Prazo para regularizar título vai até 6 de maio
Tempo de leitura: < 1 minuto

Itabuna e Ilhéus estão entre as 13 cidades baianas habilitadas para voto em trânsito. A lista com os locais de votação disponíveis na capital e no interior já pode ser consultada no site do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA). Os eleitores que estiverem fora de seus domicílios têm até o próximo dia 18 para solicitação do voto em trânsito.

Para se habilitar, o eleitor precisa comparecer a qualquer cartório eleitoral e informar o local em que pretende votar. O pedido pode ser feito para o primeiro turno (2/10), para o segundo turno (30/10) ou para os dois casos. A opção pode ser escolhida, presencialmente, pelo eleitor em situação regular.

O TRE-BA disponibilizará 89 locais de votação em Salvador. Já no interior, 233 locais de votação funcionarão em 12 cidades. Além de Itabuna e Ilhéus, os municípios habilitados para o voto em trânsito são Jequié, Vitória da Conquista, Juazeiro, Barreiras, Porto Seguro, Feira de Santana, Alagoinhas, Camaçari, Lauro de Freitas e Teixeira de Freitas. Acesse aqui para acessar o site do Tribunal Regional Eleitoral.

Marlon Brandão da Silveira Pinto e Taciele Silva estão desaparecidos|| Foto divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar o desaparecimento de um casal, na semana passada, em Ilhéus, no sul da Bahia. Marlon Brandão da Silveira Pinto e Taciele Silva Damasceno foram vistos pela última vez na quinta-feira (28), em Olivença. Os dois sumidos têm 32 anos de idade e teriam morado em Itabuna antes da mudança para Ilhéus.

Marlon Brandão e Taciele Silva estavam em uma casa em Olivença quando pediram que os filhos de 14 e 8 anos ficassem com uma vizinha que precisavam sair, mas retornariam logo. O casal não deu explicações porque não poderia levar as duas crianças. Depois disso, dois jovens não foram mais vistos.

De acordo com os familiares, Marlon Brandão e Taciele Silva saíram de casa em um carro Onix Chevrolet branco, de quatro portas.

Os parentes tentaram contato, mas os celulares de Marlon Brandão e Taciele Silva estão desligados. Quem tiver informações sobre o paradeiro do casal pode ligar para os telefones da Polícia Militar (190). Podem ainda entrar em contato pelos números (73) 98131 3695 e (73) 99979 2436. Atualizado às 23h43min.

Jerônimo sugere que Neto teme perguntas sobre gestão em Salvador
Tempo de leitura: 2 minutos

O candidato a governador da Bahia pelo PT, Jerônimo Rodrigues, criticou a decisão do seu principal adversário no pleito, ACM Neto, de não ir ao primeiro debate dos candidatos ao governo estadual.

O xadrez verbal dos postulantes ao Palácio de Ondina será no próximo domingo (7), às 21h, na TV Band Bahia, com transmissão simultânea na Rádio Band News FM. A pré-campanha de Neto anunciou a desistência nesta segunda-feira (1º), informando que o pré-candidato do União Brasil já havia assumido compromissos para a mesma data e percorrerá mais de 150 cidades nos próximos dois meses.

O argumento do adversário não convenceu Jerônimo. “Para ser governador da Bahia, é preciso coragem”, iniciou petista.

“Talvez o ex-prefeito não consiga explicar, no debate da TV, onde aplicou os mais de meio bilhão [de reais] arrecadados com o IPTU, principalmente agora que estamos mostrando que as grandes obras em Salvador foram feitas com recursos do Estado. Quem transformou Salvador foi o governo do Estado”, emendou o ex-secretário de Educação da Bahia, que participará do debate.

“DEUS LIVRE O POVO DA BAHIA”, IROZINA PETISTA

Jerônimo Rodrigues sugeriu que o adversário pode estar com medo de ser questionado sobre a sua capacidade de gestão, que, segundo o petista, existiria apenas como peça de propaganda.

