Tempo de leitura: < 1 minuto

O secretário geral da Ceplac, Jay Wallace, abriu há poucos instantes, na sede regional do órgão, o evento que comemora o Dia Internacional do Cacau. Wallace confirmou os numeros da Cacau TH Consultoria, que revelam crescimento da produção de cacau nos últimos dez anos, de 84% no Pará e 15% no Espirito Santo. Enquanto isso, na Bahia, a lavoura estagnou entre 104 e 140 mil toneladas,um terço da fase pré-vassoura de bruxa.
Segundo o diretor-geral, a Ceplac dispõe de tecnologia para aumentar a
produtividade das atuais 15 arrobas por hectare para 50 arrobas por hectare. O que falta é dinheiro para retomar a produção. 
Wallace afirmou que, assim que os produtores renegociarem suas dividas através do FNE Verde, o sul da Bahia voltará a produzir cacau em níveis capazes de tornar desnecessária a importação do produto.
 
Mas isso é coisa para 8, 10 anos…

2 respostas

  1. Em cultivos perenes as coisas acontecem assim, ao longo de períodos longos, …!!!
    Resultados de pesquisa, então, …!!!

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.