Tempo de leitura: 2 minutos

Parada duríssima está enfrentando o prefeito de Itamaraju, Frei Dilson Santiago (PT). Ele é acusado de ser mais um a entrar na farra dos empréstimos consignados, na qual incluiu amigos que nada têm a ver com o quadro de servidores da Prefeitura.
Para variar, a instituição financeira que tinha contrato com a Prefeitura de Itamaraju para a liberação de empréstimos é o conhecido banco Matone. O convênio foi firmado em 2006, no primeiro mandato de Frei Dilson.
Uma denúncia de 122 páginas chegou esta semana à Câmara de Vereadores. O documento é assinado por representantes da seguintes entidades: Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar (Sintraf), Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Lions Clube, Sindicato dos Empregados no Comércio, Sindicato Rural, Sindicato dos Bancários e Associação dos Professores Licenciados da Bahia (APLB).
A acusação contra Frei Dilson é de ter obtido empréstimos consignados de maneira fraudulenta para sete amigos, que não poderiam ser beneficiados por não serem servidores do município.  Além disso, os valores contraídos superariam o limite de 30% da remuneração, o que descumpre as normas para esse tipo de operação financeira.
Para completar a esbórnia, os empréstimos não foram pagos e, conforme reza o contrato com o Matone, em caso de inadimplência quem assume o papagaio é a combalida viúva… Ou seja, a Prefeitura.
O débito do município com o Matone, oriundo das traquinagens do prefeito, estaria hoje em R$ 235.945,76. Somente Frei Dilson é responsável por R$ 76.646,16.
A farrinha com o dinheiro alheio rendeu ao petista um pepino dos grandes: pedido de cassação, subscrito pelos setores mais representativos da sociedade civil organizada de Itamaraju.
Vai ser difícil escapar dessa…
COM INFORMAÇÕES DO JORNAL A TARDE

Tempo de leitura: 2 minutos

Menor aborda mulher em carro...
Menor aborda carro…

Vários transeuntes que passaram na avenida do Cinquentenário hoje pela manhã, no trecho entre o Banco do Nordeste e a Indiana Veículos,  foram vítimas do achaque de dois menores. Não contentes em pedir dinheiro às pessoas, um deles – coincidentemente o mais novo, que aparentava ter entre 11 e 12 anos – chegava a ameaçar acintosamente as vítimas.
“Ele me pediu dinheiro. Como não dei, ele me ameaçou, disse que estava armado, que tinha um canivete. Isso é absurdo, em pleno centro da cidade, uma criança nos assaltar dessa maneira”, revoltou-se uma mulher. Outra, embora assustada, pegou o celular e ligou para o marido, denunciando a abordagem. “Ele levantou a blusa, pra me mostrar o canivete. A vontade que deu foi encher de tapas, mas me segurei. A lei está do lado deles”, observou.
...que, por sinal, estava mal estacionado; falta policiamento
…que estava 'atravessado'

A bem da verdade, o local é “esquecido” pelas autoridades. Não se vê policiais naquele trecho, pelo menos na quantidade que há da praça Camacan até a praça Adami. “Nem os guardas de trânsito aparecem aqui. O foco deles é naquela parte inicial da avenida, até a praça Camacan. Estamos à mercê desses menores e também dos motoristas, que não respeitam calçadas nem os locais proibidos para estacionamento”, reclama um comerciante.

Tempo de leitura: < 1 minuto
.

Em Itapé, onde acompanhava há pouco a solenidade de posse do prefeito Jackson Rezende, o chefe do executivo itabunense, Capitão Azevedo, informou ao repórter Fábio Luciano que ainda acredita na permanência de Josias Miguel à frente da Secretaria de Ações Governamentais e Comunicação.

“Ele entregou o pedido de exoneração, mas eu não aceitei. Vamos conversar sobre isso na próxima semana”, afirmou o prefeito.
Josias, que ocupa ou ocupava a secretaria mais estratégica do governo, pediu para sair por considerar que o seu trabalho estava sendo podado pelo secretário da Fazenda, Carlos Burgos (confira). Este, aliás, apressou-se a procurar um substituto para a Secretaria de Ações Governamentais e Comunicação, ao que parece à revelia do prefeito (confira).
É possível que Josias ceda ao apelo do prefeito, mas ele só retorna ao cargo se Azevedo lhe garantir as condições para exercê-lo… Lógico, se Carlos Burgos permitir.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Equipe tapa buraco, após reparo na rede de abastecimento (Foto: Waldyr Gomes).
Equipe tapa buraco, após reparo na rede de abastecimento (Foto: Waldyr Gomes).

