Boca de Álcool sagrou-se campeão da Copa Cacau
Tempo de leitura: 2 minutos

A Vila Olímpica Professor Everaldo Cardoso, no bairro São Caetano, em Itabuna, recebeu, no último final de semana, equipes dos estados da Bahia, Minas Gerais e Sergipe para a disputa da VI Copa Cacau de Handebol. Os jogos foram disputados no sábado (22) e no domingo (23), com disputas emocionantes do início ao fim.

A VI Copa Cacau de Handebol reuniu equipes masculinas e femininas no recém reinaugurado ginásio de Esportes da Vila Olímpica, que recebeu 37 jogos nesta edição da competição. No feminino, a equipe de Teófilo Otoni, de Minas Gerais, bateu o Boca de Álcool, de Sergipe, e conquistou o título. No masculino, o título ficou com Boca de Álcool, que venceu FHANC, de Feira da Santana.

Equipe mineira fica com título no feminino

Ascendino Montenegro e Geiza Carla, organizadores da Copa Cacau de Handebol, explicam que competição visa não apenas jogos, mas a integração entre pessoas. “Nos últimos anos temos reunido pessoas de diferentes idades e regiões para essa confraternização esportiva. É a oportunidade de fazermos novas amizades”, disse Ascendino Montenegro.

O organizador apontou alto nível técnico da Copa Cacau de Handebol, o que contribuiu para evolução do handebol do sul da Bahia. “O secretário Alcântara Pellegrini e o vereador Erasmo Ávila foram grandes parceiros do nosso evento, assim como Sublime Esportes, o patrocinador master”, afirma. A Copa Cacau teve apoio da Câmara de Vereadores e Secretaria de Esporte de Itabuna e patrocínio da Sublime Esportes.

Cerca de 500 jovens de 3 estados participam de encontro em Itabuna || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

Termina neste domingo (11) o encontro anual do Movimento Escalada em Itabuna, que reúne jovens de 13 municípios da Bahia e de Pernambuco e Sergipe na Terceira Via. Desde ontem (10), o movimento compartilha experiência da juventude católica.

“A expectativa de todos era muito grande para esse anual, onde ficamos 2 anos sem acontecer por conta da pandemia. Graças a Deus é uma felicidade muito grande poder voltar a realizar o nosso encontro e receber aqui em Itabuna 500 Alpinistas com caravanas de várias cidades”, afirma a coordenadora Nájara Castro.

Segundo a organização, o encontro do Escalada busca reunir juventude que “deseja fazer a diferença na sociedade” propagando os valores cristãos e visa proporcionar momentos de formação, motivação, convivência, partilha e experiência com Deus.

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Justiça Eleitoral recebeu pelo menos 28 mil registros de candidaturas para as eleições de outubro. Do total, 10.456 disputam uma das 513 vagas de deputado federal. A região com o maior número de candidatos é a Sudeste com 3.877. Em segundo lugar, aparece o Nordeste, com 2.939, seguido da Região Sul, com 1.478, Norte, com 1.251 e do Centro-Oeste, com 911.

Segundo dados do TSE atualizados até a última quarta-feira (24), foram recebidos 12 registros de candidaturas à Presidência e 12 a Vice-Presidência; 223 para governador, 236 para senador, 10.456 para deputado federal, 16.507 para deputado estadual e 592 para deputado distrital.

A campanha começou no dia 16 e vai até 1º de outubro, um dia antes do primeiro turno. Pela legislação eleitoral, os candidatos estão autorizados a fazer caminhadas, carreatas com carro de som e a distribuir material de campanha até as 22h.

No Nordeste do país, 2.939 pessoas disputam uma vaga de deputado federal nos nove estados. A Bahia é o estado com o maior número de candidatos da região: 763 para 39 vagas. Em segundo lugar, com o maior número de candidatos, está Pernambuco, com 464 para 25 vagas. Na sequência vem o Ceará, com 410 candidatos para 22 vagas e o Maranhão, com 360 para 18 vagas.

