WAGNER FALA DE DISCIPLINA E ELENCA BENEFÍCIOS À PM

Tempo de leitura: < 1 minuto

O governador Jaques Wagner reagiu ao anúncio da operação padrão da Polícia Militar, prometida para ter início hoje, a partir das 19 horas. O governador afirmou, em entrevista ao apresentador Casemiro Neto, da TV Aratu, que os agentes policiais que deixarem de cumprir com suas funções serão tratados com rigor.

Jaques Wagner lembrou que se trata de uma instituição militar, que respeita disciplina e hierarquias militares, “e isso não pode ser quebrado”. O governador lembrou que em sua administração a categoria avançou nas melhorias salariais e de condições de trabalho concedidas e afirmou que não pode haver comparação entre a realidade da Bahia com a de outros estados.

Para pressionar o governo, os militares prometem oficializar o que chamam de Movimento Polícia Legal, que consiste basicamente em cumprir à risca o que determina o que prevê a legislação para o serviço nas ruas: não dirigir viaturas, porque não possuem Curso Prático de Motoristas de Viaturas de Emergência (CPME); não usar coletes a prova de balas com data de validade vencida; e não trabalhar em postos de serviço sozinho.

Tempo de leitura: < 1 minuto
.
.

A Casa dos Artistas de Ilhéus abre suas portas na noite desta quinta-feira para mais uma edição do Cineclube Équio Reis.

A partir das 19 horas, será exibido o longametragem argentino “O Filho da Noiva”, uma belíssima história que teve indicação para o Oscar de “Melhor Filme Estrangeiro” em 2002.

A entrada é franca.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Há uma semana o Pimenta divulgou que os policiais militares estavam se articulando para aquecer as discussões com o governo sobre os benefícios para a categoria. Os militares querem garantir alguns benefícios – URV e GAP –, e discutir o plano de carreira. Uma reunião na sede da API, em Itabuna, levou propostas para a assembléia-geral da categoria que ocorreu hoje em Salvador, no Clube dos Oficiais.

Ficou decidido que terá início ainda hoje, às 19 horas, a chamada “Operação Padrão”, em que os militares só atuam de acordo com o que prevê a legislação que ordena sua atividade. Traduzindo: nada de rodar com viatura sem condições de uso, coletes fora do prazo de validade ou qualquer outro fator que, em uma situação idealizada, inviabilizaria o atendimento à população.

O movimento se assemelha a uma greve, embora os líderes prefiram não usar esse termo – militares não podem participar de greves, segundo a Constituição Federal. Mas é prevista a atuação com apenas 50% do efetivo, embora mantidos os serviços considerados essenciais.

Em instantes, mais informações.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O governador Jaques Wagner é democrata irredutível – como se definiu em solenidade em Conquista -, mas começou a mostrar as suas armas. Ou falar. Há pouco, no programa “Que venha o povo”, apresentado pelo jornalista Casemiro Neto, na TV Aratu,  ele discorria sobre governo, aliados e 2010. Mas aí voltou a 2002:

– Quando o PFL (hoje DEM) estava no poder ninguém tinha coragem de ir para o embate. Mas agora todo mundo virou valente.

Naquele ano, Wagner concorreu ao Palácio de Ondina contra o carlista Paulo Souto, que acabou se elegendo. À época, o PT, com Wagner, disputou sozinho, sem o apoio do PMDB, e obteve 38,5% dos votos – deixando de ir ao segundo turno por muito pouco. O PMDB, cujo candidato foi Prisco Viana, obteve pífios 4,2% dos votos.

Tá mais do que claro para quem era o recado do “Galego”.

Tempo de leitura: < 1 minuto

A disputa política em Buerarema está afetando quem menos tem a ver com as querelas entre os grupos do prefeito cassado Mardes Monteiro (PT) e o prefeito-interino Eudes Bonfim (PR). Os estudantes estão há quase duas semanas sem aula.

Os professores iniciaram paralisação na segunda-feira da semana passada e ainda estavam sem receber salário até o início desta semana. Após assumir, o interino Eudes Bonfim negociou com a categoria e acordou o reinício das aulas para a segunda passada.

Não deu. Os diretores das escolas, cargos de confiança de Mardes, enviaram as chaves das unidades de ensino para o Ministério Público Estadual, via Correios. A promotoria respondeu afirmando que a cidade tinha gestor. Era para a prefeitura que as chaves deveriam ser enviadas.

As chaves chegaram, algumas escolas foram reabertas hoje, mas faltaram professores. Alguns dos educadores, inclusive concursados, teriam sido advertidos pelo grupo do prefeito cassado que ele retornaria ainda nesta semana. E quem fosse para a sala de aula poderia sofrer consequências. E, assim e nesse ritmo, metade da rede municipal ficou sem aula por mais um dia.