– Basta conversar com qualquer cidadão que depende do sistema de transporte na quarta maior capital do Brasil, considerado um dos piores sistemas do país. Além de pagar caro pelo serviço, a população sofre até hoje com as superlotações, andam em ônibus desconfortáveis, sujos e sem as manutenções adequadas para uma maior segurança – disparou.

O candidato do PT também ironizou o mote segundo o qual ACM Neto fará pela Bahia o que fez por Salvador. “Deus livre o povo da Bahia do aumento abusivo de impostos e de sequer ofertar preventivo às mulheres nos postos de saúde”, disse Jerônimo.

Apreensões foram feitas no último fim de semana
Tempo de leitura: 1 minuto

A Prefeitura de Itabuna divulgou balanço da Operação Sossego no último fim de semana, quando foram apreendidos cinco paredões e outros aparelhos de som em espaços públicos e privados, inclusive residências.

O trabalho foi coordenado pela Secretaria de Segurança e Ordem Pública (Sesop) e envolveu a Guarda Civil Municipal, o Grupamento de Proteção Ambiental (Gopa) e servidores das secretarias de Transporte e Trânsito (Settran); de Indústria, Comércio, Emprego e Renda (Sicer); e de Agricultura e Meio Ambiente. A Operação Sossego também mobilizou equipes da Polícia Militar e da Polícia Civil.

APREENSÕES TÊM AMPARO LEGAL, SEGUNDO PREFEITURA

De acordo com a Prefeitura de Itabuna, antes das apreensões, a Operação Sossego fez abordagens educativas e preventivas, e as medidas drásticas foram tomadas apenas nos casos reincidentes de abuso e perturbação do sossego alheio, que darão base a processos administrativos na Sesop e, eventualmente, na esfera criminal.

A Operação Sossego, segundo a Prefeitura, tem amparo no Decreto Municipal nº 14.480/2022, no Código de Postura do Município (Lei nº 1.331/1985 e no Código Ambiental de Itabuna (Lei nº2.195/2011).

Força-tarefa é amparada pela legislação, segundo Prefeitura

A força-tarefa também cumpre obrigação assumida pelo município junto ao Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA), por meio de Termo de Ajuste de Conduta (TAC), no curso de uma Ação Civil Pública. O instrumento conciliatório também obrigou o município a criar, organizar, manter e adotar procedimentos de emissão e utilização de Alvará de Sonoridade.

Walmir Rosário aponta necessidade de conservação do acervo do Jornal Agora
Tempo de leitura: 3 minutos

O que vivenciei faço questão de repassar, para que não caia no esquecimento por não ter registro digital, já que no papel está suscetível a todos os tipos de intempéries, ataques de traças e de humanos. E o arquivo do jornal Agora corre esse sério risco.

Walmir Rosário

A criação da redes sociais foi um passo definitivo para democratizar a informação e disso ninguém mais duvida. O problema da comunicação não está na história presente nem na do futuro, que será bem mais moderna do que se imagina. Nosso calcanhar de Aquiles está na comunicação do passado, na qual se gastou muito papel, tinta, fitas magnéticas de áudio e vídeo e outros meios de gravação que vão se perdendo no tempo.

Em Itabuna, Ilhéus e região não é diferente e muitas dessas memórias foram parar na lata do lixo, após ter servido para embrulhar peixes e outras mercadorias nas feiras livres, sem que nos déssemos conta que jogávamos – e ainda jogamos – fora a nossa história. Os livros – por si sós –, podem ser parâmetros de um tempo, mas não mostrarão os acontecimentos diários de uma sociedade.

É de conhecimento público e notório minha preocupação com o passado. O que vivenciei faço questão de repassar, para que não caia no esquecimento por não ter registro digital, já que no papel está suscetível a todos os tipos de intempéries, ataques de traças e de humanos. E o arquivo do jornal Agora corre esse sério risco, conforme nos lembrou o escritor Clóvis Silveira Góis Júnior, no artigo “O acervo do jornal Agora”.

