio a Jerônimo e Lula no segundo turno
Tempo de leitura: < 1 minuto

Ex-prefeito de Mucuri, no extremo-sul baiano, Paulo Alexandre Griffo, anunciou seu apoio à eleição de Jerônimo Rodrigues (PT) ao governo baiano. O reforço também aponta uma virada política, pois Paulo de Tixa, como é mais conhecido, ficou com ACM Neto no primeiro turno.

Paulo gravou vídeo em que anuncia seu apoio a Jerônimo e também ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O político do município do extremo-sul governou Mucuri por dois mandatos, que coincidiram com os governos petistas no estado e no país.

– Fizemos grandes parcerias com o governador Rui Costa, com o (então) governador Jaques Wagner, com o presidente Lula e com a presidente Dilma. Por essa razão, sou muito grato a todos eles por todos os benefícios que conseguimos trazer para Mucuri, pensando no futuro do município de Mucuri, no futuro da Bahia e no do Brasil, eu, ao conversar com minha família e meu grupo político que nesse momento eu vou apoiar e vou votar em Lula presidente 13 e 13 também em Jerônimo governador da Bahia”.

Confira o vídeo abaixo:

Lula e Jerônimo levam milhares ao circuito Barra-Ondina || Foto Ricardo Stuckert
Tempo de leitura: < 1 minuto

O ex-presidente Lula levou milhares de pessoas ao circuito Barra-Ondina, em Salvador, na tarde/noite de ontem (12), durante caminhada com o candidato a governador da Bahia pelo PT, Jerônimo Rodrigues.

Dirigente do PT na Bahia, Éden Valadares calcula que, pelo menos, 200 mil pessoas tenham participado da atividade na capital baiana, no Dia das Crianças. De branco ou de vermelho, militantes de Salvador e de várias regiões do estado se reuniram no ato em apoio às candidaturas de Lula (presidente) e Jerônimo (governador).

É, até aqui, o maior ato das eleições 2022 em solo baiano.

Confira vídeo reproduzido do Twitter.

Neto e Jerônimo têm disputa voto a voto com pouco mais de 25% das urnas apuradas
Tempo de leitura: < 1 minuto

Com 28,94% das urnas apuradas, Jerônimo Rodrigues (PT) aparece na liderança da disputa ao governo da Bahia, com 46,57% dos votos válidos, seguido de perto por ACM Neto (UB), com 43,07%.

João Roma (PL) surge com 9,37% dos votos, enquanto Kleber Rosa tem 0,88%. Giovani Damico (PCB) tem 0,1% e Marcelo Millet 0,01%.

Tempo de leitura: < 1 minuto

A campanha de Jerônimo Rodrigues (PT) ganhará um gás extra nesta reta final com a vinda do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), na próxima sexta-feira (30) a Salvador. A vinda de Lula foi confirmada por Jerônimo, há pouco, por meio de postagem no Twitter.

– Pra consagrar a virada e a vitória, ele vem aí. Sexta tem #LulaNaBahia. Todas e todos juntos, em Salvador, a partir das 11h, na grande Caminhada da Esperança, do Largo de Roma até a Colina Sagrada – anunciou Jerônimo na rede social.

AtlasIntel/A Tarde traz novidade na corrida eleitoral na Bahia
Tempo de leitura: 2 minutos

Pela primeira vez, uma pesquisa mostra o candidato do PT, Jerônimo Rodrigues, numericamente liderando a corrida ao governo da Bahia. Segundo a AtlasIntel, contratada pelo jornal A Tarde, Jerônimo tem 44,5% das intenções de voto ante 40,5% de ACM Neto (UB). Os números foram divulgados na edição desta quinta-feira (22) na publicação soteropolitana.

João Roma (PL) aparece com 9,4%, Kleber Rosa (PSOL) surge com 1,2%. Giovani Damico (PCO) e Marcelo Millet (PCB) têm 0,1% cada um, segundo a AtlasIntel. Brancos e nulos atinge 2,3% e não sabe 1,9%.

A pesquisa ouviu 1.600 eleitores no período de 19 a 21 de setembro, com margem de erro de 2 pontos percentuais. O nível de confiança é de 95% e está registrada no TSE sob o protocolo BA-08359/2022.

SENADO FEDERAL

Cacá, Otto, Tamara, Raíssa e Barreto concorrem à vaga ao Senado pela Bahia

A AtlasIntel também apurou intenções de voto do eleitorado baiano na corrida pela vaga única ao Senado Federal. Otto Alencar (PSD) lidera, com 47,5%.

Quem passou à segunda colocação foi Cacá Leão (PP), com 18,4%. Raíssa Soares (PL) aparece com 13%. Tâmara Azevedo (PSOL) consegue 4,1%. Marcelo Barreto (PMN) tem 0,2% e Cícero Araújo (PCO) surge com 0,1%.

DISPUTA PRESIDENCIAL

Bolsonaro, Lula, Ciro, Tebet, Thronicke e D´Ávila disputam a presidência || Montagem Yahoo

A corrida pela presidência da República mostra, na Bahia, mostra novo crescimento de Lula (PT), que saiu de 63,3% para 67,2%. A mesma pesquisa vêm o presidente Jair Bolsonaro oscilando de 25,4% para 24,8%.

Ciro Gomes (PDT) tem 3,4% nesta pesquisa contra 5% no levantamento da semana passada. Simone Tebet (MDB) saiu de 2,4 para 2,2% agora. Padre Kelmon (PTB), Soraya Thronicke (UB), Felipe D´Ávila (Novo), Péricles (UP) atingiram menos de 1%. Não sei, voto branco voto nulo atingiram, respectivamente, 0,9%, 2,9% e 1,5%.

