Tempo de leitura: 2 minutos

Um dos maiores jornalistas brasileiros|| Foto Zanone Fraissat/Folhapress

Faleceu às 7h15min desta terça-feira (22), no Hospital Albert Einstein, no Morumbi, Zona Sul de São Paulo, o jornalista, professor universitário, fundador do Observatório da Imprensa, biógrafo e escritor Alberto Dines. O hospital não informou as causas da morte de Dines, que passou por vários veículos de comunicação no Brasil e é um dos escritores mais debatidos no meio acadêmico no País.
Alberto Dines nasceu no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, em 19 de fevereiro de 1932, filho de Israel Dines e de Raquel Di­nes, ambos de origem judaica. Fez os cursos primário e ginasial em colégios israelitas do Rio. Ele iniciou a carreira em 1952 como crítico de cinema da revista A Cena Muda. 
Em 1953 foi trabalhar como repórter na recém-fundada revista Visão, cobrindo assuntos ligados à vida artística, ao teatro e ao cinema. Passou a fazer reportagens políticas, cobrindo as campanhas de Jânio Quadros para a prefeitura de São Paulo em 1953 e, um ano mais tarde, para o governo do Estado.  
Ingressou em janeiro de 1962 no Jornal Brasil como edi­tor-chefe, aos 30 anos e dez de profissão. Segundo o diretor Manual Francisco do Nascimento Brito, com a entrada de Dines, a reformulação do jornal foi afinal consolidada, pois ele sistematizou as modificações que levaram o JB a ocupar outra posição na imprensa brasileira.
Em abril de 1996, lançou, quando a Internet ainda era novidade no Brasil, a versão eletrônica do Observatório da Imprensa, jornal de crítica e debate sobre o jornalismo contemporâneo, que passou a ter uma edição na TV Educativa do Rio de Janeiro em maio de 1998, e meses depois passou também a integrar ao vivo a programação da Rádio e Televisão Cultura de São Paulo.Com informações do JB.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.