Tempo de leitura: < 1 minuto

A oferta do PMDB que convenceu o senador César Borges foi construir um chapão, formado por PTB, PR e PSC. Sem dúvida uma boa para republicanos que irão disputar eleições para a Câmara e a Assembleia Legislativa. Neste último caso, entre outros, Elmar Nascimento e Sandro Régis.

Calcula-se que o PR acrescente pouco na formação do quociente eleitoral (seria mais receptor do que doador). E isso significa que os outros partidos do chapão podem ir para o sacrifício.

No PSC, por exemplo, a deputada estadual Ângela Sousa será uma das grandes prejudicadas.

4 respostas

  1. A chapa majoritária da coligação petista ao governo do Estado, e a coligação para eleger Dilma presidente, pode ganhar na Bahia, o mais contundente e em tempo algum igualável, o discurso de Waldir Pires.

  2. Adorei Weyll pela vossa lembrança ao Ex-Governador Waldir Pires, aproveito a oportunidade para deixar aqui registrado uma pergunta ao Sr. Waldir Pires. Qual o motivo fez ele deixar o governo da Bahia para ser vice numa chapa derrotada do saudoso Ulisses guimarães! Me poupe meu caro Weyll, mais Waldir pires deveria comprar uma nova pijama e da uma explicação ao povo baiano!

  3. Coitada de dona Ângela. Se antes ela precisava de 50.000 votos para se eleger, agora com a coligação com o PR a linha de corte vai para quase 60.000. Creio que ela desistirá. Vale uma aposta?

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.