Tempo de leitura: < 1 minuto

Os estudantes da Oficina de Iluminação Cênica da Casa de Cultura Jonas e Pilar fizeram visita técnica ao Teatro Municipal Candinha Doria, em Itabuna, no último dia 17. No teatro, tiveram aula prática e conheceram todos os equipamentos de iluminação para palco e bastidores.

“Na visita, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer in loco o que foi passado durante o curso: eletricidade básica para o teatro, iluminação cênica e pontos básicos para quem trabalha na área”, explica o professor José Carlos Ngão, que atua há três décadas no mercado cultural. Já o aluno Lucas Rosário ressalta a experiência do contato com o ambiente teatral e o movimento sincronizados das luzes, cores e sombras em cena.

Ofertado em Buerarema, o curso prepara os alunos para atuação imediata no mercado de trabalho. A formação tem carga de 25h e garante certificado. As atividades vão até a próxima semana.

O curso faz parte do projeto de Ações Continuadas da Casa de Cultura Jonas e Pilar, com apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia. A realização é do Instituto Macuco Jequitibá e tem apoio institucional da Prefeitura de Buerarema.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O 6º Festival de Teatro da Caatinga está com as inscrições abertas para a seleção de espetáculos da mostra oficial até este sábado (26), às 18h. As inscrições podem ser solicitadas pelo email festivalcaatinga@gmail.com, solicitando ficha de inscrição e o edital de seleção. Uma curadoria fará a seleção de seis a oito montagens que participarão da 6ª edição do evento em Irecê, sertão da Bahia.

Podem se inscrever grupos teatrais de todo o Brasil, sendo que ao menos quatro espetáculos serão produções baianas. O projeto foi contemplado pelo Edital Setorial de Teatro 2019 e tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, Fundação Cultural do Estado da Bahia e Secretaria de Cultura da Bahia.

O Festival de Teatro da Caatinga, que também conta com apoio da Prefeitura Municipal de Irecê (Secretaria Municipal de Cultura), vai de 22 a 26 de abril e reunirá, além dos grupos selecionados, artistas e outros convidados especiais do Brasil e do exterior. Outras informações estão disponíveis em www.festivalcaatinga.com.br.

SENHOR DO BONFIM E UIBAÍ

O festival tem como tema geral desta edição O Teatro e suas Fronteiras. Além da mostra oficial, possui uma intensa programação pedagógica com seminários, workshops e projetos de intercâmbio com outras cidades e países. Outra novidade desta edição é que, além da sede, em Irecê, o festival vai promover uma programação nas cidades de Senhor do Bonfim e de Uibaí.

A 6ª edição do evento consolida a proposta de realização de um festival internacional de teatro no semiárido baiano, com objetivo principal de valorizar a produção teatral da Bahia em sua diversidade, promovendo também o intercâmbio dos artistas da região do sertão com os de outros territórios do estado e de espetáculos de outros estados e de outros países.

Enilda quer homenagear Arléo com nome de escola em construção
Tempo de leitura: < 1 minuto

A vereadora Enilda Mendonça (PT), em visita à sede da Secretaria de Educação do Estado (SEC), em Salvador, nesta segunda-feira (21), pediu ao governo estadual que a escola em construção na Barra de Itaípe, na zona norte de Ilhéus, receba o nome do professor Arléo Barbosa, que faleceu em fevereiro passado.

Segundo a parlamentar, essa seria uma forma de homenagear e valorizar o professor pelos seus grandes serviços prestados à comunidade acadêmica da região sul da Bahia. Ela também cita o livro “Notícia Histórica de Ilhéus”, de Arléo Barbosa, que serviu como referência para as primeiras dissertações sobre a região do cacau, a partir dos anos 1980.

Membro da Academia de Letras de Ilhéus, Carlos Roberto Arléo Barbosa faleceu aos 89 anos. Seu trabalho de pesquisa sobre Ilhéus e a região sul da Bahia teve início ainda na juventude. Foi professor da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), do Instituto Nossa Senhora da Piedade e do Colégio Vitória e fundou o Colégio Fênix.

Clique aqui para ler a homenagem do professor Efson Lima ao grande mestre.

Imagem da minissérie brasileira Cidade Invisível, produção original da Netflix
Tempo de leitura: < 1 minuto

Nesta quarta-feira (16), a Netflix anunciou que testará a cobrança de uma tarifa extra aos clientes que emprestam os dados de acesso ao serviço de streaming a moradores de outras casas. A princípio, segundo a empresa, o teste será feito apenas em três países – Chile, Costa Rica e Peru.

