Tempo de leitura: < 1 minuto

Os Estados e Municípios mais pobres, especialmente estes, dependem substancialmente dos Fundos de Participação (FPE e FPM) em suas receitas. Os FPE e FPM são constituídos por 50% do imposto de renda e 50% do IPI.
A queda destes, que será crescente no correr do ano, castigará os EEs e MMs mais pobres. O Estado de SP adiantou hoje que em janeiro e fevereiro a receita dos principais tributos federais caiu 12,2% e projeta uma perda de 40 bilhões no ano. Isso significará uma perda global para EEs e MMs de pelo menos 10 bilhões de reais. Uma situação extremamente delicada. Informações do Ex-blog do Cesar Maia.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.