Itabuna venceu o Jacobinense por 2 a 1 na primeira partida da decisão da Série B|| Fotoreprodução TVE-BA
Tempo de leitura: 2 minutos

O Jacobinense conseguiu reverter, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol, a decisão que retirava o seu mando de campo na segunda partida da final da Série B do Campeonato Baiano. O Estádio José Rocha havia sido interditado pelo próprio TJDF-BA, após confusão no intervalo da partida da equipe de Jacobina contra o Juazeiro, pela semifinal da competição, em 23 de julho.

Durante a confusão, Ney Alves, presidente do Juazeiro, foi agredido, conforme imagens de TVE Bahia. Ele é irmão do jogador Daniel Alves e estaria tentando acalmar os ânimos. Por causa da confusão, no dia 27 de julho, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva interditou o Estádio José Rocha. Por isso, a segunda partida da decisão contra o Itabuna havia sido marcada para o Estádio Manoel Barradas (Barradão), em Salvador.

O jogo seria na tarde deste sábado (6), como previsto no regulamento da competição. Mas, na sexta-feira (5), a Federação Bahiana de Futebol (FBF) informou o adiamento da final da Série B do Baianão 2022 porque o TJDF-BA modificou a decisão tomada anteriormente. A FBF esclareceu, ainda, que o adiamento ocorreu por não haver tempo hábil para reprogramar o jogo de volta entre Jacobinense e Itabuna.

A FBF informou também que só foi comunicada sobre a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol às 18h30min da quinta-feira (4). É vergonhoso, mas o Jacobinense obteve êxito no mandado de garantia impetrado para ter a partida realizada no campo onde ocorreu a confusão, na semifinal da Série B do Campeonato Baiano.

A Federação Bahiana reforçou que a comunicação do TJDF-BA ocorreu quando já havia se extrapolado o prazo estabelecido pelo artigo 16, I, da Lei nº 10.671/2003 – Estatuto de Defesa do Torcedor. A nova data e o horário da decisão da Série B do Campeonato Baiano ainda serão divulgados.

Isaquias Queiroz é campeão mundial de canoagem pela sétima|| Foto Fabio Canhete//CBCa
Tempo de leitura: < 1 minuto

O canoísta Isaquias Queiroz conquistou, neste sábado (6), Halifax, no Canadá, o seu sétimo título mundial. O baiano de Ubaitaba dominou a prova do C1 500 metros e conquistou a medalha de ouro para o Brasil no Mundial de Canoagem Velocidade.

“Não foi fácil. Foi um grande trabalho que fizemos. Uma prova que teve muito vento de frente, mas consegui dominando e também aproveitar para a prova de amanhã. Para recuperar, agora é falar com a família, os amigos e, pegar também essa energia da torcida brasileira que estava aqui”, falou o campeão mundial.

Desde a edição de 2013 que Isaquias Queiroz não sai de um mundial sem medalha. São cinco ouros somente no C1 500 metros. Ao todo somam-se sete, cinco dos 500 e mais uma do C1 1000 que veio em 2019 e em 2015 a do C2 1000. Neste domingo (7) poderá conquistar mais uma dourada nos 1000 metros, às 11h33min.

ERLON DE SOUZA

Erlon de Souza e Filipe Santana Vieira também entraram na água, neste sábado. Eles disputaram a Final B e garantiram a 2ª colocação. Mas essa prova não vale disputa pelo pódio. Neste domingo (7), a partir das 12h21min, a dupla faz mais uma final no Canadá. Desta vez, os dois atletas do sul da Bahia disputam a prova C2 1000 metros.

Após recomendação do MP, provas são remarcadas para 11 de setembro
Tempo de leitura: < 1 minuto

Após recomendação do Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA), a Secretaria da Administração do Estado (Saeb) mudou, novamente, a data das provas objetivas e discursivas para o cargo de delegado do concurso público da Polícia Civil baiana.

Inicialmente, as provas estavam marcadas para o dia 24 de julho, o mesmo dos exames para escrivão e investigador do referido concurso, estes últimos já aplicados. Devido a erros na distribuição das provas de candidatos ao cargo, elas foram remarcadas para 21 de agosto. Mas, agora, com a recomendação do MP, visando ampliar o prazo para os candidatos, as avaliações foram reagendadas para 11 de setembro.

PROVAS EM DOIS TURNOS

A aplicação das provas ocorrerá em dois turnos. Pela manhã, serão as provas objetivas, com entrada até 7h45min. À tarde, as provas discursivas terão início às 14h, com portões fechados às 13h45min.

Os candidatos deverão comparecer com 60 minutos de antecedência, pelo menos, munidos de documento de identificação com foto, cartão de convocação e comprovante de vacinação, conforme edital, além de caneta esferográfica de tinta azul ou preta.

O candidato que não apresentar documento de identificação original com foto e comprovante de vacinação não poderá fazer as provas e será eliminado do concurso. Ainda é recomendada a utilização de máscara de proteção individual nos locais de prova.

Amado Batista, Sinho Ferrary e Lordão entre as atrações da Micareta de Taboquinhas, em Itacaré
Tempo de leitura: < 1 minuto

Após dois anos suspensa devido à pandemia da covid-19, a Micareta de Taboquinhas está de volta. A festa do distrito conhecido pelo turismo de aventura começa no dia 19 e vai até dia 21, com atrações como Amado Batista, Sinho Ferrary e Banda Lordão.

A expectativa é movimentar a economia do município, gerando renda para o comércio local. A Micareta de Taboquinhas está entre os grandes eventos do calendário deste ano, segundo a Prefeitura de Itacaré.

