Tempo de leitura: < 1 minuto

Depois de uma reunião, ontem, entre o prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo, e o presidente da Embasa, Abelardo Oliveira, ficou definida a comissão que vai avaliar os ativos da empresa estadual a serem indenizados pela Emasa (Empresa Municipal de Água e Saneamento).

A comissão paritária, formada por representantes da Embasa e da Emasa (dois de cada), terá sua primeira reunião na próxima terça-feira (21), às 8 horas, na sede da Emasa. O contrato de comodato se encerra no dia 15 de agosto.

Para ficar com a estrutura emprestada, a Emasa terá que desembolsar aproximadamente R$ 20 milhões, segundo cálculos prelminares que serão conferidos pela comissão mista.  O pagamento deverá ocorrer em quatro parcelas anuais.

Tempo de leitura: < 1 minuto
Aécio Neves e José Serra foram taxados de pés-frios no Mineirão, em jogo que o favorito Cruzeiro tomou virote do Estudientes (2x1), na noite de quarta-feira. A dupla, que esteve acompanhada do técnico da seleção, Dunga, tratou de sair à pressas do estádio após o fim do jogo.
Os governadores Aécio Neves (MG) e José Serra (SP), ambos pré-candidatos do PSDB à presidência em 2010, foram taxados de pés-frios no Mineirão, no jogo em que o favorito Cruzeiro tomou virote do Estudiantes (2x1), na noite de quarta-feira. A dupla, que esteve acompanhada do técnico da seleção, Dunga, tratou de sair às pressas do estádio após o fim do jogo.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Em Brasília, onde participou da Marcha dos Prefeitos, o presidente da Amurc, Moacyr Leite, ao lado de outros prefeitos – como o de Illhéus, Newton Lima – levou ao Ministério da Justiça um tema que tem deixado proprietários rurais sul-baianos de cabelo em pé: o laudo da Funai que define uma área de 47 mil hectares, nos municípios de Ilhéus, Una, São José da Vitória e Buerarema, como território tupinambá.

Leite conversou com autoridades do Ministério e pediu que seja avaliado um outro laudo, encomendado pela associação, e que está sendo produzido por uma equipe formada por um antropólogo, um advogado e uma historiadora.

O presidente da Amurc quer sensibilizar o ministro da Justiça, Tarso Genro, para a “considerável tensão social” que afirma ter se formado nos municípios atingidos pelo laudo da Funai.

Tempo de leitura: 2 minutos
JABES confirma que PP discute com quem deve ficar em 2010.
JABES confirma que PP discute com quem deve ficar em 2010.

O secretário-geral do PP baiano concedeu uma rápida entrevista a este blog, enquanto acompanhava o governador Jaques Wagner, em Itapé, no sul do estado.

Jabes Ribeiro confirmou o que disse há quase duas semanas, quando revelou que o PP ainda discute se apoiará ou não o projeto de reeleição do governador Jaques Wagner.

– Se até o PT discute alianças eleitorais, imagine a gente, do PP.

Jabes afirmou, ainda, que trabalha forte para que possa, pela primeira vez, ser eleito deputado estadual.

Afinal, o PP fica ou não com Wagner na disputa do ano que vem?
A tendência é apoiar a reeleição. Estamos discutindo, pois temos que pensar as eleições proporcional e majoritária. Se até o PT discute alianças eleitorais, imagine a gente, do PP. O governador não exigiu apoio em 2010 quando fechou conosco. Mas estamos no governo e a tendência é esta.

Ainda sobre 2010, a informação de bastidores é que o senhor desistiu de disputar uma vaga à Assembleia Legislativa, porque precisaria de, pelo menos, 50 mil votos para se eleger…
Não existe isso. Eu estou em primeiro lugar nas pesquisas em Ilhéus. E estou trabalhando fora, estou trabalhando [a campanha a deputado estadual] em 40 municípios, do sul ao oeste baiano.

Como o senhor avalia a administração do prefeito Newton Lima?

Há uma frustração muito grande. A euforia eleitoral se transformou em frustração. Falta visão estratégica, vocação política e trabalhar as potencialidades [de Ilhéus].

O desgaste ocorreu muito rápido, não?

Mas lembre que ele pegou o governo na cassação de Valderico. Teve um ano e meio de governo e agora. Depois de Valderico…

… O que viesse seria “bom”

É. Depois disso, promessas, euforia eleitoral.

E a postura do governo Newton no projeto Complexo Porto Sul?

Sinceramente, acho que é vacilante. O Complexo Porto Sul é a maior revolução da história do desenvolvimento de Ilhéus e do sul da Bahia. Há a questão ambiental, mas é um crime perder este projeto e deixar de beneficiar milhares de pessoas. Então, o governo não pode ficar contra.

Tempo de leitura: 2 minutos
.

Emílio Gusmão | emilio.gusmao@gmail.com

O médico Antônio Carlos Rabat (pessoa muito benquista em Ilhéus) é o mais novo filiado do PT.

Como Rabat nunca foi testado nas urnas, isso impede qualquer tipo de mensuração sobre o seu peso político ou densidade eleitoral. De qualquer forma, é um profissional respeitado que acrescenta força a qualquer partido.