É muito comum ouvirmos e falarmos que somos um povo sem história, embora pouco façamos para reverter esse pecado comportamental. Merece registro e louvor o jornalista Ramiro Aquino ao publicar “De Tabocas a Itabuna: 100 anos de imprensa”, trabalho de pesquisa responsável pelo resgate da comunicação desde os seus primórdios. Hoje merecem destaques as publicações “História de Itabuna” e História Grapiúna”, digitais, dentre outras.

Uma das preocupações de José Adervan – que fundou em 1981 o Agora com Ramiro Aquino – era a recheada edição anual do Agora a cada 28 de julho, data da emancipação político-administrativa de Itabuna. Um planejamento minucioso envolvendo jornalistas, historiadores e memorialistas nas pesquisas e grandes reportagens, esperadas ansiosamente pelos estudantes e a população como um todo.

Nos orgulhávamos das edições com cerca de uma centena de páginas apresentadas aos leitores, contendo reportagens e opiniões sobre Itabuna – desde que era Tabocas –, abordando os aspectos econômicos, políticos, históricos, sociológicos, geográficos, esportivos, antropológicos e religiosos. A cada edição, novas descobertas eram apresentadas aos ávidos leitores itabunenses.

E o leitor me pergunta: por que, então, as próprias empresas não dispõem esses arquivos nos modernos meios de comunicação digitais hoje existentes? Simples: muitas das empresas de comunicação, a exemplo do jornal Agora, não mais existem, e as que ainda sobrevivem não têm condições de tocar um projeto dessa envergadura por falta de recursos financeiros.

Os grandes conglomerados de comunicação até que disponibilizam esse serviço em troca de pagamento por assinatura, serviço que se torna inviável para pequenas empresas. Mas, a realidade é que muitas delas já não existem e apenas conservam o arquivo em papel, no caso dos jornais. Por se tratar de um serviço de interesse da comunidade, esse múnus deveria ser transferido a um ente público.

Geralmente, as prefeituras de maior porte contam com centros de documentação (cedocs), que poderiam assumir acervos menores. Mas esses centros não contam com orçamento disponível para tanto, ou vontade dos governantes. Em nossa região a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) tem prestado relevantes serviços nesta área e acredito que teria condições de assumir esse ônus.

Aqui já instalada temos, ainda, a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), que poderia se envolver com esses relevantes projetos que beneficiariam substancialmente a educação e o conhecimento regionais. Está na hora dos responsáveis por esses acervos iniciarem uma conversação para a manutenção do acervo original, a digitalização e publicação na rede mundial de computadores.

Para encerrar, comento aqui uma indispensável indiscrição: os jornais sempre abriram seus arquivos para a pesquisa, embora não tivessem pessoal disponível para acompanhar esse trabalho. Muitas vezes, alguns desses “pesquisadores” simplesmente – e sorrateiramente – rasgavam a página do caderno, levando-a, para prejuízo da empresa e de futuras pesquisas. Trocando em miúdos: cuspiu no prato em que comeu.

O acervo do jornal Agora é a cereja do bolo da comunicação do Sul, Extremo-sul e até do Recôncavo baiano. O pensamento e o labor do saudoso José Adervan, que foi professor de economia da Fespi (antecessora da Uesc), não podem nem devem ficar relegados ao esquecimento. Hoje esse acervo representa a base para para o presente e a construção do futuro e disto ninguém discorda.

Como participei da equipe do Agora, tenho consciência de que não estou chovendo no molhado!

Walmir Rosário é jornalista, radialista e advogado.

Confira vagas, edital, período de inscrições, salários e locais de prova
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) publicou edital de concurso público para contratar 930 profissionais de níveis médio, técnico e superior. Itabuna e Ilhéus, maiores cidades do sul da Bahia, integram a lista de 167 municípios com vagas abertas pelo certame.

Ilhéus tem vagas para agente administrativo; operador de processos de água e esgoto; técnico em eletromecânica; técnico em eletrotécnica, técnico em edificações/em saneamento; e engenheiro elétrico.