Convertidas para o real, as tarifas adicionais serão de R$ 10,00 a R$ 15,00. A fase de teste, que será por tempo indeterminado, vai permitir que a empresa decida se estenderá ou não a nova regra para outros países.

A companhia emitiu comunicado sobre a nova medida. Segundo o texto, o compartilhamento dos dados de acesso diminui a capacidade de investimento em novas produções audiovisuais para os assinantes.  

“Queremos garantir que todos os novos recursos sejam flexíveis e úteis para os membros, cujas assinaturas financiam todos os nossos excelentes programas de TV e filmes”, assegura a empresa.

Público pôde conhecer as produções do artesanato de Uruçuca
Tempo de leitura: < 1 minuto

O primeiro Calçadão Cultural movimentou a Praça Miguel Baracho, no centro da Uruçuca, no último final de semana. O público pôde curtir apresentações musicais de Jorge e Dudu, Alcione – A índia do Arrocha, Roberto KiPancada e convidados, além de conferir as produções do artesanato local no Calçadão.

Lívia Barbosa, diretora de Cultura do município, considera o evento importante e necessário, que alimenta a cultura no município e proporciona momentos de lazer e integração para diversos grupos, desde agentes culturais a comerciantes locais e público em geral. “O Calçadão Cultural valoriza nossos artistas, movimenta a economia e leva alegria à comunidade”, frisou.

O evento contou com apoios como os da Câmara de Vereadores, comerciantes e associações locais. “O evento foi um sucesso! Sem falar no apoio da Polícia Militar, que esteve presente para que as pessoas pudessem aproveitar o momento em segurança”, disse Lívia Barbosa.

A primeira edição do projeto estava marcada para o fim de semana do Carnaval, porém, em decorrência do decreto municipal que proibia festas de rua, foi adiado para esta semana, casando bem com período de baixa no número de casos de Covid-19 no município.

Conceição Vita explica propósitos do Foro, que recebe Daniel Coelho na sua primeira atividade
Tempo de leitura: < 1 minuto

O recém-criado Foro Psicanalítico do Sul da Bahia vai realizar seu ato inaugural nesta sexta-feira (11), às 17h, com uma comunicação do professor e psicanalista Daniel Coelho, da Universidade Federal de Sergipe (UFS). Com o tema “Aspectos históricos da repolitização da psicanálise”, a apresentação será via internet, no Google Meet. A inscrição é gratuita e deve ser feita neste link.

A psicanalista e professora Conceição Vita é membro do Foro e explica os propósitos do grupo. “É uma instância que tem como proposta o estudo e a discussão da psicanálise. Vamos alternar encontros com psicanalistas já reconhecidos nacionalmente e o próprio grupo, num processo de leitura e discussão de textos clássicos de Freud e Lacan e de textos atuais, de psicanalistas brasileiros, franceses, argentinos, mas especialmente brasileiros”, declarou, por telefone, em entrevista ao PIMENTA.

Docente da Faculdade de Ilhéus e da UniFTC, Conceição deixa claro que o objetivo do grupo não é formar psicanalistas nem oferecer formação institucional na área. A ideia é congregar pessoas que se dedicam ao estudo e à prática psicanalítica. “É uma tradição da psicanálise, desde Freud, que as pessoas se reúnam para estudar, discutir e produzir, por isso a gente deu essa identidade do sul da Bahia, para que as pessoas da região que tiverem interesse possam nos procurar”.

Interessados em obter mais informações sobre o Foro podem entrar em contato pelo número (73) 9 9199-7779, apenas via WhatsApp.

Cantora e compositora Eloah Monteiro será a artista da semana na programação da Educadora FM e TVE
Tempo de leitura: < 1 minuto

A cantora e compositora ilheese Eloah Monteiro terá suas novas músicas promovidas pelo Selo Educadora FM Independente. A iniciativa divulga lançamentos independentes de álbuns ou EPs, numa articulação entre a Rádio Educadora FM, a TVE e as redes sociais das emissoras públicas baianas.

O álbum ‘Em Primeiro Lugar’ tem 12 faixas e aborda, de forma leve – e muitas vezes descontraída -, os dilemas amorosos, posições políticas e experiências que contribuem na construção da visão de mundo da artista.

Dona de uma voz marcante, Eloah Monteiro é mulher preta, mãe, bissexual e sul-baiana. Cantora, compositora e atriz há mais de 20 anos, foi finalista do Festival de Música da Rádio Educadora FM, em 2019.