Na Paraíba, são 242 pessoas na disputa de 12 vagas. Os estados com o menor número de candidatos são Rio Grande do Norte (184 para oito vagas), Alagoas (178 para nove vagas), Piauí (173 para dez vagas) e Sergipe (165 para oito vagas). Da Agência Brasil.

Tempo de leitura: 2 minutos

A Bahia registrou, em abril, 15.416 postos de trabalho com carteira assinada. O resultado foi decorrente da diferença entre 73.891 admissões e 58.475 desligamentos. Com este saldo, o estado passou a contar com 1.843.144 vínculos celetistas ativos, uma variação de 0,84% sobre o quantitativo do mês anterior. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

No mês de abril, o Brasil teve um saldo de 196.966 vagas, enquanto o Nordeste registrou um ganho 29.813 postos – o que representou variações relativas de 0,48% e 0,45% comparativamente ao estoque do mês anterior. Das 27 unidades federativas do país, apenas duas não apontaram crescimento do emprego celetista em abril deste ano.

Em termos absolutos, com 15.416 novos vínculos formais, a Bahia ocupou a primeira posição na geração de postos entre os estados nordestinos no mês. Dentre os entes federativos, ficou na quarta colocação. Em termos de relativos, com variação percentual de 0,84%, também se situou na primeira posição no Nordeste e na quarta no país.

PRIMEIRA POSIÇÃO NO NORDESTE

Na Região Nordeste, a Bahia (+15.416 postos) foi seguida pelos estados do Ceará (+5.304 postos), Maranhão (+3.395 vagas), Paraíba (+2.418 postos), Sergipe (+1.649 vagas), Rio Grande do Norte (+1.588 postos) e Piauí (+1.031 postos).

Em contrapartida, dois estados nordestinos suprimiram vagas em abril: Pernambuco (-807 postos) e Alagoas (-181 postos) – por sinal, as únicas unidades federativas do país com eliminação líquida de postos no mês. A capital do estado da Bahia, Salvador, registrou saldo de 3.410 novos postos de trabalho celetista.

Do ponto de vista da variação relativa mensal do estoque, a Bahia (+0,84%), destaque da região, foi acompanhada pelo Maranhão (+0,64%), Sergipe (+0,59%), Paraíba (+0,56%), Ceará (+0,44%), Rio Grande do Norte (+0,36%) e Piauí (+0,34%). Os estados de Pernambuco (-0,06%) e Alagoas (-0,05%) registraram variações negativas e completaram o ordenamento.

Leia Mais

Tempo de leitura: 2 minutos

O Grupo Brasileiro anunciou, nesta segunda-feira (7), a criação da sua Universidade Corporativa. O projeto será tocado em parceria com o Instituto Politécnico de Ensino a Distância (iPED). Segundo a empresa, inicialmente os cursos serão voltados aos gestores das empresas do grupo nas áreas de administrativa, financeira, comercial, operacional, manutenção, marketing, gente & gestão e tecnologia da informação

As atividades internas da Universidade Corporativa, projeto da Diretoria de Desenvolvimento, sob a orientação da diretora Elaine Carletto, são coordenadas pelo núcleo Gente & Gestão (RH), baseado na sede regional do Grupo Brasileiro, em Itabuna, Sul da Bahia.

Os cursos disponibilizados na modalidade Educação a Distância (EaD), com carga horária entre 20 e 80 horas aula, podem ser acessados pela plataforma do iPED, e contam para o currículo e desempenho dos profissionais envolvidos.

GENTE & GESTÃO

Jaciara Santos, ao centro, coordena RH do Grupo Brasileiro

A coordenadora corporativa de Gente & Gestão, Jaciara Santos, explica que o programa da Universidade Corporativa pode ser realizado dentro do horário de trabalho e não tem caráter obrigatório. Nesta primeira fase, explica Jaciara, a universidade corporativa busca o desenvolvimento da equipe gestora vinculada às áreas administrativa, financeira, comercial, operacional, manutenção, marketing, gente & gestão e tecnologia da informação.

As universidades corporativas surgiram como solução para o alinhamento das iniciativas de treinamento com a estratégia da organização e de criação de vantagem competitiva, por meio de aprendizado permanente. A plataforma iPED oferece cerca de mil opções de cursos para a capacitação profissional, mas a trilha de cursos a ser seguida pelos colaboradores do Grupo Brasileiro é sugerida pela coordenação da Universidade Corporativa.

