Tempo de leitura: < 1 minuto

Do Jornal Bahia Online

Quatro pessoas em Ilhéus, no sul da Bahia, estão em “Quarentena Domiciliar” após apresentarem sintomas da gripe suína. Todos os casos suspeitos foram atendidos no Hospital Geral Luiz Vianna Filho e continuarão com o acompanhamento do Serviço Epidemiológico do município até a próxima semana, conforme orientações do Ministério da Saúde.

Duas mulheres chegaram à cidade provenientes da Europa e foram encaminhadas para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) pela empresa aérea em que viajavam. São ilheenses e moram em Milão, Itália. Dois homens apresentaram sintomas da doença depois que chegaram do Paraná, sul do país, onde o número de casos não para de crescer.

De acordo com o diretor do Hospital Geral, Gustavo Cezar, todos já foram liberados e estão sob a responsabilidade da Vigilância Epidemiológica que acompanha a involução do quadro.

Confira todos os detalhes no www.jornalbahiaonline.com.br

Tempo de leitura: < 1 minuto

José Ferreira Vieira, o Ferreirinha, 99 anos, deixou a CTI do Hospital Calixto Midlej Filho, em Itabuna, após um grave problema pulmonar. Ele fez grande sucesso na década de 90 e ocupou páginas de jornais em todo o mundo quando se casou com uma estudante de 15 anos, Iolanda.

Da relação e de uma entrevista ao programa Jô Soares Onze e Meia, no SBT, surgiu o apelido “Garanhão de Itabuna”, como bem relembra o jornalista e blogueiro Daniel Thame (confira).

Daniel fez uma visita ao “Garanhão” Ferreirinha. “Ele está recebendo a atenção dos parentes e tem o carinho permanente da esposa Iolanda, prova provada de que até os amores improváveis são duradouros quando, perdão pela redundância, permanece acesa a chama do amor”. Ferreirinha completa 100 anos de vida em 8 de janeiro de 2010.

Leia mais em www.danielthame.blogspot.com

Tempo de leitura: < 1 minuto

A campanha tríplice dos dias das Mães e Namorados e do São João, promovida pela CDL, chegou ao fim contabilizando um incremento de 18% nas vendas do comércio de Itabuna. Há pouco, a CDL promoveu o sorteio do principal prêmio da campanha, um carro zero quilômetro. O vencedor foi Tiago Alves Oliveira, que reside no bairro Castália, em Itabuna. A campanha começou em maio e sorteou 100 vales-compras no valor de R$ 400,00, duas motos zero quilômetro, cinco TVs LCD de 32 polegadas e o carro.

Tempo de leitura: < 1 minuto

EXCLUSIVO

Paralisadas desde o final do ano passado, as obras de construção do Resort Warapuru, na praia da Engenhoca, em Itacaré, deverão ser retomadas em 60 dias, segundo o majoritário no empreendimento, o português João Guedes. A paralisação ocorreu por questões financeiras.

Um grupo indiano deve se associar ao investimento da rede hoteleira. A construção do primeiro hotel seis estrelas da América do Sul gerava 1.400 empregos na cidade de pouco mais de 25 mil habitantes, quando o empreendimento sofreu a paralisação. O prometido retorno das obras significará alívio para o município. Quando estiver em funcionamento, o Warapuru deve gerar 400 empregos diretos.

Tempo de leitura: < 1 minuto
Na missa de FG, Azevedo reencontrou Jesuíno
Na missa de FG, Azevedo reencontrou Jesuíno (Foto: Pimenta na Muqueca)

Esse abraço – que de tão apertado esconde o rosto do abraçado – é do atual prefeito Capitão Azevedo no ex-secretário da Saúde, Jesuíno Oliveira. Em que pese a situação calamitante que o ex-secretário deixou a saúde, sem dúvidas o maior pepino do atual governo, a amizade entre os dois não foi abalada.

O reencontro foi na missa em comemoração ao aniversário de 70 anos do ex-prefeito Fernando Gomes, na terça-feira (30). Estaria Azevedo cogitando chamar Jesuíno para salvar a Saúde no município?

Tempo de leitura: < 1 minuto
Juçara diz que acordo com Fábio só teria validade se ela ganhasse eleição
Juçara diz que acordo com Fábio só teria validade se ela ganhasse eleição

Ao que parece, o deputado estadual Capitão Fábio esqueceu de olhar as letras miúdas no contrato que firmou com o federal Geraldo Simões, na reta final das eleições municipais itabunenses, em 2008.

Fábio, que era candidato a prefeito pelo PMDB e desistiu a 48 horas da eleição, contava com o apoio exclusivo de Geraldo para reeleger-se deputado estadual. Não vai ter.