Sua performance com músicas autorais e versões de grandes artistas da música popular brasileira já abrilhantaram os palcos de diversos concertos, eventos literários e apresentações na Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Buenos Aires.

ESSA É PRA TOCAR NO RÁDIO, NA TV E NAS REDES

A promoção do trabalho de Eloah será na próxima semana, durante toda a programação da rádio, na TVE e nas redes sociais. No dia 11 de março, às 12h, a artista será entrevistada no programa Multicultura.

O nome do disco carrega o sentido de autoconhecimento, amor próprio e autoconfiança. No álbum ‘Em primeiro lugar’, a artista dá a volta por cima dos sentimentos de inferioridade e impotência provocados pelos preconceitos, e exalta a música da mulher negra sul-baiana.

O trabalho tem direção musical da percussionista Ticiana Belmonte, baixo de Vanessa Chalup e participações de Laís Marques, entre outros músicos de peso. A captação foi realizada nos estúdios Canoa Sonora, Lukas Horus e Mr. Lagos, este último sendo responsável também pelos beats e processos de mixagem e masterização do álbum.

Desfile dos Caretas mantém acesa tradição no Carnaval de Itacaré || Fotos Maria Amália Martin
Tempo de leitura: 2 minutos

Reconhecido como patrimônio cultural e imaterial do povo itacareense pela Lei 385/2021, aprovada por unanimidade pela Câmara de Vereadores e sancionada pelo prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, o Desfile dos Caretas mantém a tradição de levar alegria, fantasia, cores e a magia para o carnaval da cidade. Neste ano, por causa da pandemia, os caretas seguiram os protocolos de prevenção contra a Covid-19 e saíram em pequenos grupos, mantendo firme e viva a tradição do Carnaval de Itacaré.

Nessa tradição não há limites de idade e nem de alegria. Vestidos com fantasias coloridas e máscaras assustadoras, os caretas viraram marca do carnaval de Itacaré, uma cultura que atravessa gerações e é símbolo da maior festa popular da cidade. O prefeito Antônio de Anízio lembra que o Desfile dos Caretas faz parte da cultura e da história de Itacaré. “Nada mais justo que reconhecer definitivamente esse movimento como patrimônio da nossa gente”.

PROTOCOLO NA PANDEMIA

De acordo com a lei, o Desfile dos Caretas ocorrerá todos os anos no período carnavalesco. Para garantir cada vez mais essa tradição e proporcionar segurança e manter os protocolos contra a Covid-19, a Prefeitura de Itacaré, por meio da Secretaria de Turismo e Cultura, cadastrou todos os caretas que estariam participando do carnaval.

Foram cerca de 250 cadastrados, das mais diversas idades e bairros. Além de definir os horários e critérios das saídas dos caretas, esse ano as pessoas também precisaram atender ao protocolo de conduta sanitária a ser seguido durante a manifestação cultural, observando o distanciamento social, evitando aglomerações e grandes grupos de participantes, além do uso de álcool em gel.

Inscrições estão abertas; confira regulamento do concurso
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Agência de Desenvolvimento do Sul da Bahia (Agesul) abriu inscrições para o Festival de Forró de Músicas Inéditas (FestForró), que será realizado nos dias 29 e 30 de abril e 1º de maio, no Parque de Exposições de Itabuna. A composição vencedora do concurso de canções inéditas vai render prêmio de R$ 10.000,00.

O coordenador do FestForró, Josias Miguel, explica que o evento vai ser uma das atrações do Agrotudo Bahia, esquentando a pré-temporada dos festejos juninos com músicas inéditas de artistas do mundo do forró. “Nada mais oportuno do que revelar e exibir novas canções do gênero, em maio, início da temporada”, acrescentou.

No Agrotudo Bahia, a Vila do Forró vai dar espaço para barracas de comidas típicas e danças. “Se possível, contando com apoio da Prefeitura de Itabuna e iniciativa privada, promoveremos também um concurso de quadrilhas juninas”, revela Josias.

INSCRIÇÕES E REGULAMENTO DO FESTIVAL

As inscrições para o concurso de canções inéditas deverão ser feitas de forma presencial, no escritório da Agesul, localizado na rua Carlos Eduardo Guimarães, 886, bairro Zildolândia, em Itabuna, até 4 de abril. A taxa de inscrição é de R$ 250. Ao todo, o festival receberá 40 inscrições.

Nos dois primeiros dias do festival, todas as músicas inscritas serão apresentadas. O júri escolherá três canções para a disputa final, no dia 1º de maio.

Clique aqui para acessar o regulamento completo do concurso. Mais informações podem ser obtidas via e-mail (diretoria@agesul.com.br).