O Grupo Brasileiro envolve as empresas Cidade Sol, Cidade Real, Pauma, Brasileiro, Rota Transportes e Viametro. Todas possuem certificação de qualidade ISO 9001. O grupo gera total de 4.000 empregos diretos e indiretos e atua na Bahia, Sergipe, Alagoas, Paraíba, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Bahia fecha novembro com saldo de empregos
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia registrou saldo de 12.462 postos de trabalho com carteira assinada em outubro, resultado que põe o estado na primeira posição no Nordeste e na sétima colocação entre os entes federativos.

Com 118.745 novas vagas de saldo no acumulado do ano, a Bahia continuou à frente dos demais estados do Nordeste, com Pernambuco (+81.507 postos) e Ceará (+72.747 postos) na segunda e terceira posições, respectivamente. Entre as unidades da Federação, situou-se na sétima colocação.

Na região Nordeste, em outubro, a Bahia (+12.462 postos) foi seguida pelo estado de Pernambuco (+11.152 postos), Ceará (+7.576 postos), Maranhão (+4.979 postos), Paraíba (+4.283 postos), Rio Grande do Norte (+3.893 postos), Alagoas (+3.444 postos), Sergipe (+2.270 postos) e Piauí (+1.396 postos).

Dos cinco grandes setores de atividade econômica, quatro segmentos registraram saldos positivos: Serviços (+6.753 postos), Comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas (+2.850 vagas), Indústria geral (+1.562 postos) e Construção (+1.490 postos).

De responsabilidade do Ministério do Trabalho e Previdência, os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foram sistematizados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI).

Duas apostas acertam na Mega-Sena e levam quase 190 milhões de reais
Tempo de leitura: < 1 minuto

Os donos de três apostas feitas na Lotofácil da Independência, na Bahia, estão comemorando neste final de semana. Eles estão entre os 57 sortudos que dividirão o prêmio de R$ 150 milhões. O sorteio foi realizado na noite de sábado (11), no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo.

Além da Bahia, as apostas com 15 acertos foram do Distrito Federal (1), São Paulo SP (18), Paraná  (5), Santa Catarina, Goiás (3), Minas Gerais (2), Pará (2), Rio Janeiro (2), Ceará (1), Espírito Santo (1), Maranhão (1), Mato Grosso (1), Mato Grosso do Sul(1), Pernambuco (1), Sergipe (1). Outras 9 foram feitas por meio do Canal Eletrônico. Cada aposta receberá R$ 2.791.889,55.

Para demais faixas, com os valores menores, são 10.288 apostas acertadoras dos 14 números e cada receberá R$ 1.124,02. Com 13 acertos 292.658 apostas ganhadoras, R$ 25,00; com 12 são 3.577.748 apostas acertadoras, R$ 10,00. Com 11 acertos são 18.451.178 apostas ganhadoras e cada receberá R$ 5,00.

Na série espanhola da Netflix, "Professor" é o "cabeça" de bando que invade BC espanhol e Casa da Moeda || Reprodução
Tempo de leitura: 2 minutos

O líder de uma quadrilha responsável por ataques a agências bancárias e uma lotérica foi preso por policiais civis do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), no bairro de São Cristóvão, em Salvador, nesta quarta-feira (8). Com passagens pelo mesmo crime, o acusado também era explosivista do grupo e tinha mandados de prisão em aberto pela Justiça da Bahia e de Sergipe, relativos a roubos a bancos. O nome do criminoso não foi divulgado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA).

Agências bancárias dos municípios de Conceição da Feira e Salinas das Margaridas e uma casa lotérica em Simões Filho, são algumas das instituições financeiras atacadas pelo grupo chefiado pelo homem conhecido como “O Professor”. O apelido do chefe do bando é uma referência a grupo que invade a Casa da Moeda e Banco Central da Espanha na série La Casa de Papel, da Netflix, que está na 5ª e última temporada.