Para decepção do deputado, o petista não esconde de ninguém que seu projeto é lançar Juçara Feitosa como candidata a uma cadeira na Assembleia. E Juçara, que fez aniversário esta semana, disse a vários amigos e aprochegados que ligaram para cumprimentá-la e saber das novidades: “eu só teria compromisso com Fábio se vencesse a eleição, o que não ocorreu”.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O governador Jaques Wagner participou, no início da tarde, do programa Que Venha o Povo, apresentado pelo jornalista Casemiro Neto, na TV Aratu. Instado a comentar sobre a sua relação com o ministro Geddel Vieira Lima e a hipotética candidatura peemedebista, Wagner não pestanejou:

– Em política se faz muita espuma, mas o ministro já deixou claro que esse é o momento de refletir.

Ainda sobre a sucessão estadual, deixou claro que é candidato à reeleição e que, sobre Geddel, vai esperar a sinalização do presidente Lula e da sua candidata, Dilma Roussef, e os arranjos eleitorais de 2010. Deixou implícito que a candidatura Geddel dependerá, e muito, das articulações em nível nacional.

Então, tá.

Tempo de leitura: < 1 minuto

A polêmica em torno do presidente da Associação de Moradores do Bairro São Pedro, Francisco Estevam, chamado na chincha pelo seu partido, o PT, por se reunir com secretário do governo do DEM, ainda vai render.

Na verdade, chega a este blogueiro a informação de que Chico não está sendo questionado pura e simplesmente pelo encontro, mas por sua postura durante o mesmo.

É que, no discurso proferido no São Pedro, o secretário Gilson Nascimento teria afirmado que “Itabuna não tem deputado”. A provocação, claramente, foi dirigida ao deputado federal Geraldo Simões (PT), que já governou o município por duas vezes.

O diretório municipal do PT esperava, certamente, que o presidente da associação defendesse o correligionário. Mas ele ficou quietinho da silva.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Quem faz aniversário neste dia 1º de julho é o secretário de Esportes de Itabuna, Alcântara Pellegrini. Figura simples, bom amigo, Alcântara já recebeu diversas homenagens pela chegada aos 46.

Não se sabe se haverá bolo em comemoração. Mas de segurar vela todos estão dispensados…

Tempo de leitura: 2 minutos

Certamente este não é o melhor caminho, e o cidadão até já foi alertado pela polícia que pode ser preso. Mas devido à situação de humilhação e descaso a que vem sendo submetido, um senhor de 52 anos, que busca há um mês uma autorização de exame oftalmológico para sua mãe, de 74, diz estar prestes a “fazer uma besteira” no posto de saúde do Califórnia. A última promessa dos funcionários, feita ontem à tarde, foi para esta sexta-feira.

“Já avisei até no posto policial: se eles me fizerem de besta novamente, nesta sexta-feira, quebro tudo lá dentro”, desespera-se o cidadão. O caso já foi denunciado aqui no Pimenta. Este mesmo senhor já dormiu duas vezes na fila, na tentativa de conseguir uma autorização para exames pré-operatórios para sua mãe, que sofre de catarata e está praticamente cega.

Depois das madrugadas no frio, esta é a terceira vez que mandam que vá ao posto (Unidade Básica de Saúde Alberto Teixeira Barreto) para retirar a tal autorização. “Antes disso já me disseram que ligariam para minha mãe, para entregar a autorização. Depois dessa promessa já dormi na fila e nada foi resolvido”, lamenta.

A paciente – no sentido mais literal da palavra – é hipertensa, e diante da confusão que se anuncia, além da angústia de quase já não poder andar sozinha, teme pela sua saúde. “Pedi que ele não fizesse nada. Espero em Deus que tudo se resolva, sem precisar de confusão”. Segundo outros parentes da anciã, funcionários do posto disseram que o caso já está marcado com uma observação de urgência.

Num governo que após seis meses da posse não muda o discurso e continua a pedir paciência à população, quem sabe a classificação como urgência não já é um sinal de que um dia esse exame – assim como o próprio governo – desempaque.

Tempo de leitura: < 1 minuto

homenagem piromaníaca e de gosto duvidoso prestada ontem ao ex-prefeito Fernando Gomes, na missa pelos seus 70 anos, pegou alguns de surpresa.

Teve gente que até pensou em recuar no momento em que a vela foi oferecida, mas não teve jeito. Outros, mais cautelosos, anteviram a patacoada e dela mantiveram distância segura.

Realmente, tem gosto pra tudo nesse mundo.

Tempo de leitura: < 1 minuto
Gilson, Miguel Gustavo (também da associação do S.P.) e Chico Estevam
Gilson, Miguel Gustavo (também da associação do S.P.) e Chico Estevam

O presidente da Associação de Moradores do bairro São Pedro, Francisco Estevam, está enfrentando artilharia pesada dentro do seu partido, o PT.

Chico, que pertence (ou pertenceu) à ala mais radical da legenda em Itabuna, reuniu-se há alguns dias com o secretário de Administração do prefeito Capitão Azevedo (DEM), Gilson Nascimento. A imagem do encontro, divulgada aqui no Pimenta, gerou reações.

O PT exige que o filiado dê explicações sobre a flexibilização de sua conduta política.