Fotos de Marcos Souza, Marcos Japu, captam a expressividade de quem cultua, preserva a tradição de um povo
Tempo de leitura: < 1 minuto

Poderia ser muito bem uma série de “fotos que falam”. A expressividade, a tradição, a força das religiões de matriz african e a cultura baiana reveladas em cliques de Marcos Souza, o querido e talentoso Marcos Japu.

As belas imagens foram capturadas por Japu nesta terça-feira, 2 de fevereiro, Dia de Iemanjá, em Itacaré, no sul da Bahia, terra do turismo de aventura, abençoada pela natureza, de maravilhosas praias e também formada pelo povo quilombola, de tão rica história.

No semblante, história de vida e preservação das tradições || Foto Marcos Souza Japu

Abaixo, e no Instagram do Pimenta, confira a sequência de fotos que podem dar start numa bela exposição.

Dia Nacional da Visibilidade Trans é comemorado neste sábado (29)
Tempo de leitura: 2 minutos

Pessoas transexuais, que não se reconhecem com seu gênero e nome legal de nascimento, vão contar com serviço para adequação de seus registros de identidade. O sexto Mutirão de Adequação de Nome e Gênero, da Defensoria Pública do Estado da Bahia (DPE/BA), começará nesta segunda-feira (31) e seguirá até 4 de fevereiro.

A ação será um desdobramento do Dia Nacional da Visibilidade Trans, comemorado neste sábado (29). Nesta edição, o mutirão conta também com a parceria do Ministério Público do Estado da Bahia.

As inscrições serão feitas por meio de número de WhatsApp que ainda será divulgado nas redes sociais da Defensoria.

IMPACTOS

Beneficiada pelo Mutirão de 2019, a mulher trans e professora da rede municipal de ensino de São Francisco do Conde, Inaê Leoni, observou que a adequação de nome e gênero impactou em sua própria qualidade de vida.

“A retificação do meu nome e dos meus documentos chegou como algo que legitimou a mim, meu corpo, minha existência. Antes disso, tinha que ficar justificando quem sou, qual meu gênero, era um briga constante e diária. Mas, agora, tenho um documento oficial que comprova a minha identidade. Isso muda muito a minha perspectiva de saúde, de bem-estar e de tranquilidade, que é algo que geralmente não temos”, comentou Inaê Leoni.

No Mutirão de 2021, a DPE/BA recebeu 508 inscrições para readequação dos registros, sendo 293 na capital baiana e 215 no interior. “Fiz minha retificação e foi melhor porque o processo é mais rápido e mais barato do que se fizesse apenas por minha conta. É importante para as pessoas trans que o mutirão ocorra e siga ocorrendo pela facilidade e pelo alcance que ele tem”, explicou o estudante de Letras Aladdin Andrade.

Clique em “Leia Mais” para ver a documentação necessária ao procedimento.

Leia Mais

KL Jay, lenda vida do rap nacional, apresenta-se hoje no Almafrica
Tempo de leitura: < 1 minuto

KL Jay, nome artístico do DJ Kleber Simões, será a atração principal da primeira edição do Big Shake Tour, evento marcado para as 21h desta terça-feira (18), no Centro Cultural Almafrica, no bairro São Miguel, zona norte de Ilhéus.

Lenda viva do rap nacional, KL Jay é o homem por trás das batidas que embalam as músicas dos Racionais MC’s, maior expoente da cultura Hip Hop no Brasil.

No show de hoje, o músico paulistano terá a companhia dos DJ’s Raiz, Leandro Vitrola, Bruno Vita e Lula Soares Lopes, além dos rappers Vandal, Cijay, Billy Fat e André Dentinho.

Os ingressos estão à venda na plataforma Sympla.

Secretária de Desenvolvimento Econômico destaca impacto positivo da iniciativa no comércio local
Tempo de leitura: 2 minutos

A secretária de Desenvolvimento Econômico e Inovação Soane Galvão participou do lançamento do Natal Encantado, na noite desta terça-feira (7), na Praça Dom Eduardo, no Centro Histórico de Ilhéus. Conduzido pelo prefeito Mário Alexandre, Marão (PSD), o ato também contou com a presença de empresários e membros da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Ilhéus (CDL), parceira do município no projeto.

“Todo investimento é feito para desenvolver o comércio de forma propulsora. O Natal Encantado é feito com carinho para os ilheenses e todos os visitantes. Desejo que a esperança, a fé e o amor sejam renovados na vida de cada um”, declarou a secretária e primeira-dama.

