Tempo de leitura: 2 minutos

Em entrevista ao Bahia Meio Dia desta segunda-feira (9), o secretário de Saúde de Itabuna, Antônio Vieira, atribuiu o caos que a dengue vem causando na cidade a uma “situação totalmente atípica”  e alegou que toda a infra-estrutura de atendimento médico ofercida à população é perfeita.
“Estamos fazendo tudo o que é possível. Temos novos suportes no Hospital de Base, com 30 novos leitos. A Santa Casa está dando todo o apoio, os postos de saúde municipais funcionam com médicos plantonistas. Temos toda a estrutura com efetivo mobilizado e contratando pessoas. Estamos também fazendo um faxinaço na cidade para prevenir a dengue”, listou.
Antônio Vieira disse ainda que o estado crítico em que muitas pessoas chegam aos hospitais é a principal causa das mortes por dengue em Itabuna. Para tentar reduzir a incidência da dengue nas crianças – 80% dos 2700 casos registrados na cidade em 2009 -, o secretário revelou que medidas de prevenção incluem retirar os pequenos da escola mais cedo e também incentivá-los a vestir roupas mais compridas para impedir picadas do Aedes aegypty.
Comentário do Pimenta: O texto acima é do blog Bahia Notícias. Que o município esteja agora (e com a ajuda do estado) tomando as medidas necessárias para oferecer estrutura de atendimento aos pacientes, vá lá que seja, mas dizer que a infraestrutura de atendimento é “perfeita”… vai uma grande distância.
Os pacientes esperam uma média de 12 horas por atendimento nos hospitais, quando conseguem. É numerosa a quantidade de pacientes que retornam das unidades de saúde por não conseguir atendimento. Relatos sobre a estrutura caótica estão aí nos jornais do final de semana (do A Tarde ao A Região). Crianças estão sendo liberadas dos hospitais para não correr risco maior de infecção…
A verdade é que nem a prefeitura nem o governo do estado assumiram que a condição é, de fato, assustadora.  A dengue está matando e há especialistas no tema pedindo a ajuda dos céus para que a doença pare de fazer mais vítimas fatais em Itabuna.
Não é de bom alvitre o desespero de autoridades. Melhor é não mascarar a realidade.

5 respostas

  1. A verdade é que nem o Gov. Estadual nem o município de Itabuna querem uma intervenção Federal na cidade. Foi uma interdição dessas que o Rio de Janeiro conseguiu se livrar da dengue. Vão aparecer vários aqui postando ser contra, mas nessa hora tem que largar questões de mérito de causa e providenciar logo o necessário pra salvar algumas vidas, estas que podem ser perdidas a cada momento de espera.
    Mr Anderson

  2. Dengue em Itabuna.
    Quetiono o fato de um médico ortopedista e nao um especialista está a frente da coordenação desta calamidade, o certo seria um médico sanitarista, que em tese é mais preparado e conhecedor dos problemas

  3. Concordo plenamente com mr. Anderson, numa hora dessa não há espaço para melindres e receio de perda de autonomia. A população espera uma ação mais eficaz. Se é necessária uma interveção Federal, que seja feita então, o que não pode continuar são os casos de morte por dengue. É doloroso e desumano de ver os hospitais lotados de pessoas a mercê da vaidade de autoridades. Se preciso que venha uma intervenção federal!!

  4. Há algum tempo eu já venho escrevendo a respeito de se pedir auxílio às forças armadas, como fizeram no Rio de Janeiro. Eles têm a maior boa vontade e são muito bem perparados para isso.
    Quem já trabalhou numa cidade de cerca de seis milhões de habitantes, com uma topografia totalmente acidentada, como o Rio, em plena epidemia, faria o trabalho com muita tranquilidade por aqui, …!!!
    O problema é que as decisões a serem tomadas são muito demoradas, …!!!
    Gente: É GUERRA! E o mosquito está ganhando, infelizmente, …!!!

  5. Esse secretário é um lunatico mesmo ou pensas que a população é besta ele deveria é ter vergonha na cara e deixar de mentir pois pelo que eu presensiei nas unadades de saúdes falta de tudo e não é possivél que quase 90 dias eles não resolveram esse problema e o povo pagando com vidas e o lunatico cara de pau mentido que as unidades de saúdes e os hospitais estão atentendo e até quando esse governo do povo Fernandoazevedo vai fazer o povo sofre tudo bem eu entendo as vezes o sofrimento traz prazer ao ser humano.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.