Tempo de leitura: < 1 minuto
Ângela quer permanecer com Wagner
Ângela quer permanecer na base

O governador Jaques Wagner está na iminência de perder um dos partidos que compõem a sua base na Assembleia Legislativa, o PSC (Partido Social Cristão). É que o presidente da legenda, Eliel Santana, é afinadíssimo com o prefeito de Salvador, João Henrique, além de ser suplente do senador João Durval Carneiro.

Como João Henrique e Wagner não convivem mais em harmonia, o suplente de João Durval está inclinado a afastar-se do governador. E essa disposição deixa em desconforto a deputada estadual Ângela Sousa, que tem se destacado como aliada de primeira hora do petista.

Além de Ângela, o PSC tem apenas mais um representante na AL, o deputado Carlos Ubaldino. E os dois, em princípio, resistem a deixar a base de Wagner.

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu em Itapebi, no extremo sul, o carro usado pelos bandidos que assassinaram Rafael Almeida Sena, de 18 anos. O crime ocorreu por volta das 23h30 de domingo, no bairro Mangabinha, em Itabuna.

O Peugeot preto, de placas JSD-5052, pertence ao procurador da Secretaria da Fazenda da Bahia Paulo César Ribeiro. O carro estava com o filho dele, Patrick Ribeiro, de 25 anos, quando três bandidos renderam o rapaz e levaram o veículo.

O carro foi encontrado durante uma fiscalização de rotina. Quando viram os policiais rodoviários, os bandidos abandonaram o veículo e fugiram a pé pelo matagal para o lado da barragem do Rio Jequitinhonha.

Leia mais

Tempo de leitura: 3 minutos

Daniel Thame | danielthame@gmail.com

Para quem já teve o carro roubado, a casa arrombada, o celular levado de assalto, um filho ameaçado por traficantes ou, pior, um parente ou amigo brutalmente assassinado a resposta para a pergunta acima, que deve causar ojeriza aos defensores dos direitos humanos, é: sim!

Não é de se estranhar, portanto, que em meio ao foguetório junino e às comemorações da suada vitória do Brasil sobre os EUA pela Copa das Confederações, em alguns bairros da periferia de Itabuna a pirotecnia somou-se a euforia pela eliminação de alguns bandidos que aterrorizavam moradores, mortos em confronto com a polícia.

Deve ser mesmo um alívio para quem convive com a violência, respeitando a “lei do silêncio”, submetidos a um mal disfarçado toque de recolher e reclusos em suas residências enquanto os bandidos transitam e barbarizam livremente; saber que marginais foram eliminados pela polícia ou mesmo tombaram na guerra sangrenta entre eles próprios.

A periferia de Itabuna vive uma guerra sangrenta, potencializada pelo tráfico e consumo de drogas (uma coisa está atrelada a outra) e ampliada pela ausência dos serviços públicos, que faz da criminalidade o único caminho para dezenas, centenas de jovens.

Uma violência que, até pela necessidade de expansão, rompe os limites periféricos e chega ao centro da cidade, na forma de assaltos, arrombamentos e roubos de veículos. A cadeia produtiva do crime, que é se que pode chamar assim, não obedece a limites sociais ou geográficos.

Está em todas as partes. Aterroriza a todos, sem distinção.
A morte em série de marginais, como ocorreu neste final de semana em Itabuna, com cinco homicídios ligados aparentemente ao mundo do crime, passa a sensação de que a polícia está agindo com o necessário rigor e que tem que ser assim mesmo. Reforça-se aqui a tese do “bandido bom é bandido morto”.

Quando a violência excede todos os níveis do suportável, não se pode esperar mesmo que a policia trate com afagos e salamaleques bandidos que não hesitam em matar.

Mas, a questão não é tão simplória assim, como se matando em larga escala resolvesse o problema da violência. Está mais do que provado que não resolve. Violência gera violência, que gera mais violência, que gera ainda mais violência, num moto continuo banhando em sangue e dor.

Melhor seria se tivéssemos um sistema de segurança pública que efetivamente garantisse a segurança da população, com prevenção no lugar de repressão.

Melhor ainda seria se crianças, adolescentes e jovens tivessem acesso à educação, esporte e trabalho, oferecendo outra oportunidade de vida.

Em suma, matar a violência no gene, para depois não ter que matar gente.

Ninguém nasce bandido. E, é forçoso dizer, que muitos descambam para a criminalidade por conta de bandidos de alto calibre, que saqueiam os cofres públicos e desviam recursos que seriam destinados a quem precisa.

A resposta (ou a ausência dela) para a pergunta que abre esse texto talvez esteja na foto abaixo, de autoria de Oziel Aragão, publicada no Diário da Bahia.

A dor de um pai que chora diante da morte inevitável do filho, algoz e vitima dessa violência insana, fala mais do que mil palavras.

É a dor de todos aqueles que ainda acreditam (ou sonham?) com uma cidade menos violenta e onde não seja necessário chorar tantas e tantas mortes, sejam as vítimas anjos ou demônios.

Do Blog do Thame