Éden afirma que PP baiano seguirá caminho da sigla no cenário nacional, ao lado de Bolsonaro
Tempo de leitura: < 1 minuto

O presidente estadual do PT, Éden Valadares, reagiu à saída do Progressistas da base governista com um petardo. Segundo afirmou na manhã desta terça-feira (15), o partido do vice-governador João Leão vai caminhar com as hostes bolsonaristas, como já o faz em outros estados.

“Após 14 anos de apoio, o PP abandona o projeto de Lula e Rui na Bahia. O que aconteceu? Prevaleceu a opinião do PP bolsonarista? Foram convencidos por Ciro Nogueira e Arthur Lira? O fato é que deixam de trilhar o caminho de Lula para marchar ao lado de Bolsonaro e aliados na Bahia”, disse Éden.

Apesar do torpedo, o dirigente petista afirmou que a disputa eleitoral se dará no campo das ideias, sem ofensas. Segundo ele, a chapa governista, agora liderada pelo secretário de Educação Jerônimo Rodrigues (PT), pré-candidato a governador, vencerá o pleito deste ano.

“PT e PP tomam estradas diferentes. Voltamos a ser adversários e não inimigos; com disputa de argumentos, sem xingamentos. Foi assim em 2006 e vencemos. Com humildade e confiança na liderança de Lula, Rui e Wagner, afirmo: venceremos novamente em 2022 com Jerônimo governador”, concluiu.

Uma resposta

  1. meu caro Eden, o PP, perdeu o prestigio com o PT, e assim tomaram a decisão que cabia, uma vez acertado para João assumir o governo era necessário cumprir o acordo, e colocar RUI, o governador mais trabalhador da Bahia, o Senado, com eleição certa, preferiram uma decisão de um, que deveria pensar na Bahia, seu OTTO, ser candidato a governador e deixar a vaga para Rui, acredito que no momento o PT, perdeu a chance concreta de ganhar mais uma eleição, infelizmente com um desconhecido candidato terá mais dificuldade para ganhar a eleição.E é balela, essa questão de que o PP deixou o governo para votar em BOLSONARO.Diga não precisamos mais do PP, e mais correto.Hoje não se ganha eleição sem apoio, sem ALIANÇA, infelizmente deixou de prestegiar o governador mais bem avaliado do pais para o SENADO.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.