Jerônimo sugere que Neto teme perguntas sobre gestão em Salvador
Tempo de leitura: 2 minutos

O candidato a governador da Bahia pelo PT, Jerônimo Rodrigues, criticou a decisão do seu principal adversário no pleito, ACM Neto, de não ir ao primeiro debate dos candidatos ao governo estadual.

O xadrez verbal dos postulantes ao Palácio de Ondina será no próximo domingo (7), às 21h, na TV Band Bahia, com transmissão simultânea na Rádio Band News FM. A pré-campanha de Neto anunciou a desistência nesta segunda-feira (1º), informando que o pré-candidato do União Brasil já havia assumido compromissos para a mesma data e percorrerá mais de 150 cidades nos próximos dois meses.

O argumento do adversário não convenceu Jerônimo. “Para ser governador da Bahia, é preciso coragem”, iniciou petista.

“Talvez o ex-prefeito não consiga explicar, no debate da TV, onde aplicou os mais de meio bilhão [de reais] arrecadados com o IPTU, principalmente agora que estamos mostrando que as grandes obras em Salvador foram feitas com recursos do Estado. Quem transformou Salvador foi o governo do Estado”, emendou o ex-secretário de Educação da Bahia, que participará do debate.

“DEUS LIVRE O POVO DA BAHIA”, IROZINA PETISTA

Jerônimo Rodrigues sugeriu que o adversário pode estar com medo de ser questionado sobre a sua capacidade de gestão, que, segundo o petista, existiria apenas como peça de propaganda.

– Basta conversar com qualquer cidadão que depende do sistema de transporte na quarta maior capital do Brasil, considerado um dos piores sistemas do país. Além de pagar caro pelo serviço, a população sofre até hoje com as superlotações, andam em ônibus desconfortáveis, sujos e sem as manutenções adequadas para uma maior segurança – disparou.

O candidato do PT também ironizou o mote segundo o qual ACM Neto fará pela Bahia o que fez por Salvador. “Deus livre o povo da Bahia do aumento abusivo de impostos e de sequer ofertar preventivo às mulheres nos postos de saúde”, disse Jerônimo.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.