Percebo que, no PT, Rabat não passará de um militante de luxo, com possibilidades de sair candidato a vereador ou assumir a Secretaria Municipal de Saúde, em um eventual governo dos “trabalhadores”.

Candidato a prefeito, aposto com todas as fichas que jamais será (previsão válida para 12 anos). O partido da estrela tem lideranças consolidadas que postulam a candidatura:

Dr. Ruy Carvalho, sério, decente, com três derrotas no currículo e imensas dificuldades para estabelecer diálogos que não sejam conflituosos. Mesmo assim, nome de grande potencial devido aos 27 mil votos nas últimas eleições.

Alisson Mendonça, vereador no quarto mandato consecutivo, inteligente, articulador da queda do ex-prefeito Valderico Reis, mais do que merecedor de uma oportunidade.

Carmelita Ângela, vereadora competente e articulada, muito bem assessorada pelo experiente marido Prof. Edinei Mendonça, pessoa de forte presença no partido, muito ligado ao influente ex-deputado federal Josias Gomes.

O surpreendente Paulo Carqueija, com apenas sete meses de mandato, conseguiu se notabilizar como grande liderança na agremiação, devido ao grande desempenho no parlamento ilheense, onde comprou uma briga difícil com as empresas do transporte coletivo em defesa dos usuários. Carqueija hoje é o parlamentar de maior destaque na Câmara de Vereadores, e pode sim almejar o Palácio Paranaguá.

O médico Rabat seria o quinto nome na lista petista de pretensos sucessores do prefeito Newton Lima.

Recordo de outros nomes que passaram pelo PT, inclusive médicos. Isso me leva a pensar que, talvez, dentro de dois anos, Rabat esteja completamente arrependido da escolha que fez.

O tempo dirá.

Emílio Gusmão é comunicólogo e administra o Blog do Gusmão.

Tempo de leitura: < 1 minuto
Dom Paulo teve passagem marcante pela diocese de Itabuna
Dom Paulo teve passagem marcante pela diocese de Itabuna

Faleceu nesta quinta-feira,  às 13:30h, no hospital Madre Tereza, em Belo Horizonte (MG), o ex-bispo da diocese de Itabuna e arcebispo emérito de Diamantina (MG), dom Paulo Lopes de Faria, 78, vítima de câncer. Dom Paulo estava internado desde o dia 29 de junho e, na semana passada, fez cirurgia para a retirada de um tumor maligno.

O corpo de dom Paulo será velado nesta quinta-feira no Bairro das Indústrias, em Belo Horizonte, seguindo amanhã para Diamantina, onde será velado na Basílica do Sagrado Coração.

No sábado, 18, às 9:30h, o corpo será levado para a Catedral Metropolitana, onde haverá missa às 10h. O sepultamento será na cripta da catedral, logo após a missa.

Com informações do site da CNBB

Tempo de leitura: < 1 minuto
Segundo Bobô, todas as providências estão sendo tomadas para garantir o jogo entre Brasil e Chile
Segundo Bobô, todas as providências estão sendo tomadas para garantir o jogo entre Brasil e Chile

A nova vistoria da CBF no estádio de Pituaçu confirmou que estão sendo cumpridas as medidas solicitadas para deixá-lo pronto para o jogo entre Brasil x Chile, pelas eliminatórias da Copa do Mundo. A partida será no dia 9 de setembro.

Além da ampliação da capacidade do setor reservado à imprensa, estão sendo feitas adaptações nas arquibancadas e vestiários. Pituaçu também vai receber um novo placar, com três vezes o tamanho do atual, e um telão com 18 metros e altura.

De acordo com o titular da Superintendência de Desportos da Bahia (Sudesb), Raimundo Nonato – o Bobô – , a estrutura do placar já começa a ser montada na próxima semana. Outras três inspeções da CBF estão programdas, mas Bobô afirma que não existe risco do estádio ser vetado para o primeiro jogo oficial da Seleção Brasileira em Salvador, após vinte anos.

“A CBF solicitou apenas solicitou apenas pequenas intervenções para atender ao padrão Fifa e todas estão sendo ou vão ser executadas”, declara Bobô.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Apesar de afirmar que o estado ainda se ressente dos efeitos da crise econômica mundial, o governador Jaques Wagner prometeu em Itapé, sul da Bahia, chamar novos delegados e agentes aprovados no último concurso público para a polícia civil. Ele falou que os problemas da segurança não se resolvem num passe de “mágica” e que estas convocações começam ainda neste ano. Um levantamento apontou que, pelo menos, 120 municípios baianos estão sem delegados.

– Eu vou contratar delegados, mas não no volume que se pretende, pois tenho que ter responsabilidade fiscal. Nós já investimentos em 540 carros para a polícia, contratamos mais 3.200 policiais militares e (temos) outros 3.200 em concurso público. Ninguém tem solução mágica para a segurança. É preocupação dos governadores, do prefeito, do presidente…

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Pimenta já havia previsto que a sessão desta quinta-feira, na Câmara de Vereadores de Itabuna, seria boicotada pela bancada da situação. E foi o que ocorreu.

