Tempo de leitura: < 1 minuto

Quis o destino que o agropecuarista e político Fernando Gomes, cinco vezes prefeito de Itabuna, morresse a quatro dias do aniversário de 112 anos da emancipação política do município. O governador Rui Costa (PT), que já havia lamentado o falecimento do ex-prefeito, falou do significado de Fernando para a história grapiúna.

– Com absoluta certeza, já tem seu nome marcado na história de Itabuna. Como toda pessoa de personalidade forte e muito autêntica, teve um número de seguidores enorme e, evidente, outros que, ao longo da sua vida política, o contestaram. Agora, à unanimidade, o reconhecimento de que ele deixa uma marca importante na história política de Itabuna – declarou Rui, nesta segunda-feira (25), em Riachão das Neves, onde cumpre agenda de trabalho.

Rui afirmou que teve o prazer do convívio com Fernando Gomes e com a família do ex-prefeito, hospedando-se na residência dele nas visitas a Itabuna, durante o último mandato de Fernando (2017-2020).

Aos familiares do ex-prefeito, o governador desejou confiança em Deus como forma de conforto. “Só a fé em Deus ajuda a confortar, e é isso que eu desejo nesse momento”.

Desde o início da tarde de hoje (25), o corpo de Fernando Gomes é velado no Teatro Candinha Doria. O enterro será amanhã (26), às 14h, no Cemitério Campo Santo, em Itabuna. Rui Costa cancelou visita que faria amanhã a Camaçari e estará presente no sepultamento.

Confira declaração do governador.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.