Tempo de leitura: < 1 minuto

A Justiça Federal em Jequié determinou a indisponibilidade dos bens do ex-prefeito de Itagi, Adenilson Rosa dos Santos. A liminar é resultado de uma ação por improbidade administrativa proposta pelo Ministério Público Federal em fevereiro.
Adenilson Rosa recebeu, em 1997, quase R$ 100 mil para aplicação em obras de recuperação de infra-estrutura urbana no município. O dinheiro deveria ser usado na reconstrução de redes de esgotos, galerias e reparos em pavimentação.
Leia mais

4 respostas

  1. A justiça deveria fazer o mesmo com o prefeito de Uruçuca, pois esse tem varios processos por improbilidade administrativa quando foi prefeito em 1996/2000.

  2. QUE A JUSTICA FEDERAL OLHE , TENHA AÇAO POR ITABUNA TAMBEM
    RESTAURANTE POPULAR FOI DEPREDATO EM MENOS DE UM ANO, DIZEM QUE A PREFEITURA AGORA JA REFORMOU POR COMPLETO. GOSTARIA DE SABER QUANTO SE GASTOU PARA CONTRUI-LO E AGORA QUANTO DE GASTOU PARA REFORMA-LO. QUE BRINCADEIRA COM VERBAS PUBLICAS ONDE ESTAO OS DEPUTADOS , VEREADORES , MINISTERIO PUBLICO. SERÁ QUE ITABUNA EXISTE?

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.