Após acordo firmado, ontem, entre o presidente da Emasa, Alfredo Melo, e representantes do Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Itabuna, a empresa iniciou o conserto da tubulação que conduz água para os bairros Pedro Jerônimo e adjacências.
Em contato com o Pimenta, o assessor de comunicação da prefeitura de Itabuna, Walmir Rosário, explicou que a obra se encontrava embargada pela Polícia Técnica, que ainda não havia recebido o laudo elaborado pelos peritos sobre o acidente ocorrido no dia 23 de abril em que morreu soterrado o operário Rosivaldo de Jesus Santana (confira aqui).
Depois do acidente, o buraco continuou aberto, assim como a rede de água que abastece o Pedro Jerônimo (confira). “Como não podíamos intervir na obra, nem mesmo a tubulação pudemos consertar”, revela o presidente Alfredo Melo.
Hoje pela manhã, foi enviada ao local para executar os serviços na tubulação e o fechamento do buraco. Segundo previsão dos técnicos da Emasa, até o início desta tarde a rede será consertada e o buraco fechado.

Tempo de leitura: < 1 minuto
.

A realização do teste do pezinho em recém-nascidos é obrigatória por lei, sendo importante ressaltar que o exame ajuda a prevenir uma série de doenças registradas em um a cada 2 mil nascimentos.

Em Itabuna, porém, o teste do pezinho não está disponível na rede pública de saúde (conforme revelou o Pimenta). Os pais que podem ou conseguem fazer um esforço para pagar levam os filhos para a Apae ou laboratórios particulares, onde o teste custa de R$ 70,00 a R$ 300,00. Os que não podem…
O vereador e radialista Ricardo Bacelar denunciou a situação hoje (02), em seu programa na Rádio Jornal de Itabuna. Ele afirmou que encaminhará pedido de providência ao Executivo, exigindo que o teste do pezinho volte a ser oferecido pelo SUS no município.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O governo do estado criou um grupo de trabalho que vai localizar e disponibilizar à população todo o acervo baiano sobre o período da ditadura militar no país, entre os anos de 1964 e 1985. A decisão do  governador Jaques Wagner consta de decreto que será publicado na próxima edição do Diário Oficial do Estado.
O grupo é coordenado pela Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos e terá como primeira tarefa a identificação e integração de documentos e imagens de interesse para a elaboração do projeto estadual “Memórias Reveladas das Lutas Políticas na Bahia”.
Farão parte do GT representantes da Polícia Militar, da Polícia Civil e um da Fundação Pedro Calmon, ligada à Secretaria da Cultura e responsável pela gestão do Arquivo Público Estadual. Representantes de outros órgãos governamentais e de entidades não governamentais poderão participar das reuniões, a convite, mas sem direito a voto.
O trabalho deve ser concluído em 180 dias, e vai contar com colaboração de pessoas e entidades que disponham de documentos referentes aos anos de chumbo na Bahia. O governador Wagner, ex-militante estudantil na década de 70, justifica o decreto dizendo que o povo precisa saber o que aconteceu naqueles anos. “Sempre disse que a sociedade baiana e brasileira tem o direito de conhecer sua história, e é isso que estamos fazendo”.

Tempo de leitura: < 1 minuto

A prefeitura de Ilhéus não quer perder tempo e acelera a contratação de uma empresa para instalar pardais e lombadas eletrônicas em toda a área central do município turístico. A elaboração do projeto está em fase de conclusão. O objetivo é aprimorar a fiscalização e, claro, melhorar a receita oriunda do trânsito.
Nem fale em indústria de multas, ok?

Tempo de leitura: < 1 minuto

Um sistema elétrico ultrapassado, projetado no final da década de 60 e que nunca passou por uma grande revisão, é, hoje, um dos principais entraves para que o Hospital Geral Luiz Vianna Filho, em Ilhéus, sul do estado, instale um moderno tomógrafo computadorizado – o primeiro da unidade pública – que já deveria estar atendendo a população, mas que ainda depende desta obra para poder funcionar.
O equipamento exige um sistema elétrico independente para não comprometer o funcionamento dos demais setores do hospital, considerado um dos mais movimentados do interior baiano. Somente nos últimos dias, a direção do hospital conseguiu vencer as barreiras da burocracia do estado e obteve autorização para alocar recursos da ordem de R$ 500 mil para executar a obra. A primeira etapa, para atender somente ao tomógrafo, deverá ficar pronta em, no máximo, 60 dias. Depois os outros setores serão beneficiados.
A “novela” do tomógrafo do HGLVF começou há exato um ano, quando o “presente” foi anunciado pelo secretário estadual da Saúde, Jorge Solla. De lá pra cá, muitas confusões.
Conheça o enredo completo dessa história, no site Jornal Bahia Online.