Equipes do Draco também cumpriram o mandado de prisão de outro integrante da quadrilha, nesta quinta-feira (9), em Salvador. De acordo com o titular da Coordenação de Repressão a Crimes Contra Instituições Financeiras, do Departamento, delegado Odair Carneiro, outros membros do grupo já foram identificados e diligências estão sendo realizadas para a localização dos mesmos.

BALANÇO 

“Trata-se de um trabalho de investigação contínua e em conjunto com a Polícia Militar, por meio diversos grupamentos, a exemplo da Rondesp/Leste e o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). Vamos seguir identificando e retirando das ruas os envolvidos com ataques a instituições financeiras”, pontuou.

O diretor do Draco, delegado José Bezerra Júnior, fez um breve balanço do combate aos grupos de assaltantes a banco. “Já tivemos dezenas de prisões, apreensões e algumas quadrilhas já foram desarticuladas. Esse trabalho vai continuar. Muitas ações são desenvolvidas entre a Polícia Civil e outras forças policiais, a exemplo da Operação Aerarium, que integramos junto com as polícias Militar e Rodoviária Federal”, afirmou.

Clínica Amo tem unidades em Ilhéus, Salvador, Aracaju e Natal
Tempo de leitura: < 1 minuto

Uma das maiores redes de serviços em saúde o País, a Dasa anunciou, na manhã desta quinta (1º), a aquisição da Clínica Amo, especializada em Oncologia e com unidades em Salvador e Ilhéus, na Bahia, além de Aracaju (SE) e Natal (RN). A operação ainda está sujeita a aprovação dos órgãos reguladores, conforme comunicado.

A AMO é das maiores no país na área de oncologia e está posicionada entre os principais players do setor em faturamento. É a primeira na Bahia a receber a certificação internacional QOPI (Quality Oncology Practice Initiative) pela Sociedade Americana de Oncologia.

“Com 27 anos de história, a Clínica AMO é reconhecida pelo alto padrão de atendimento no cuidado multidisciplinar, integrado e efetivo em oncologia, hematologia e especialidades correlatas por meio da prevenção, diagnóstico, tratamento, cura, suporte paliativo e pesquisa clínica”, reforça o comunicado da Dasa.

AQUISIÇÕES

A aquisição é a terceira realizada pela companhia no Nordeste em 2021. Em março, a empresa anunciou a aquisição do Hospital São Domingos (HSD), sediado em São Luís, Maranhão, e, em junho, integrou-se ao Hospital da Bahia, unidade de alta complexidade em Salvador (BA). A Dasa informa que todos os negócios ainda estão sujeitos à aprovação dos órgãos regulatórios.

Concurso do Banco do Brasil oferece 150 vagas na Bahia
Tempo de leitura: 3 minutos

O Banco do Brasil publicou, nesta quinta-feira (24), edital de novo concurso público para a carreira administrativa, no cargo de escriturário. O salário inicial é de R$ 3.022,37. As inscrições custam R$ 38,00 e podem ser feitas até 28 de julho. Há 150 vagas para Bahia.

As vagas são para os estados o Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe, Tocantins e no Distrito Federal.

São 2 mil vagas para Escriturário – Agente Comercial, mais 2 mil de cadastro reserva, para atuação nas unidades de negócios; 240 vagas de Escriturário – Agente de Tecnologia, e outras 240 de cadastro de reserva, com foco em Conhecimentos de TI.

Segundo o banco, o cargo de escriturário possui nomenclaturas específicas para uso no relacionamento com o mercado, que variam de acordo com a unidade em que o funcionário está lotado.

Para este concurso, os candidatos podem concorrer para Agente Comercial, que trabalha na rede de agências do BB, em todo o país, ou para Agente de Tecnologia, que assume na área de Tecnologia, em Brasília.

ETAPAS

Para participar do concurso, é preciso ter certificado de conclusão ou diploma de curso de nível médio, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, Secretarias ou Conselhos Estaduais de Educação e idade mínima de 18 anos completos, até a data da contratação.

O concurso será composto de aplicação de provas objetivas, de caracteres eliminatório e classificatório, prova de Redação, de caráter eliminatório, aferição da veracidade da autodeclaração prestada por candidatos (as) pretos (as) ou pardos (as), e procedimentos Admissionais e Perícia Médica.

