Tempo de leitura: < 1 minuto

Os servidores do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem) estão uma arara com o prefeito Capitão Azevedo (DEM). Apesar de termo de ajustamento de conduta (TAC) que obrigava o município a quitar parte dos salários até o quinto dia útil do mês, o salário ainda não pingou nas contas dos barnabés.

O governo promete pagar os 50% relativos a março na próxima quarta-feira, 14, e atribui o atraso ao bloqueio judicial de parte da receita do município.

4 respostas

  1. A SAÚDE DE ITABUNA SÓ TEM UMA SAÍDA: ARRANCAR DE VOLTA OS 9 MILHÕES QUE ZÉ HENRIQUE DESVIOU E REGULARIZAR ESSA SITUAÇÃO DEPRIMENTE QUE ESTÁ EM NOSSA CIDADE

  2. AZEVEDO, SEU GOVERNO ESTA CAMINHANDO A PASSOS LARGOS PARA O DESCREDITO,MAIS UMA VEZ OS FUNCIONARIOS DO HBLEM ESTAO SEM RECEBER OS SEUS SALARIOS,ATE QUANDO IRA CONTINUAR ESSA FALTA DE RESPEITO,VOCES ESTAO BRINCANDO DE ADMINISTRAR.SO A ESTADUALIZAÇAO SALVA O HOSPITAL DE BASE.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.