Tempo de leitura: < 1 minuto

Alguns dos maiores focos de dengue em Itabuna são encontrados em terrenos baldios e construções, onde a fiscalização do serviço de controle de endemias é bastante fraca. O PIMENTA já denunciou uma obra no centro da cidade, na qual a laje era um criatório de Aedes aegypti. O mesmo ocorre em toda a cidade, onde falta consciência e o cuidado para evitar a formação de focos do mosquito é praticamente nenhum.

Na foto, registrada pelo blog no bairro Castália, percebem-se dois pontos onde colunas foram batidas. Com a chuva, pequenas “piscinas” se formaram e a água está acumulada há dias, oferecendo um lugar ideal para o inseto transmissor da dengue se proliferar.

É incrível, mas alguns já esqueceram o terrível verão de 2009, quando nove pessoas (a maioria crianças) morreram nesta cidade em consequência da dengue.

0 resposta

  1. Isso tem mostrado quanto nós não estamos preocupados nem com nossas vidas. Pessoas que não se importa com nada, não procura ajudar seja lá de forma educativa. Aí, depois saem falando que tudo é culpa do poder público que não fiscaliza. Não tem governo que cuide bem desta cidade, onde muitos da população não quer ser solidário em busca do bom desenvolvimento do progresso da nossa comunidade.

  2. O controle de endemias a dengue não é fraca,mas sim,como já foi comentado na reportagem de cima a falta de uma boa puniçaõ enfraquece o duro trabalho de um agente de endemias.Pós ele passa na minha casa,informa onde está o criadouro,elimina na naquele momento que está em minha casa,mas se depois há ida dele,eu como morador da localidade não cuido,deixo lá o mesmo criadouro,será que o gente não está fazendo o seu trabalho direito ou sou EU menbro da casa que devo continuar o trabalho de não deixar vez para o mosquito procriar????CadÊ aquela multa que o governo ficou de aplicar mas nada foi para frente??!! Porque será??Por que na casa das autoriades também tem foco??Então seria vergonhoso ver autoridades pagar multas por encontrar foco em suas casas?????????

  3. A questão é muito mais seria do que possa se imagina a cultura do povo mudou e mudou para pior 99% ficam nos esperando a visita e não fazem o trabalho de prevemçâo dentro de suas residencias achando que o governador,prefeito,senador,deputado e vereador vão lá fazer o trabalho por eles acordem povo priguiçoso e vamos a luta

  4. Com certeza se o poder público tomasse atitude através de punição severa muita gente seria contra esse tipo de comportamento. Ia até dizer que isso era arbitrariedade. Porém, nós somos os primeiros culpados por falta de bons exemplos. Não temos cuidados de evitar jogar materiais nas ruas que venha causar acúmulo de água em local onde aconteça a procriação dos mosquitos. Lembro-me que, ano passado a prefeitura municipal promoveu mutirões a fim de evitar a proliferação dos mosquitos. Será que nós fomos solidários no sentido de participarmos daqueles mutirões? Antes de pensar ou falar que poder público esteja errado, primeiro, vamos ajudar a nossa cidade, começando a tirar e evitar aqueles copinhos descartáveis jogado no fundo do quintal.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.