Tempo de leitura: < 1 minuto

A mais nova pesquisa Datafolha/Metrópole acaba de ser divulgada e mostra oscilação dos principais candidatos ao governo baiano. ACM Neto saiu de 49% para 48% das intenções de voto em relação à pesquisa da semana passada, enquanto Jerônimo Rodrigues (PT) foi de 28% para 31%. João Roma oscilou um ponto: de 7% para 8% (confira aqui).

Desde a primeira pesquisa Datafolha, em 24 de agosto, a vantagem de ACM Neto para Jerônimo caiu 21 pontos. No mês passado, Neto aparecia com 54%. Agora, tem 48%. Jerônimo somava apenas 16% e praticamente dobrou as intenções de voto no período, com 31%. A eleição será no dia 2 de outubro.

INTENÇÕES DE VOTO (21/09)

ACM Neto (UB) – 48%
Jerônimo Rodrigues (PT) – 31%
João Roma (PL) – 8%
Marcelo Millet (PCO) -1%
Kleber Rosa (PSOL) – 0%
Giovani Damico (PCB) – 0%
Brancos/Nulos – 6%
Não Sabe/Não Respondeu – 6%

A pesquisa Datafolha foi contratada pela Rádio Metrópole, de Salvador, e ouviu 1.526 eleitores baianos, no período de segunda-feira (19) até esta quarta-feira (21). A margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais, com nível de confiança de 95%. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BA-07738/2022.

Tempo de leitura: 2 minutos

A passeata de Jerônimo Rodrigues em Itabuna, nesta quarta-feira (17), marcou a largada da campanha do petista ao governo baiano no interior. O evento reuniu milhares de pessoas na Avenida do Cinquentenário, assim como na vizinha Itajuípe, onde houve comício. “A Bahia não vai voltar atrás”, disse o candidato a governador. Presidente do PT baiano, Éden Valadares comentou a participação – e empolgação – da militância nos dois atos.

Para Éden houve, em Itabuna, demonstração de força da campanha de Lula e Jerônimo com o evento que se encerrou por volta das 18h20min, sem os aguardados discursos na Praça Adami. Após caminhar pela principal avenida do comércio local, Jerônimo, junto com o governador Rui Costa, o senador Otto Alencar (PSD), que é candidato à reeleição, e o vice de Jerônimo, Geraldo Júnior (MDB), rumaram para Itajuípe.

– Agora que demos essa largada na campanha no interior a população vai ter a oportunidade de conhecer quem é o candidato de Lula no estado e o quanto Jerônimo possui todos os requisitos para ser o melhor governador, o que vai impulsionar ainda mais nossa candidatura e garantir nossa vitória nas urnas – comentou Éden.

O evento reuniu, além de candidatos a deputado federal e a estadual, a exemplo de Augustão e Rosemberg Pinto, ambos do PT, Alice Portugual (PCodB), Lídice da Mata (PSB) e Fábio Vilas-Boas (MDB), além de Marcone Amaral (PSD).

Presidente estadual do PCdoB, o itabunense Davidson Magalhães avaliou como histórica a caminhada de Jerônimo e Otto Alencar em Itabuna, nesta quarta. “É o maior ato de lançamento de campanha, é uma demonstração clara que esta campanha ganha força por toda Bahia. Falta pouco mais de 40 dias para elegermos Jerônimo governador e Lula presidente”.

RUI IRONIZA ENRIQUECIMENTO DE ADVERSÁRIOS

Já em Itajuípe, houve discurso, com exaltação aos feitos de Jaques Wagner, que não participou dos eventos no sul da Bahia, e de Rui Costa, e provocação aos adversários. Rui alfinetou os oponentes de Jerônimo pelo enriquecimento nestes últimos anos.

– Só fazem multiplicar o seu patrimônio. É impressionante a velocidade que essa turma multiplica o patrimônio. Em um ano é 2 [milhões de reais], no outro é 14, no outro é 20, agora já são 40 milhões. Enquanto o povo está empobrecendo, eles estão enriquecendo – disse o governador, porém sem citar nomes.

Jerônimo, em Itajuípe, disse que a sua campanha se diferencia por ser “um projeto que cuida de gente”. “A Bahia não vai voltar atrás”, afirmou, complementando, num pedido de voto a Lula para presidente da República: “O Brasil estagnou, deu passo para trás. Direitos sendo destruídos, universidades, programas de habitação, desemprego, carestia”.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O PIMENTA começa a divulgar hoje (16), início da campanha eleitoral no país, a agenda dos candidatos ao Governo da Bahia. Confira os compromissos de hoje, segundo agenda divulgada pelas assessorias dos concorrentes ao Palácio de Ondina:

ACM Neto (UB)
7h30min – Missa na Igreja do Bonfim, em Salvador
9h30min – Festa de São Roque, em Antônio Cardoso
15h – Carreata em Feira de Santana
18h – Comício em Simões Filho

 

JERÔNIMO RODRIGUES (PT)
7h30min – Missa na Igreja do Bonfim, em Salvador, com caminhada até o Santuário Santa Dulce dos Pobres (Osid)
Tarde – Entrevista a emissora de rádio e gravações para propaganda eleitoral.

 

KLEBER ROSA (PSOL)
13h – Igreja Rosário dos Pretos, no Pelourinho, com caminhada a São Lázaro
16h – Caminhada com saída da Piedade até a ocupação Carlos Marighella, na praça Castro Alves.

 

JOÃO ROMA (PL)
Manhã – Entrevistas a emissoras de rádio do interior
Tarde – Entrevista ao Balanço Geral (TV Itapoan) e gravação de propaganda eleitoral

Damico (PCB) e Marcelo Millet (PCO) não enviaram agenda