As provas estão previstas para o dia 26 de setembro de 2021 e seguirá os protocolos de prevenção à Covid-19, conforme regras do edital. Acesse aqui o edital.

As provas irão conter questões de Conhecimentos Básicos (25 questões): Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Matemática e Atualidades do Mercado Financeiro e Conhecimentos Específicos (45 questões), de acordo com a vaga pretendida.

A remuneração inicial é de R$ 3.022,37, para jornada de 30 horas semanais, ajuda alimentação/refeição de R$ 831,16 por mês e, cumulativamente com o benefício de ajuda alimentação/refeição, o Banco concede a cesta alimentação, no valor mensal de R$ 654,87, na forma do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT.

Há possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional; participação nos lucros ou resultados, nos termos da legislação pertinente e acordo sindical vigente; vale-transporte; auxílio-creche; auxílio a filho com deficiência; e previdência complementar.

Os funcionários do BB possuem, ainda, acesso à Universidade Corporativa Banco do Brasil (UniBB), que promoveu 3,5 milhões de ações de capacitação apenas em 2020. “Estamos sempre investindo no encarreiramento dos nossos funcionários. Agora em maio, lançamos um movimento interno, chamado de ‘evolution’, para trazer oportunidades de qualificação profissional, direcionadas para o incremento e desenvolvimento de competências digitais”, destaca o presidente do BB.

O Banco irá oferecer bolsas de idiomas, incentivos para graduação, pós-graduação lato sensu, mestrado e doutorado, oportunidades de mentoria, compartilhamento de experiências e hackathons. “A nossa cultura organizacional é baseada em valores consolidados de foco no cliente, ética, inovação, senso de dono, confiabilidade, eficiência e espírito público”, finaliza Fausto.

O prazo de validade da esgotar-se-á após um ano a contar da data de publicação do Edital de Homologação dos resultados finais, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período, a critério exclusivo do banco.

“Nosso objetivo é atrair novos talentos, em nível nacional, que se identifiquem com nosso propósito de cuidar do que é valioso para as pessoas. Em decorrência da pandemia, tivemos o cuidado de definir um cronograma mais extenso para realizar a inscrição, possibilitando mais tempo de estudo aos candidatos”, explica Fausto Ribeiro, presidente do BB.

Primeiras doses de imunizante russo podem chegar à Bahia nos próximos dias|| Agustin Marcarian
Tempo de leitura: < 1 minuto

O  presidente do Consórcio Nordeste e governador do Piauí, Wellington Dias (PT), afirmou neste sábado (5) que os governadores do Nordeste estudam concentrar as primeiras doses da vacina Sputnik V em uma cidade de cada Estado. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, na sexta-feira (4), com restrições, o pedido de importação excepcional do imunizante, além da vacina Covaxin.

Segundo Dias, a ideia é reproduzir o mesmo experimento realizado no município de Serrana (SP) pelo Instituto Butantan, para verificar a eficácia da vacina Coronavac. “A ideia é ter esse monitoramento acompanhado pela Anvisa e pela ciência, por nossos cientistas. A ideia que a gente discutiu hoje é de, provavelmente, escolher cidades”, disse.

Piauí, deve ficar 64 mil doses do total autorizado para seis estados nordestinos. “Vamos escolher uma cidade que tenha mais ou menos 32 mil pessoas para vacinar. Vamos aplicar a primeira e a segunda dose, como foi feito em Serrana, acompanhado pelo Butantan. E assim, cada um dos Estados. É mais ou menos essa a ideia”, disse Wellington.

Caso a ideia seja realmente colocada em prática, na Bahia as doses podem ser destinadas para um município com 150 mil pessoas na espera de imunização.  Isso porque, de acordo com a autorização da Anvisa, o estado pode importar e aplicar somente 300 mil doses da Sputnik V.

A Anvisa autorizou a importação excepcional e temporária de doses da Sputnik V feita pelos estados da Bahia, Maranhão, Sergipe, Ceará, Pernambuco e Piauí, além da vacina indiana Covaxin. A decisão vale apenas para lotes específicos de imunizantes trazidos de fora e não configura autorização de uso emergencial pela agência. Com informações do G1 e O Globo.

