Tempo de leitura: < 1 minuto

A superintendente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para Bahia e Sergipe, Rose Pondé, marcou visitas a municípios sul-baianos para acompanhar a implementação do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e ainda inauguraria a Casa do Agricultor de Ibicaraí.
Marcou, e não veio. Mas a sua ausência tem uma explicação. Ela é mais uma entre as milhares de vítimas da dengue em todo o estado. E ficou em Salvador, por recomendação médica. Em seu lugar, enviou o assessor jurídico da Conab, Franklin Gomes.

3 respostas

  1. Agredeço a resposta!
    Agorea, falando em Salvador, pelo cargo que a referida Senhora ocupa, não deve morar em qualquer lugar na capital baiana, …!!!
    Prováveis bairros onde ela mora: Barra, Graça, Pituba (incluindo Itaigara e Iguatemi), Caminho das árvores, Imbuí, Costa Azul, Brotas, Vila Laura, Rio Vermelho (Chapada e Horto), Federação, Morro do gato, Corredor da Vitória, Campo Grande, Stiep, Vilas do Atlântico e por aí vai. Locais onde, eu creio, o mosquito não consegue atingir as pessoas, caso contrário o restante dos mortais que lá habitam já teriam todos sucumbido, …!!!
    Pelo menos o mosquito está se mostrando democrático, pois o que se espera é que moradores de locais tais como: Lobato, Valéria, Portão, Cajazeiras, Castelo Branco, São Cristóvão, Macaúbas, Baixa de Quintas, Ilha de São João, Periperi, Paripe, Massaranduba, Sussuarana, Mata escura, Engomadeira, dentre outros correlatos, as pessoas sejam atingidas, não os considerados “bairros nobres”, …!!!
    De qualquer forma, estou surpreso, …!!!

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.