Tempo de leitura: < 1 minuto

Pequenos agricultores querem o apoio da Ceplac
Pequenos agricultores querem o apoio da Ceplac (foto Luiz Alberto Alves - Ascom/Ceplac)

Pequenos produtores rurais da área que a Funai quer entregar para
os índios tupinambás em Ilhéus, Una e Buerarema aproveitam a
solenidade na Ceplac para cobrar das autoridades presentes uma posição contrária à demarcação.
Quatro faixas foram estendidas no auditório do Cepec, denunciando a apreensão das famílias, que temem um possível conflito na região apontada como terra indígena pela Funai.

3 respostas

  1. Muito feliz o Dep. geraldo Simões por entender que o relevante, neste momento, é esta brutal redução de nossas fronteiras agrícolas. Qualquer tema que queira ignorar, por exemplo, esta pretensão da Funai em estabelecer essa pretendida reserva “tupinambá”, cairá no vazio. É preciso agirmos coletivamente e solidários atuarmos contra este lobie poderoso que envolve interesses internacionais. Vejam que o próprio supremo é pressionado pela Funai sob alegação de que organizações internacionais estão cobrando agilidade nas demarcações. Está muito clara a ingerência estrangeira na nossa soberania. Imaginem o que não rola por trás das cortinas. Ilhéus está imprensada imobiliariamente. Norte e Sul paralizaram suas atividades imobiliárias enquanto aguardam decisões. A construção civil começará a sentir os reflexos e o comércio como um todo será impactado. Estamos potencializando as crises, uma dentro da outra e ampliando. É uma bola de neve. Lamentavelmente sabemos quando é que o brasileiro fecha a porta, não é? Abraços.

  2. Precisamos urgentemente acabar com essa anarquia de órgaos federais que estão desestimulando, desqualificando e destruindo Ilhéus.
    Todos que ouço falar a respeito desses assuntos, comentam que isso é uma aberração.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.