A Juazeirense estreia no dia 4 de junho contra o Itabaiana
Tempo de leitura: 2 minutos

O Campeonato Brasileiro da Série D 2021 terá Bahia contra Sergipe na primeira rodada. De acordo com a tabela, divulgada neste sábado (27), pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o Bahia de Feira recebe o Sergipe, no dia 5 de junho. No dia seguinte, um domingo, a Juazeirense jogará contra o Itabaiana, no estado vizinho.

A Bahia terá três representantes na Série D deste ano. O terceiro time é o Atlético, que viaja até Alagoas para enfrentar o ASA, no dia 6 de junho. Atlético e ASA, mais as equipes já citadas, estão no grupo A-4, ao lado de Retrô (PE) e Murici (AL). A segunda rodada está prevista para os dias 12 e 13 de junho. Acesse o link para a tabela completa no final do texto.

Mas a série D do Campeonato Brasileiro começa antes, no dia 26 de maio, com uma fase preliminar envolvendo equipes que se juntarão as já classificadas. Durante seis meses, de maio a novembro, os 68 clubes disputarão as quatro vagas que dão acesso à Série C em 2022.

FASE PRELIMINAR

Na etapa inicial do torneio, oito equipes estão divididas em quatro grupos e se enfrentarão em jogos de ida e volta para definir os últimos classificados a Primeira Fase da Série D. Os confrontos da Fase Preliminar são: Santana/AP x GAS/RR, Tocantinópolis/TO x Picos/PI, Real Ariquemes/RO x Brasiliense/DF e Aquidauanense/MS x Rio Branco VIT/ES.

Na Primeira Fase, os 64 clubes são divididos em oito grupo com oito times cada. Dentro de cada chave, todos se enfrentam em turno e returno, totalizando 14 jogos. Os quatro melhores classificados em cada grupo avançam para o mata-mata, que começa com 32 equipes na Segunda Fase.

Em confrontos eliminatórios com partidas de ida e volta, o chaveamento segue até a grande final, que está marcada para os dias 7 e 14 de novembro. Os quatro clubes que alcançarem as semifinais garantem as vagas para o Campeonato Brasileiro Série C 2022.  Acesse aqui a tabela completa da série D deste ano.

Tempo de leitura: 2 minutos

A Biofábrica da Bahia recebeu a visita de um grupo composto pela Britvic Ebba – fabricante britânica de sucos que opera no Brasil, Associação das Indústrias Processadoras de Frutos Tropicais (ASTN) e Prefeitura de Estância, no estado de Sergipe. O grupo estuda iniciar parceria com a Biofábrica para produção de mudas de maracujá. A visita à unidade em Banco do Pedro, em Ilhéus, ocorreu nesta segunda (22).

Caso a parceria seja firmada, deverá ser desenvolvida, junto à Embrapa, uma nova variedade da fruta cítrica. A produção pode se tornar uma novidade no catálogo da Biofábrica, que atualmente não produz cítricos, mas conta com um dos mais importantes laboratórios de micropropagação vegetal da América Latina. O diretor-presidente do Instituto, Jackson Moreira, e equipe dialogaram com Mayara Silva, líder de campo da Britvic Ebba, Carlos Alberto Blinof, secretário-adjunto de Meio Ambiente de Estância, e Etélio Prado, presidente da ASTN.

“A ASTN aglutina produtores de indústria com o objetivo comum de desenvolver a lavoura da fruticultura em alguns produtos, como o maracujá. Dentro desse princípio, viemos visitar a Biofábrica da Bahia, que conheço em absoluto, dada a qualidade e produtividade dessa unidade”, disse Etélio.

