Tempo de leitura: < 1 minuto

TEMPORADA 2008/09 atraiu cerca de 120 mil turistas de cruzeiros a Ilhéus, segundo prefeitura (Foto: Clodoaldo Ribeiro).
TEMPORADA atraiu cerca de 120 mil turistas de cruzeiros, segundo prefeitura (Foto: Clodoaldo Ribeiro).

A prefeitura de Ilhéus estima que a movimentação de navios na temporada 2008/09 gerou incremento de R$ 150 milhões na economia local. Nas contas do município, 120 mil turistas visitaram a cidade na alta estação. A serem verdadeiros os números, cada turista que passou por Ilhéus a bordo de transatlântico teria deixado na cidade uma média de R$ 1.250,00. Um fenômeno em se tratando deste tipo de visitante que, em média, fica menos de 12 horas na cidade. Alguém errou na conta. Mas não se pode deixar de reconhecer que a cidade tornou-se roteiro de grandes transatlânticos.

12 respostas

  1. Pimenta:
    É aquele negócio de zero engole zero e aí terminaram colocando um zero a mais no cálculo da média.
    Além de ter algumas dificuldades para administrar a cidade, o pessoal de Newton tem também algumas dificuldades aritméticas.
    Com alguma boa vontade, vamos aceitar que R$ 125,00 por passageiro talvez seja um bom número.
    Agora o que eu gostaria mesmo é de saber como eles chegaram ao valor de R$ 150 milhões gastos na economia local pelos passageiros do navio. Será que dá para informar a metodologia utlizada?
    ATÔNITO, mas curioso para saber a metodologia

  2. É muito bom, não para o município de Ilhéus, mas para toda a região Sul da Bahia e também para o Estado que haja esse progresso turístico na cidade. Contudo, o progresso deve vir acompanhado de um planejamento que permita a reestruturação, a organização e a infra-estrutura necessários para que o turista sinta vontade de retornar. As comparações são inevitáveis. Por isso, muita gente se pergunta por que Ilhéus não deslancha em seu trade turístico tal qual o município de Porto Seguro. A cidade é bonita, a cidade é confortável, há todo um apoio da mídia nesse sentido (mídias nacionais e internacionais, inclusive)… O Poder Público tem o dever de incrementar a cidade. Realização de MAIS shows culturais, festas, incentivo à iniciativa privada, apoio aos cabaneiros com realização, inclusive de cursos de línguas estrangeiras e relações humanas para todos os profissionais que trabalham nas praias, reorganização do trânsito com um sistema de otimização que permita uma utilização maior da Avenida Soares Lopes e o desafogamento das ruas centrais, sinalização, uma maior adequação do embarque / desembarque de passageiros no porto, combater a monopolização empresarial (em Ilhéus empresários fazem acordos com as agências de turismo para que os turistas sejam direcionados para esta ou aquela empresa, esta ou aquela cabana, etc.), atração de mais empresas de aviação no aeroporto, reforma e ampliação do Terminal Rodoviário. Além disso, é bom que a cidade fique mais bonita para os turistas, mas também para o povo que vive nela. É preciso que se leve adiante a proposta de se construir o Terminal de Transbordo, Ilhéus precisa de mais hospitais e centros de saúde (principalmente nos distritos), combate à violência e à informalidade. Muitos dizem que falar é fácil, mas tudo que Ilhéus precisa é de alguém com pulso forte, vontade de fazer e coragem. Não precisa ser um salvador. Basta querer trabalhar. O povo e a sociedade organizada saberão reconhecer esse trabalho e, com certeza, irá contribuir para que tudo dê certo no final. Ilhéus agradece.

  3. Barca furada quem embarcar nessas contas erradas:
    1. Nem todos os passageiros descem, portanto não podem ser contabilizados;
    2. O gastos são bem inferiores, pois não se hospedam e muitos fazem refeições no navio;
    3. Muitos vão para Itacaré, e deixam os ‘milhões’ lá;
    4. Seria magnífico se a Prefeitura através da secretaria de turismo usasse estatísticas e dados como ferramenta de trabalho. Isso é básico.

  4. Quem vai gastar a bagatela de R$ 1.250,00 numa cidadezinha sem moral?!?!?!
    Obrigado Atônito! Tb queria saber quem foi o Oswald de Souza que elaborou essa ‘conta’!!!

  5. Fiz uma entrevista com o secretário de turismo Hermano Fahning
    e o mesmo me informou que cada turista deixa em média entre 150 e 200 reais na cidade.
    Acho que botaram “zeros” demais nessa informação cedida a vcs.
    Abração !!!

  6. Nada estranho que nas praias frequentadas pelos barões do café, como já divulgou a nossa Secretaria de Turismo, possamos ter turistas que gastam R$ 1.250,00 por dia.
    ATÔNITO, cada vez mais ATÔNITO

  7. Um versinho para o meu amigo VINNI:
    V ítima de uma inveja inglória,
    I nsiste em denegrir nossa cidade,
    N ega suas belezas e história.
    N ada do que diz refelte a verdade.
    I mpossível não rir de opinião tão relambória.
    ATÔNITO, agora em versos

  8. Esse Vinni deve ser mais um desses que tem inveja de Ilhéus. Uma cidade que tem as mais belas praias do Brasil, uma história mundialmente conhecida e pessoas acolhedoras, ñ pode ser taxada de cidadizinha sem moral, pois as pessoas que compõem a cidade, precisam ser respeitadas.
    MAIS UM DESPEITADO !!!

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.