Tempo de leitura: < 1 minuto

De uma reunião na casa do secretário da fazenda de Itabuna, Carlos Burgos, saiu praticamente definido o nome do novo titular da pasta das ações governamentais e comunicação social.
O substituto do demissionário Josias Miguel seria Sargento Raimundo, que trabalha na interlocução entre a prefeitura e a Câmara desde os tempos do governo de Fernando Gomes.
Raimundo é ex-vereador e até já presidiu a Câmara de Vereadores, na segunda metade da década de 90, quando ficou conhecido por gastar dinheiro do legislativo para adquirir tubos e mais tubos de creme vaginal.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Leitor atento observa, acerca da nota sobre as agências de publicidade do governo baiano, que não é apenas a Maianga que realizou trabalhos no sul da Bahia (n0 caso, a campanha de Geraldo Simões para prefeito de Itabuna em 2000) .
A agência Tempo, que faturou o lote 3 da conta publicitária do governo estadual, é quem cuidava do marketing de Jabes Ribeiro, em suas passagens pela Prefeitura de Ilhéus.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Dono de 58% dos votos na eleição suplementar realizada em Itapé no dia 29 de março, o ex-vice-prefeito Jackson Rezende toma posse neste sábado (02), às 10 horas, em solenidade na Câmara de Vereadores daquele município.
Afilhado político do ex-prefeito Pedro Jackson Brandão (Pedrão), o novo chefe do executivo de Itapé já declarou que pretende dar continuidade às ações administrativas do padrinho.
Jackson afirma que suas prioridades são investir em obras de saneamento e manter a folha dos servidores em dia.

Tempo de leitura: < 1 minuto

A conta de água fica em média 14,33% mais cara, a partir desta sexta-feira (1º), Dia do Trabalhador. O aumento vale para toda a Bahia e é de quase 1,5 % para quem consumir menos de dez metros cúbicos por mês, o equivalente a dez mil litros de água.
Para quem consome mais de 60 mil litros, o reajuste é de pouco mais de 58%. Segundo a Empresa de Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), o aumento maior para quem gasta mais deve estimular os consumidores a economizar no consumo de água. (Correio da Bahia)

Tempo de leitura: < 1 minuto

A respeito da nota publicada hoje, com o título “O piscinão da Emasa”, a empresa municipal de abastecimento esclarece que o buraco no prolongamento da Avenida Manoel Chaves ainda não foi fechado por falta de autorização da polícia técnica.
O presidente da Emasa, Alfredo Melo, disse que o local, onde morreu o operário Rosivaldo Santana, já foi periciado, mas o laudo ainda não foi apresentado. Como em tese ainda pode  ser solicitada nova análise, mesmo após a produção do laudo,  o buraco permanecerá aberto até que a polícia autorize a conclusão do serviço.
A Emasa só não explicou o enorme vazamento que, além do desperdício de água, também pode alterar as características do local e comprometer uma possível nova perícia.

Tempo de leitura: 2 minutos

Ir à Câmara pode ser esclarecedor, mas...
Ir à Câmara pode ser esclarecedor, mas… (Foto Ludimara Almeida)

Estudantes da 8ª série do Colégio Fênix de Ilhéus foram fazer uma visita à Câmara de Ilhéus, na quarta-feira (29). A idéia era ver, in loco, como funciona o jogo político no município, especificamente numa sessão plenária da Câmara de Vereadores.
A aula-laboratório foi na sessão especial que discutiu o transporte coletivo em Ilhéus, e a turma passou mais de meia hora apenas observando os discursos dos usuários do transporte, tudo meio maçante, até que…
Até que o vereador Alcides Kruschewsky entrou em ação. O vereador solicitou a suspensão da sessão alegando que era para acalmar os ânimos da platéia, o que gerou uma enorme confusão. A turma do deixa disso explicou ao público que aquilo era uma manobra da chamada bancada da São Miguel, para evitar o debate que pode fazer mal às finanças das empresas de ônibus no município.
“A gente foi lá a pedido do professor de Filosofia, pra ver como funciona essa coisa do poder, da corrupção na politica. Estamos estudando sobre ética e política. Deu pra ver, de forma crítica, como funciona a política aqui”, disse uma estudante.
Comentário do Pimenta: Louvável a atitude do professor. A formação de cidadãos conscientes inclui o conhecimento dos mecanismos que regem a vida da comunidade. Na foto que ilustra essa nota dá para ver um aluno tentando sair do bolo da confusão, no momento em que o “bicho pegou” na Câmara

Tempo de leitura: < 1 minuto

Os ônibus também serão fiscalizados pela PRE
Os ônibus também serão fiscalizados pela PRE

A Companhia Independente de Polícia Rodoviária Estadual está realizando a “Operação Dia do Trabalho” nas rodovias estaduais. O objetivo é reforçar a segurança nas estradas, a fim de diminuir o número de acidentes. Quarenta e cinco policiais, além do efetivo ordinário e duas guarnições do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR), trabalham nesta operação. A previsão do término da operação é para as 8 horas da manhã de segunda-feira (4).
O policiamento está distribuído em toda a área de jurisdição da companhia. Os rodoviários terão o apoio de quatro viaturas, do caminhão gaiola e da base móvel do TOR. As abordagens a pessoas, a veículos e a ônibus já estão sendo realizadas.
A BRs – 415 e 262, além da BA – 001 são as rodovias onde há maior número de policiais. A fiscalização será em cima de documentos de porte obrigatório, excesso de álcool e o excesso de pessoas e bagagens. A poícia também está de olho  nas ultrapassagens proibidas, principalmente em faixa dupla. Segundo as estatísticas, esta é uma das maiores causas de acidentes no trânsito, além do consumo de álcool e excesso de velocidade.