Tempo de leitura: < 1 minuto

O uso das chamadas “pulseiras do sexo” está proibido nas escolas da rede estadual de ensino da Bahia. A vedação foi determinada pela Superintendência de Acompanhamento e Avaliação Educacional, que teme a exposição das adolescentes.

As pulseiras coloridas indicam, a depender da cor, atos que vão de abraços a relações sexuais. Neste último caso, a pulseira indicativa é a de cor preta.

Há menos de quinze dias, uma estudante de Londrina-PR foi estuprada por quatro rapazes (três menores e um de 18 anos). O atrativo para o crime teria sido o uso das tais pulseiras do sexo.

No caso da rede estadual de ensino, estão valendo as seguintes regras: a aluna que for flagrada usando as pulseiras será convencida a entregá-las; caso ela se recuse, os pais serão informados e convidados a comparecer no dia seguinte ao estabelecimento de ensino.

Se ainda assim não houver jeito, a aluna terá o seu acesso à escola proibido.

11 respostas

  1. Já que os jovens, na sua maioria, só tem “titica de galinha” na cabeça, caberia aos pais orientarem, fiscalizarem, mas, …?!?!?!

    Imbecil – mesmo – é um pai ou uma mãe que permite que uma filha use isto, …!!!

    Não necessitaria nem as escolas proibirem esta idiotice, …!!!

    Tem gente que não tem a mínima capacidade de criar um filho, quanto mais o resto, …!!!

    É por isso que os políticos fazem o que fazem com o povo, que ainda os endeusa, …!!!

    Nunca vi tanta gente estúpida quanto atualmente, …, em pleno ano 2010, …., até parece que a sociedade está involuindo, ao invés de evoluir, …!!!

    Aff, …!!!

  2. Perfeito. Essa proibição deveria ser no Brasil inteiro. O mundo está caótico desse jeito justamente por causa dessa libertinagem. Ainda bem que a Bahia já deu o seu passo.

  3. Sábia decisão do Estado. Parece besteira mas não é, ainda mais que os nossos jovens adolescentes não são tão inocentes assim.è um código entre eles. É melhor prevenir do que remediar.

  4. Com tanta coisa mais importante para a Secretária de Educação fazer… proibir o uso de pulseiras é de uma babaquice sem tamanho!!!

  5. O que deveria ser feito é proibir as vendas dessas pulseiras… em Itabuna estão sendo vendidas ate por ambulantes na Av.Cinquetenario 12 pulseiras por apenas R$ 1,oo…. será que esses vendedores de “pulseiras do sexo” tem filhas e permitem que elas usem ???? e os prefeitos e vereadores ???? ….. do jeito que esta a violencia na cidade é melhor prevenir….

  6. Por mais sábia que pareça, a decisão do Estado não deve surtir o efeito esperado. Proibiram as “pulseiras do sexo” na escola? Não tem problema, os adolescentes arranjam outros locais (rua, festas em casa de amigos, etc.) para usá-las. O que ajuda a enfrentar efetivamente o problema é a velha e boa educação doméstica.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.