Tempo de leitura: < 1 minuto

Punir o cidadão pelo surto de dengue em Itabuna, uma ideia que vicejou na cabeça do vereador Milton Gramacho, é coisa que não foi bem aceita pelo trovador Agulhão Afiado.
Em pleno surto de dengue,
muito patriótico eu acho
esse projeto (ou armengue?)
do vereador Gramacho,
um tipo belo, faceiro,
com excesso de sabença:
com o povo deixa a doença,
com a Prefeitura… o dinheiro!

2 respostas

  1. A questão da punição pecuniária é muito interessante, pois aqui no nosso país, assim como na nossa cidade, sempre se quer mostrar uma imagem do infrator como uma pessoa “boazinha”, “inofensiva”, “injustiçada”, “garfada” pelo poder público, com “cara de bonzinho”, de “inocente”, de “boi que foi derrubado numa vaquejada”, …!!!
    Deveríamos, no entando, nos mirar em exemplos mais positivos, vindos principalmente de outros países, onde – por exemplo – quem estiver dentro de um carro sem usar o cinto de segurança, é que será multado, não o dono do carro, …!!!
    Se cada um REALMENTE respondesse por seus atos, individualmente, tudo seria bem diferente coletivamente.
    É uma questão cultural, …!!!
    Creio que o nosso egrégio trovador, diante de sua tamanha sensibilidade, mais uma vez, usou demasiadamente a emoção, quando poderia ter “injetado” um pouco mais da razão nos seus versos, …!!!
    O problema é que todos nós – de forma coletiva, generalizada – somos a favor das coisas corretas. No entanto, quando nos deparamos – individualmente, particularmente – com as situações antagônicas, temos o mau hábito de “buscar o jeitinho”, as “pequenas transgressões” das regras, que julgamos “não fazer mal algum”, pois sempre consideramos como “uma bobagem” – que “não irá mudar nada” – o que não é verdade, …!!!
    Devemos lembrar sempre:
    Fazendo uma analogia – “A diferença entre o remédio e o veneno, é a dose”, …!!!
    E a situação é de guerra, …!!!

  2. Creio que o maior culpado por este surto de dengue é o povo!Eu não sei se agulhão já notou, mais são diversos os canais de Itabuna intupidos de lixo, de lixo jogado pela população, terrenos baldios que viram lixão.O cidadão itabunense, em sua maioria já provou que precisa amadurecer muito ainda em termos de limpeza pública, não entendem que essas atitudes “deseducadas” geram a lei de ação e reação, causando um mal a si mesmo, como é o caso da dengue e diversas doenças que não vem ao caso, por isso deixo claro o meu apelo a toda população grapiúna, para que tenham cosciência desse mal, não deixando de salientar que o poder público também tem boa parcela de culpa pela epidemia, tendo em vista o “desgorverno furacão” passado que passou deixando esse estrago em nossa cidade, porém mesmo com esse péssimo exemplo de gestão não deixo de fazer minha parte, sempre contribuindo para que tenhamos uma cidade mais limpa e educada!

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.