DIVERSIFICAÇÃO

De acordo com Mayara, o objetivo é diversificar as variedades de maracujá para indústria. “A Britvic Brasil veio juntamente com a ASTN para buscar uma parceria junto à Biofábrica para podermos trabalhar em um programa e trazer uma diversificação para as variedades que temos de maracujá para indústria aqui no Brasil. Temos algumas variedades já pré-selecionadas e atuamos na Bahia, em Sergipe e principalmente no estado de Minas Gerais. E agora está surgindo a necessidade de trazermos novas variedades para o campo, com maior tolerância a certas pragas e doenças, com maiores teores de brix (açúcar), alto rendimento, dentre outras características que vão nos ajudar como indústria e ajudar muito ao produtor a nível de campo”.

Para Carlos Alberto, um novo material genético de maracujá mudará a economia da região de Estância. “Estamos buscando excelência na produção de mudas de qualidade, de melhoramento genético, para que a gente distribua um material mais produtivo, mais precoce e mais resistente a doenças. Isso vai mudar a economia local. Nessa visita, vimos uma excelente qualidade de propagação e essa parceria vai trazer o desenvolvimento econômico para toda a região sul sergipana no que tange a produção de maracujá”.

BIOFÁBRICA

O instituto, que é vinculado ao Governo da Bahia, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural, tem capacidade para armazenar 4,8 milhões de plantas. Atualmente, produz dez variedades de mudas frutíferas, além de essências florestais e mandioca.

“Nossa Biofábrica tem o compromisso de apresentar produtos de qualidade e não será diferente com o maracujá, considerando que temos expertise em várias frutíferas, como o cacau. A nossa expectativa é a melhor possível de que no menor espaço de tempo nós teremos materializado essa parceria e o compromisso com a agricultura baiana, sergipana, nordestina e brasileira”, disse Jackson Moreira.

Carlos Farias e Thelma
Tempo de leitura: 3 minutos

Walmir Rosário

Notícia boa viaja a pé, já as más, a cavalo. E é exatamente nessa antiga premissa que estamos nos acostumando – mesmo com irresignação – a viver nesses últimos tempos assolados pela pandemia da Covid-19. Desta vez, a péssima notícia chega em dose dupla, pelo whatsapp de José Nazal: “Nosso amigo Faria faleceu nesta sexta-feira (12), de Covid-19, e sua esposa Thelma se encontra internada na UTI”.

Irrequieto, dinâmico, agitado, astucioso, afável – para muitos –, carrancudo – nem tanto – para outros. E neste contexto se encaixava o ilheense Carlos Farias Reis, exatamente como o pensamento de Nélson Rodrigues, para quem toda a unanimidade era burra. Eu mesmo o classificaria com mais adjetivos díspares, principalmente quando o tema era sua conduta no trabalho, no dia a dia. Ainda bem.

Meses atrás, o casal Farias e Thelma deixa Ilhéus para dar apoio à filha em Aracaju, onde o genro passou um grande tempo na UTI, lutando contra a terrível Covid-19. Trancado no apartamento, não se conformava na mudança de vida, no comportamento totalmente estranho para quem sempre foi acostumado a sair às ruas, passear pela cidade, ou simplesmente conversar com os amigos.

Por ironia do destino, o Casal Farias Reis resolve retornar a Aracaju, refazendo o trajeto anterior pela capital baiana, revendo os amigos mais chegados. Já em Sergipe, sentem-se mal e são diagnosticados com a infecção da Covid-19. O que tanto temiam que infectassem os amigos, chegou a eles sem qualquer aviso-prévio, longe de sua querida cidade natal, Ilhéus.

Farias era um apaixonado por Ilhéus, embora sempre manifestasse vontade de se mudar para Aracaju, para viver mais próximo à família, ato sempre postergado por ele e cumprido pelo Divino. Farias se foi e agora rezamos por Thelma, sua esposa, para que se livre desta doença e deixe a UTI, restabelecendo-se por completo. Um casal perfeito, separado de forma violenta.

E desde o início do ano passado que Farias tentava marcar um almoço em sua casa para homenagear o jornalista José Adervan, falecido em 12 de fevereiro de 2017. Com a epidemia, a data festiva não foi agendada, e uma das preocupações do anfitrião eram as sucessivas mortes dos convidados – acometidos da Covid-19 –, com o risco de não haver quorum para a recepção. E Farias morre exatamente quatro anos após Adervan.