Já em Itabuna, as oportunidades são para agente administrativo; agente operacional; técnico em edificações/em saneamento; e técnico em segurança do trabalho. A relação completa das vagas está no anexo 1 do edital.

Os salários iniciais variam de R$ 1.423,71 a R$ 8.390,89, a depender do nível do cargo. As jornadas semanais são de 30h ou 40h, também conforme a profissão.

O concurso reserva vagas para pessoas com deficiência e negros.

INSCRIÇÕES, TAXA E ISENÇÃO

O período de inscrições começou nesta segunda-feira (1º) e seguirá até 30 de agosto, no site do Instituto AOCP, responsável pelo concurso público. A taxa de inscrição para os cargos de nível médio é de R$ 65,00 e de R$ 80,00 para os técnicos. Já a de nível superior é de R$ 110,00.

Candidatos(as) inscritos(as) no CadÚnico podem solicitar isenção da taxa de inscrição, de hoje (1º) até as 14h da próxima sexta-feira (5), no portal do AOCP.

PROVAS

As provas do certame estão marcadas para 23 de outubro, um domingo, nas cidades de Salvador, Barreiras, Feira de Santana, Ilhéus, Vitória da Conquista e Paulo Afonso, nos turnos matutino e vespertino.

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Rede UniFTC prorrogou a Campanha para os futuros universitários, que agora têm até o dia 15 de agosto para movimentar o futuro ao ingressar com descontos especiais em qualquer unidade de ensino do Grupo Educacional. Por meio da Bolsa Comercial, o aluno garante R$ 49,90 nos dois primeiros meses e até 70% de desconto no valor da mensalidade.

Após os dois primeiros meses da graduação, as demais mensalidades contam com a Bolsa Comercial – uma unificação dos descontos do Vestibular, ENEM, Reingresso, Segunda Graduação e Reabertura e valem para todo período do curso.

Em casos de transferência externa, se o pagamento for até o vencimento do boleto, o aluno terá 70% de desconto. Além disso, para as outras formas de ingresso, quem pagar até a data de vencimento terá mais 10% de desconto no valor da mensalidade.

Fabrício Pancadinha e Jailson Nascimento no páreo
Tempo de leitura: < 1 minuto

O vereador de Itabuna, Fabrício Pancadinha, e o ex-presidente da Câmara de Vereadores de Ilhéus Jailson Nascimento tiveram seus nomes confirmados como candidatos a deputado estadual pelo Solidariedade, na convenção estadual do partido, em Salvador.

Seguindo a posição oficial do partido na disputa pelo Governo da Bahia, Pancadinha e Jailson apoiam o pré-candidato a governador pelo União Brasil, ACM Neto.

Nascido em São Paulo e radicado em Itabuna, Fabrício Dias Nunes da Silva tem 33 anos e exerce o primeiro mandato parlamentar. Músico, foi o candidato a vereador mais votado do município em 2020, quando saiu das urnas com 1.574 votos. Na Câmara, adotou postura crítica ao Governo Augusto Castro.

Vereador por quatro vezes, Jailson Nascimento é liderança sindical dos taxistas de Ilhéus. Além de presidir a Câmara Municipal, colaborou para que o filho, Fabrício Nascimento, fosse eleito e reeleito ao Legislativo ilheeense. Nas eleições de 2020, ainda no PSB, Jailson fez parte da coalização que ajudou a reeleger o prefeito Mário Alexandre (PSD), tendo o ex-deputado federal Bebeto Galvão (PSB) na vice.

Neste ano, Jailson rompeu com Marão e Bebeto e deixou o PSB. Ao PIMENTA, em entrevista recente, explicou por que decidiu ser candidato a deputado estadual (leia aqui).

ACM Neto fora do debate na Band
Tempo de leitura: < 1 minuto

O pré-candidato ao Governo da Bahia pelo União Brasil, ACM Neto, desistiu de comparecer ao primeiro debate da eleição estadual de 2022, marcado para domingo (7), na TV Bandeirantes. Ele anunciou a decisão por meio da assessoria, em nota à imprensa.