Em tempo: Mardes foi eleito em outubro e, no dia 14 de junho passado, teve registro e diploma cassados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O petista recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral ao ingressar com uma ação cautelar. A ministra Carmen Lúcia indeferiu o pedido de Mardes para continuar no cargo. Ele entrou com um agravo nesta semana e esperava reassumir as funções ainda nesta quarta, 5. Até aqui, nada foi decidido.

Tempo de leitura: < 1 minuto

É tanta epidemia surgindo nos últimos tempos, que muita gente em Itabuna fica com a cabeça confusa e troca alhos com bugalhos.

O vereador-comunicador Roberto de Souza, por exemplo, vira e mexe fala em seu programa no rádio sobre uma tal “dengue suína”… E João Bicudo, o repórter tititi, não fica atrás… Está preocupadíssimo com um possível surto de “gripe hemorrágica”.

Será que tem vacina?

Tempo de leitura: < 1 minuto
Irismá enfrenta grandes disputas internas.
Irismá enfrenta grandes disputas internas.

A prefeita Irismá Souza, de Gandu, enfrenta um início de governo turbulento e de intensas disputas na equipe. Nem completou sete meses de governo, a prefeita deverá operar grandes mudanças no secretariado.

Poderá haver remanejamento na área de finanças e a saída de titulares de pastas como planejamento, administração e esporte. Os titulares destas secretarias são funcionários da rede estadual de educação e estão sendo pressionados a retornar às suas funções, o que os obrigaria a deixar os cargos no município. Ainda são acusados de criar uma rede de intrigas.

As pressões partem de dentro do governo e do sindicato dos professores. Ednaldo Bispo (administração), Emetério da Palma (esporte) e Wendel Reis (planejamento) são acusados de desvio de função. Eles também não teriam se licenciado oficialmente da rede estadual. A prefeita necessitará de pulso mais do que firme (e muito diálogo) para fazer andar o seu governo.

Tempo de leitura: < 1 minuto
Evento no CAB foi marcado pela descontração (Foto Manu Dias).
Evento foi marcado pela descontração (Foto Manu Dias).

O prefeito de Salvador, João Henrique, e o governador Jaques Wagner se reencontraram nesta manhã, na capital baiana, em mais um evento público. Desta vez, foi a entrega do circuito da Stock Car à empresa promotora da corrida que acontecerá neste domingo.

Durante o evento, os dois deixaram as rusgas eleitorais de 2008 de lado e adotaram um tom mais do que amistoso, brincando com a relação de ambos. Wagner disse que João pode contar com ele como parceiro quando o objetivo for beneficiar a população de Salvador. O governador disse ter a preocupação de não confundir questões eleitorais com as administrativas. A gentileza foi devolvida pelo prefeito peemedebista.

No entanto, o que rendeu boas risadas foi a possibilidade de os dois fazerem o “reconhecimento” da pista do circuito da prova da Stock Car em Salvador, na área do CAB, a bordo de um dos carros usados na corrida, um ao lado do outro. João disse que dirigiria o possante, mas a esposa, a deputada estadual Maria Luiza (PMDB), brincou afirmando que o prefeito faz tempo que não ‘bate um volante’.

Talvez a informação providencial da esposa do prefeito – até aqui a mais birrenta na relação PT-PMDB, tenha feito organizadores e os gestores desistirem da ideia…

Tempo de leitura: 2 minutos
Secretário Carlos Leahy afirma que a situação da Cinquentenário envergonha uma cidade uma cidade que se apresenta como referência no comércio
Secretário Carlos Leahy afirma que a situação da Cinquentenário envergonha uma cidade que se apresenta como referência no comércio

Não há dúvida de que a Avenida do Cinquentenário se tornou algo como um mercado persa ou posto avançado do comércio de produtos “made in” China. Nas calçadas da principal artéria comercial de Itabuna, acha-se de tudo: DVDs e CDs piratas, tênis e perfumes falsificados, sem falar nas frutas e verduras que já passaram a fazer parte do mix de produtos.

A bagunça generalizada não é promovida apenas pelos ambulantes. Há casos, de acordo com a Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo da Prefeitura, de empresários que possuem estabelecimentos formais em outros pontos da cidade, mas não abrem mão de gozar dos benefícios fiscais daquele coração de mãe que é o passeio da Cinquentenário.

Outros comerciantes da própria avenida não se contentam em expor seus produtos no interior das lojas e também invadem a calçada. É o caso de estabelecimentos como a Fenícia Móveis, que costuma deixar colchões e geladeiras como obstáculo aos pedestres. Absurdo total!

O secretário Carlos Leahy afirma que esse “mangue” está com os dias contados. Hoje mesmo, o “rapa” fez uma varredura na avenida e não teve pra ninguém. A turma da loja Casa da Louça, profundamente investida da certeza de que é dona da calçada, chamou até advogado para garantir suas panelas do lado de fora.