Por falar em recepcionar os convidados, um dos seus chegados na legião de amigos, o saudoso Raimundo Kruschewsky (Barão da Popov), sempre foi pródigo em nomear Farias como o último dos grandes anfitriões de Ilhéus. Essa frase foi tomada emprestada do escritor grapiúna Jorge Amado, que costumava chamar seu amigo Raimundo Pacheco Sá Barreto de o último coronel do cacau.

Grande anfitrião, Farias (ou Carranca, para alguns), se preocupava de forma exagerada com os amigos, tanto que nos nossos telefonemas quase diários, dava notícia do estado de saúde de quase todos, perguntando acerca dos que não tinha notícia. Nessa lista, uma de suas inquietudes era o jornalista e escritor Antônio Lopes, seu amigo desde os tempos de escola, com direito a cadeira e litro de whisky cativo na residência de Farias.

Carlos Farias Reis era considerado um homem das antigas, embora transitasse com muita facilidade em todas as faixas etárias e sociais, às vezes dizendo verdades merecidas, outras vezes palavras de conforto, ou simples pilhérias. Em sua casa reunia amigos, sem importar a ideologia política, posição social ou financeira, e seus convidados iam de representantes do clero, passando por jornalistas, comerciantes, comerciários ou políticos.

Ao tomar conhecimento da morte de seu amigo Farias, Antônio Lopes, ainda agastando com os efeitos de um infarto, ao se refazer do choque, exclamou. “Estou arrasado, creio que perdi uma parte de mim”. O sentimento de Lopes por certo ecoou em Ilhéus e ultrapassou seus limites, dada a comoção que tomou conta de amigos tantos em Itabuna, Canavieiras, Salvador, Aracaju, dentre outras cidades.

Funcionário da Petrobras, abandonou sua merecida aposentadoria quando chamado para implantar o terminal da empresa de Itabuna, tornando a vestir o pijama listrado assim que inaugurado. Como era do seu temperamento irrequieto, prestou vestibular para Direito; formado, prestou concurso para juiz conciliador do Juizado Especial; aprovado, preferiu não assumir o cargo, deixando a vaga para os mais novos.

Em sua colação de grau, Farias não era chamado pelos amigos de formando, como natural, mas de desembargador, pela idade, o que valeu um lauto almoço, com direito a assento na mesa da diretoria. Como bem disse o amigo Antônio Lopes, com a partida de Faria todos perderam um pedaço de si – em graus diferentes –, lembrança que por certo não sairá da memória de cada um de nós.

Walmir Rosário é radialista, jornalista e advogado.

Governadores do Nordeste querem a suspensão de voos da Europa|| Foto Fábio Rodrigues Pozzebom
Tempo de leitura: 2 minutos

O Consórcio do Nordeste, grupo dos governadores de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe, pediu ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que suspenda imediatamente todos os voos com origem ou destino no Reino Unido, Dinamarca, Holanda e Austrália.

No ofício, divulgado nesta quarta-feira (23), mas enviado ontem (22) no fim do dia ao Ministério da Saúde, o grupo sugere ainda que o governo federal solicite quarentena “para todos os passageiros que vierem dos demais países europeus e que, durante o período de isolamento, façam exames RT-PCR”.

O pedido vem após uma nova mutação do novo coronavírus (covid-19) ser identificado no Reino Unido. “É com profunda preocupação que os governadores do Nordeste do Brasil recebemos a notícia de mutação do vírus causador da covid-19 e da possibilidade que suas variantes sejam mais contagiosas e mais letais“, diz o consórcio, em carta assinada pelo governador Wellington Dias (PT-PI), presidente do grupo.

RESTRIÇÃO

Embora não tenha, até o momento, decidido pela suspensão de voos como querem os governadores, o Ministério da Saúde informou que a partir da próxima quarta-feira (30) entrará em vigor a restrição de entrada, por rodovias, portos e aeroportos, no Brasil para estrangeiros de qualquer nacionalidade, de acordo com a Portaria 630/2020. Antes do embarque, os viajantes precisarão apresentar à companhia aérea um documento que comprove o resultado não detectável de teste laboratorial (RT-PCR) para a covid-19.

Leia Mais