Tempo de leitura: < 1 minuto

O Rio de Janeiro enfrentava a sua mais forte epidemia de dengue da história, em 2008. Foram mais de 150 mortes e boa parte se concentrava na região metropolitana. Os governos e o Exército foram acionados para garantir atenção médico-hospitalar aos pacientes e, também, agir no controle da epidemia.
O governo baiano foi solidário, à época, e decidiu enviar médicos pediatras para a atenção às vítimas. A decisão, lembra o secretário Jorge Solla (Saúde), foi duramente criticada por veículos de comunicação de Salvador e políticos (sempre eles!).
Menos de um ano depois, o governador Sérgio Cabral não mediu esforços e retribuiu a ação solidária do colega Jaques Wagner e do secretário Jorge Solla.
Segundo conta o assessor de comunicação da Sesab, Edson Miranda, Cabral liberou a aeronave do governo para que tanto o secretário Sérgio Côrtes quanto os técnicos chegassem o mais rápido ao sul da Bahia, onde prestam orientação técnica e assistência médica em Itabuna e Floresta Azul.
O episódio só ilustra que solidariedade faz muito mais do que bem.

2 respostas

  1. Blogueiro,Tome a iniciativa e lidere uma Campanha para responsabilizar os poderes Municipal, Estadual e Federal, pela inércia, morosidade e irresponsabilidade no combate a dengue e falta de estrutura na área de saúde. CHEGA DE POLITICAGEM COM O TEMA, qual seria a atitude se sua mulher, filhos, pai ou mãe tivesse tido denque, ou familiares de responsa’veis pelos poderes Municipal, Estadual ou Federal ?? Blogueiro aproveite a sua audiência e lidere a campanha de forma “apartidária”, fico no aguardo.

  2. Como disse o profeta:
    ” GENTILEZA GERA GENTILEZA ”
    Nosso orgulho e vaidade, nossos sentimentos mais mesquinhos,
    nossa dificuldade em condoer-se é que gera as críticas a solidariedade. Infelizmente , aprendemos (quando aprendemos)
    ao passar pela mesma experiência ou experiência semelhante.
    Louvável a atitude do Governador Sérgio Cabral bem como o foi a do Governador da Bahia à epoca da calamidade carioca.
    Justiça seja feita. Torçamos para bom êxito.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.