Não vai ter jeito nem jeitinho, conforme promessa do titular da Indústria e Comércio. Segundo ele, os lojistas vão ter que se conformar com o que lhes permite o alvará de funcionamento e, obviamente, haverá disciplina também para os camelôs.

Das mais de 130 barracas de ambulantes existentes na Cinquentenário, a intenção é reduzir para um número entre 50 e 60. Cada uma não poderá ter mais de 1,5 metro e a distância mínima entre elas será de 3 metros. Outra coisa: o camelô terá que comprovar ser morador de Itabuna.

“Hoje tem gente que vem até de Tobias Barreto (Sergipe), estaciona e expõe roupas para vender sobre o teto e o capô do veículo”, comenta Carlos Leahy. Segundo ele, o cadastro dos ambulantes locais teve início há 60 dias.

Tempo de leitura: < 1 minuto
João Santana tem boas relações com Itabuna
João Santana tem boas relações com Itabuna

O presidente Lula tem dito que não fará mudanças políticas nos ministérios com a saída dos titulares para concorrer nas eleições de 2010. Quem deve assumir a titularidade nessas pastas são os respectivos secretários-executivos.

A medida é para evitar grandes sobressaltos nos programas implementados por cada ministério – em time que está ganhando não se mexe, avalia o boleiro Lula.

Assim sendo, caso o ministro da Integração Nacional Geddel Vieira Lima resolva cumprir o que vem prometendo e se lance a governador, que assume seu posto é o ‘grapiúna’ João Reis Santana Filho.

João Santana é compadre do secretário do Desenvolvimento Urbano de Itabuna, Fernando Vita, e amigo de diversos políticos itabunenses, como Renato Costa, José Adervan e outros.

Peemedebista histórico, é ele quem deve anunciar a obra de cobertura do canal do Lava-pés, em toda sua extensão, na avenida Amélia Amado, que deverá ter quatro pistas. A cobertura do canal está sendo saudada como a ‘obra do centenário’.

Tempo de leitura: < 1 minuto

A polícia de Itabuna tenta localizar um assassino conhecido pelo apelido “Barriga Azul”, que é suspeito de envolvimento em pelo menos quatro homicídios cometidos na periferia da cidade.

No final da noite de ontem, Barriga Azul  – juntamente com um comparsa identificado como Tinho – fez mais uma vítima. Foi o mototaxista John Marcos do Carmo, que era conhecido como “Mikita”. Ele morava na Rua Liberdade, 972, bairro São Pedro.

Mikita foi assassinado por volta das 23 horas desta quarta-feira, quando se encontrava nas imediações da praça do São Pedro. Segundo a polícia, ele foi atingido por vários tiros nas costas.

A família da vítima contou à polícia que ele sofria de depressão e era usuário de crack. A principal suspeita é de que Mikita devia dinheiro aos traficantes, tanto que sua casa foi saqueada ontem. Os bandidos praticamente esvaziaram o imóvel, levando de aparelho de TV até colchão.

Tempo de leitura: < 1 minuto
uvinha1
Cansado de guerra, o possante agora só descansa…

Você, leitor, alugaria um carro nestas condições para um final de semana nos Ilhéus com sua família? E para a lida diária, nas ruas esburacadas da periferia dessa quase centenária Tabocas?

Parece que a prefeitura de Itabuna não vê problema. Se bem que o possante em questão, um Fiat 147, do início da década de 1980, não faz muita coisa além de pegar poeira durante todo o dia na avenida Inácio Tosta Filho, próximo à agência dos Correios. Ganha pra ficar parado.

Além da plotagem com a marca da prefeitura municipal nas portas, indicando que é, sim, um carro oficial, a uvinha exibe dois – já desgastados – adesivos da campanha do então candidato a prefeito Capitão Azevedo no vidro traseiro. Sinal de fidelidade do feliz proprietário, pois sim!

Tempo de leitura: < 1 minuto

A prefeitura de Itabuna solicitou da Câmara de Vereadores autorização para parcelar um débito de R$ 913.495,60 com a Coelba. A dívida se refere ao não-pagamento das contas de energia elétrica nos quatro últimos meses da gestão do ex-prefeito Fernando Gomes e os primeiros quatro meses do governo de Capitão Azevedo (janeiro a abril). Se o acordo não sair, escolas municipais, postos de saúde e o centro administrativo, por exemplo, vão ficar às escuras.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O jornalista Roberto Rabat, do R2cpress, é um dos mais respeitados profissionais de comunicação baiana. O pai dos blogs é o melhor termômetro para saber a quantas anda a política de Ilhéus. Rabat, ontem, deu seu grito de alerta. Para ele, o marasmo toma conta do governo municipal. O governo também não tem agido com transparência em tempos de – eles não tiram esta palavra da boca – crise!

Leia o clamor de Rabat