Na mesma Bandeirantes, em março passado, ACM Neto disse que participaria do debate na emissora. “Aproveitar para confirmar, 7 de agosto, vamos estar aqui nos estúdios da Band, fazendo o primeiro debate para o governo do estado”, declarou à época.

Hoje (1º), em nota, a assessoria atribuiu a ausência do ex-prefeito de Salvador no debate a compromissos da agenda de campanha, assumidos anteriormente. Conforme o texto, o pré-candidato do União Brasil vai visitar 150 municípios baianos nos próximos dois meses.

Vista aérea da zona sul e da região central de Ilhéus || Foto José Nazal
Tempo de leitura: < 1 minuto

Os recenseadores iniciaram, nesta segunda-feira (1º), em todo o território brasileiro, a coleta de dados para o Censo Demográfico 2022. De acordo com a Prefeitura de Ilhéus, até novembro, os 147 profissionais a serviço do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no município vão visitar cerca de 90 mil domicílios

Os recenseadores e supervisores trabalham uniformizados, com boné, colete e crachá; e todos podem ter a identidade verificada no site da instituição. “Divulgue o Censo, receba o IBGE e fique tranquilo!”, exortar a nota divulgada pela gestão municipal.

A Prefeitura de Ilhéus informa que auxilia o trabalho do IBGE com a instalação dos postos de coleta e com o deslocamento das equipes nas áreas rurais.

O ex-vice-prefeito José Nazal (REDE), em artigo recente, apontou os desafios do Censo 2022 em Ilhéus e a oportunidade para que o IBGE, com o apoio da Prefeitura, repare erro histórico do recenseamento no município, que foi superestimado no início dos anos 1990, o que gerou distorções nos levantamentos seguintes (clique aqui para ler e entender).

SETORES CENSITÁRIOS

Também é de Nazal a tabulação dos dados do mapa abaixo, que mostra a distribuição dos 414 setores censitários pelos 11 distritos do território ilheense, inclusive a sede, que concentra 298 setores.

Distribuição dos setores censitários pelos distritos de Ilhéus

Zé Alberto, de amarelo, em convenção de PSB e aliados em Salvador, no sábado (30)
Tempo de leitura: < 1 minuto

Com forte ligação com o movimento católico no sul da Bahia, o advogado e ex-secretário de Gestão e Inovação de Itabuna Zé Alberto teve a sua candidatura a deputado estadual homologada em convenção do PSB, no último sábado (30), no Parque de Exposições de Salvador.

“Vamos intensificar nossas andanças do baixo sul ao extremo-sul, focando o sul da Bahia, para levar nossa mensagem e o compromisso de representar essas regiões do Estado. Comprometido com o povo que mais precisa e colaborar de forma efetiva na Assembleia Legislativa com o desenvolvimento das cidades que englobam essas regiões”, disse Zé Alberto.

A candidatura de Zé Alberto conta com o apoio de diversas lideranças políticas, entre elas o prefeito de Itabuna, Augusto Castro (PSD). Para o gestor grapiúna, Zé Alberto “terá uma expressiva votação na cidade”.

Vagas de emprego em Itabuna e em Jequié nesta segunda (1º)
Tempo de leitura: 4 minutos

O primeiro dia de agosto começa com oferta superior a 160 vagas de emprego e de estágio em dois dos maiores municípios do sul e do sudoeste da Bahia. São 157 oportunidades em Itabuna e outras 10 em Jequié, todas com intermediação do SineBahia nesta segunda-feira (1º).

Os interessados devem procurar a unidade do serviço estadual de intermediação para o mercado de trabalho em um destes municípios. O atendimento vai até as 15h30min desta segunda. Os documentos exigidos são as carteiras de Identidade (RG) e de Trabalho, CPF e comprovantes de endereço, escolaridade e vacinação, dentre outros. Clique em Leia Mais e confira todas as vagas.

Leia Mais