Tempo de leitura: 2 minutos

Servidores fizeram manifestação na pátio da prefeitura na manhã desta quarta-feira

Os servidores municipais não aceitaram a proposta de reajuste salarial de 2,8% apresentada, nesta quarta-feira (6), pelo secretário da Fazenda e Planejamento de Itabuna, Moacir Dantas Messias, e decidiram manter a série de paralisações e manifestações. Depois do encontro de hoje, Messias ficou de fazer um levantamento da situação financeira para apresentar uma proposta na sexta-feira (8).
Os servidores reivindicam reajuste salarial de 12% e aumento de 100% no valor do tíquete alimentação. São dois valores para ajudar nas refeições dos servidores, um de R$ 150 para quem receber até R$ 1.600 mensais e R$ 70 para aqueles com salários maiores. Os funcionários cobram ainda a regularização dos créditos do vale-transporte para quem mora em municípios vizinhos a Itabuna.
Servidores estão na Câmara de Vereadores nesta tarde

De acordo com o Sindicato dos Servidores Municipais de Itabuna (Sindserv), o secretário da fazenda ofereceu apenas 2,8% no valor do tíquete alimentação. O sindicato informou que os percentuais apresentados para o salário e tíquete estão muito longe de atender as reivindicações dos trabalhadores. Neste momento, os servidores estão na Câmara de Vereadores de Itabuna.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.