Dos sete integrantes do grupo do prefeito, apenas os vereadores Gerson Nascimento e Rose Castro compareceram ao plenário. Os demais – Milton Gramacho, Milton Cerqueira, Ruy Machado, Didi do INSS e Solon Pinheiro – não deram as caras.

Hoje, seria lida no plenário a proposta do Executivo de convênios com o Desenbahia e o Banco do Brasil. Os situacionistas, porém, condicionavam a presença no plenário ao encaminhamento de um projeto que cria 200 novos cargos comissionados no município.

Como o projeto do trenzinho da alegria não veio, a bancada boicotou a sessão desta quinta-feira.  Três vereadores da oposição também não compareceram.

A leitura da proposta de convênio ficou marcada para a próxima segunda-feira (20), às 14 horas. Claro, se houve quorum…

Tempo de leitura: < 1 minuto

O governador Jaques Wagner disse que 2009 é o ano da gestão, mas tratou de antecipar o debate que se avizinha:

– Em 2010, vocês vão decidir quem continua na Bahia e quem continua no Brasil.

Em seguida, num discurso em Itapé, hoje pela manhã, lembrou da herança deixada pelo carlismo, falou das realizações de governo e fez afagos em todos os deputados da base que prestigiavam a solenidade.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Em Itapé, Governador apresenta "pressão arterial de menino" (Foto:Pimenta na Muqueca).
Em Itapé, Governador apresenta "pressão arterial de menino" (Foto:Pimenta na Muqueca).

A temperatura na política baiana atinge níveis dos mais elevados, nos últimos dias, com as discussões entre governo e oposição e governo e peemedebistas. No meio da contenda, está Jaques Wagner, que é personagem da novela sobre a continuidade ou não da aliança do PMDB com o seu governo. Não bastasse isso, ‘nunca antes’ sua gestão esteve tanto na mira dos opositores e do ‘fogo amigo’.

Talvez por esse motivo, o governador Jaques Wagner tratou logo de conferir a quantas anda a sua pressão arterial. Foi há pouco, durante a inauguração de uma das quatro unidades de Saúde da Família entregues no pequeno município de Itapé, no sul da Bahia, a 460 quilômetros de Salvador.

A coordenadora da unidade de saúde José Menezes de Souza, Domilene Borges da Costa, aferiu e constatou que o governador “está com uma pressão de menino: 13×8”. Perguntando pelo Pimenta se a preocupação com a saúde se devia a outro tipo de pressão, a política, Wagner preferiu não comentar, apenas sorriu.

Entre deputados e assessores, o comentário era de que a pressão (arterial) do petista não poderia estar melhor nesta quinta. Tudo por conta da evolução das negociações com o PMDB, presidência da República e governo estadual, entre a noite de ontem e a manhã de hoje.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O PMDB itabunense não vai marchar unido nas próximas eleições. Bom nome na disputa por uma cadeira na Assembleia Legislativa, o médico Renato Costa já deve saber que não contará com o apoio de todos os correligionários locais.

Por exemplo, o grupo do presidente do Itabuna Esporte Clube, Ricardo Xavier, é desfalque certo na campanha de Renato.

Xavier está decidido a apoiar um candidato “estrangeiro”: Pedro Tavares, que é chefe de gabinete do vice-governador Edmundo Pereira.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Dois dos 22 fugitivos da cadeia pública de Coaraci foram recapturados pela polícia. Numa operação conjunta entre a PM e a Civil, naquele município, na terça-feira (14), foram encontrados Gilson Brito Santos, o “Gilsão”, e José Luís Guimarães Magno, o “Neném”.

Os dois foram encontrados no próprio município, sendo que o primeiro estava escondido em uma roça e o segundo em uma residência, no bairro Jóia do Almada.

Os 22 detentos fugiram na madrugada de domingo, usando uma “teresa”, depois de fazerem um buraco no teto da cela. As buscas pelos outros 20 continuam na região.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Pimenta apurou que provavelmente não háverá quorum para a sessão extraordinária desta quinta-feira (16), na Câmara de Vereadores de Itabuna. O coordenador político do governo, Sargento Raimundo, está com dificuldades para arregimentar a própria base, que já avisou: só aprova os convênios com o Banco do Brasil e o Desenbahia se o Executivo mandar no mesmo pacote o projeto que criar novos cargos comissionados.

Mesmo estando agendada para hoje apenas a leitura das propostas de convênio, o regimento exige a presença da maioria dos vereadores no plenário.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Jaques Wagner chegou há pouco mais de meia hora em Itapé, onde inaugura quatro unidades de saúde, quadra poliesportiva e melhorias em 75 casas populares. Assim que entrou em contato com os jornalistas que o aguardavam, Wagner foi abordado com a pegunta inevitável:

“Como o senhor encara a candidatura de Geddel, governador?”.

De bate-pronto, como se já soubesse que teria de “chupar essa manga”, Wagner mandou: “sobre esse assunto eu não falo”.

Ele argumentou que o assunto foi explorado à exaustão nos últimos dias e o que pensava sobre o relacionamento já havia dito em outras entrevistas.