Público contempla decoração natalina no Centro Histórico de Ilhéus

Já o prefeito Mário Alexandre enfatizou a importância da iniciativa para resgatar a autoestima da população, além do impacto positivo para a economia local. “Natal é momento de força, de união, fé e esperança. A gente tem superado vários obstáculos e vamos continuar trabalhando para melhorar a qualidade de vida do nosso povo”, acrescentou.

Casa do Papai Noel foi montada em frente à Catedral São Sebastião

O Natal Encantado chega à sua terceira edição em 2021. Neste ano, além do presépio e da casa do Papai Noel montados na Praça Dom Eduardo, a decoração também abrange as praças J.J Seabra e Cairu e o Palácio Paranaguá, antiga sede da Prefeitura e atual Museu da Capitania.

Jânio Natal, prefeito de Porto Seguro, proíbe música eletrônica e participação de DJ's nas festas de Caraíva
Tempo de leitura: 2 minutos

O Decreto 13.401/21, publicado no último dia 2 pelo prefeito Jânio Natal (PL), proibiu a execução de música eletrônica e a participação de DJ’s nos eventos em Caraíva Velha, o distrito paradisíaco do município de Porto Seguro, no sul da Bahia.

A especificidade da proibição – que não alcança outras formas de expressão musical, como bandas e cantores – revoltou um músico que atua há 20 anos no estado. Ele procurou a reportagem do PIMENTA para questionar a medida da Prefeitura, sob a condição de ter a identidade mantida em sigilo, pois teme eventuais represálias.

Proibição foi estabelecida no segundo artigo do decreto municipal

“[A decisão é] fundamentada em quê? Em preconceito? Porque os eventos vão acontecer”, disse o músico, referindo-se às festas agendadas para o período de fim de ano em Caraíva, inclusive as de Réveillon. Artistas consagrados no cenário nacional integram a programação dos festejos, a exemplo de Falcão, Banda Eva e Mariana Aydar.

Ele insiste no questionamento. “Qual é o critério, se o volume [do som] pode ser o mesmo?”.

Depois, apresenta seu ponto de vista político sobre o paraíso à beira-mar. “Caraíva é uma colônia sul, sudestina e gringa. Existem poucas pessoas da Bahia usufruindo daquele espaço. Tudo está sendo vendido para pessoas de fora. Boa parte desse empresariado, que está lá há mais tempo, quer a manutenção de uma tradição de Caraíva, que é uma coisa muito mais ligada ao forró e ao samba. Por eles, a coisa ficava nesse lugar pra sempre, porque talvez seja a preferência musical deles. Não é errado ter preferência. A questão é impedir que as coisas sigam para o lugar que elas vão. Gerar um impedimento é como colocar uma barricada na história, uma barragem no fluxo da história”.

Acesse o decreto na íntegra.

OUTRO LADO

Às 9h55min desta terça-feira (7), o PIMENTA telefonou para o Gabinete do Prefeito. A atendente do órgão informou que questionamentos da imprensa devem ser feitos à assessoria da Secretaria de Relações Institucionais. Procurado, o assessor da pasta recomendou que a reportagem mantivesse contato com um segundo assessor, com quem conversamos por telefone.

Na conversa, o representante da Prefeitura de Porto Seguro solicitou que enviássemos o questionamento via WhatsApp. Às 10h30min, em mensagem de texto, o PIMENTA reafirmou o objetivo de entender os critérios da proibição de música eletrônica e dos DJs nas festas de Caraíva. Não obtivemos resposta até o fechamento desta matéria, às 14h.

DJ vai agitar a pista no piso superior do Jequitibá nesta sexta
Tempo de leitura: < 1 minuto

Sexta-feira (3) é dia de música no Shopping Jequitibá, em Itabuna, com a apresentação do DJ Rafa Gouveia, um dos principais nomes da cena eletrônica na Bahia. Rafa se apresenta a partir das 20h, no piso superior do Shopping.

Rafa Gouveia alcançou, em 2020, a marca de 1,5 milhão de views e 35,7 mil ouvintes mensais na plataforma de música Spotify, o serviço de streaming mais popular e usado do mundo. A performance se repete em 2021.

As músicas do DJ baiano já são ouvidas em cerca de 40 países. Rafa Gouveia conquistou o público com um estilo que passeia pelas vertentes da House music como o Future House, Tech House e Progressive.

PROTOCOLOS

O Shopping Jequitibá segue todos os protocolos de segurança determinados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para a prevenção da Covid 19, visando garantir a segurança de lojistas, colaboradores e clientes.