O lançamento oficial da festa foi nesta sexta-feira (5), quando foi divulgada a programação da micareta. O evento contou com a participação do prefeito Antônio de Anízio (PT), do vice-prefeito Genilson Souza, do secretário de Turismo, José Alves, e vereadores, empresários e representantes da comunidade. Confira programação abaixo:

SEXTA-FEIRA (19)
15h – Banda Amassa – Bloco A Fantasia
18h30min – Rixô Elétrico – Bloco da Melhor Idade

SÁBADO (20)
15h – JP No Capricho – Bloco Pega Leve
22h – Amassa
24h – Kevi Jonny
2h – Lordão

DOMINGO (21)
15h – Luciano Miseravinho – Bloco Vem com Nós
19h – Lucca Makezi
21h – Amado Batista
23h – Sinho Ferrary

Ferreirinha, no Jô Soares: O Garanhão de Itabuna, aos 80 anos
Tempo de leitura: 2 minutos

 

Na viagem de avião, Ferreirinha foi me contando-repetindo todas as suas peripécias sexuais, a ponto de eu me perguntar se ele teria coragem de dizer tudo aquilo no programa.

 

Daniel Thame

No início da década de 90, então no vigor dos seus 80 anos, Ferreirinha ficou mundialmente conhecido após se casar com a estudante Iolanda, nos seus tenros 15 anos. Foi tema de reportagens em jornais de todo o planeta e concedeu uma entrevista antológica no programa Jô Onze e Meia, no SBT, onde foi triunfalmente apresentado por Jô Soares como o “Garanhão de Itabuna”.

A entrevista com Jô, que levou seu monumental talento para a eternidade, foi acertada após o envio de um exemplar do Jornal A Região por Manoel Leal à produção do programa. O jornal, à época vivendo seu auge, foi o responsável pela divulgação inicial da insólita união.

Como Ferreirinha, já passando os 80 anos e com Yolanda batendo o pé e se negando a acompanhar o esposo, coube a este jornalista (então editor de A Região), levá-lo a São Paulo.

Antes de viajar, Leal comprou uma camisa florida (estilo Jorge Amado) para usar no programa e orientou que se Jô Soares perguntasse o segredo da propalada potência sexual, a reposta era: “muito suco de cacau”.

Na viagem de avião, Ferreirinha foi me contando-repetindo todas as suas peripécias sexuais, a ponto de eu me perguntar se ele teria coragem de dizer tudo aquilo no programa.

Disse e levou Jô Soares e a plateia (composta majoritariamente por estudantes) às gargalhadas, imitando o famoso gesto da posição “receba, galinha”, a sua preferida, antes das núpcias com Yolanda, bem entendido.

Diante de um Jô Soares surpreso com tanta desenvoltura e todos os presentes à gravação encantados com aquele senhor com jeito de menino sapeca, Ferreirinha confirmou que o segredo de levar a jovem esposa à exaustão a ponto de que era ela e não ele quem pedia para parar os arrufos na cama, era mesmo o tal suco de cacau.

Foi o suficiente para Jô Soares pedir: “atenção meus amigos do sul da Bahia, me mandem vários pacotes de suco de cacau!”

Por obra e graça (coloca graça nisso!) de Jô Soares, Ferreirinha ficou conhecido como “O Garanhão de Itabuna”, título do qual se orgulhava e procurava manter, sempre se vangloriando de seus “dotes garanhísticos”, até falecer (lúcido e bem humorado), aos 99 anos, cercado pelo amor de Iolanda do dos familiares.

A entrevista foi um sucesso tão estrondoso que foi repetida entre as melhores do ano. Ferreirinha só não pode usar a camisa amadiana, porque como o voo atrasou, fomos levados diretamente para o estúdio. Durante a entrevista (sem imaginar que a gravação já estava valendo), Ferreirinha dizia a um Jô atônito que precisava vestir a camisa que Leal lhe deu.

Manoel Leal, Ferreirinha, Jô Soares. Deus deixa o céu mais habitável. E esse planetinha tão judiado pelo homo (sic) sapiens cada vez mais pobre de personagens dessa dimensão.

Daniel Thame é jornalista e escritor.

Presidente do Crea-BA impugna concurso da Embasa
Tempo de leitura: < 1 minuto

A presidência do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (Crea-BA) entrou com pedido de suspensão do edital do concurso público da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa). Na avaliação do presidente do Crea-BA, Joseval Cerqueija, o edital não respeita o piso salarial dos profissionais de engenharia.

Segundo o edital do concurso, a remuneração para o cargo de analista de saneamento, que abrange especialidades da engenharia, é de R$ 8.390,89. No entanto, de acordo com o Crea-BA, o salário inicial deveria ser de R$ 10.908,00 por jornada de 40h semanais, correspondendo a seis salários mínimos, como previsto na Lei n° 4.950-A/1966.

A empresa estadual ainda não se manifestou sobre a notificação do conselho classista. Atualizado às 10h34min.

Valderico Junior teve nome homologado em convenção do União Brasil
Tempo de leitura: < 1 minuto

A convenção estadual do União Brasil, nesta sexta-feira (5), em Salvador, homologou o nome do empresário Valderico Junior como candidato a deputado federal. Presidente do União Brasil em Ilhéus, Valderico Junior avalia que “o projeto do partido no estado cresceu muito e, às vésperas do período eleitoral, reúne condições de iniciar uma nova história na política baiana”.

O empresário, que apoiará ACM Neto ao governo estadual, diz que não há como negar a força do partido no pleito deste ano. “Mas ainda tem muita coisa pra rolar até outubro. Vamos seguir com os pés no chão, confiando em Deus e na vontade de mudança que a gente vê no semblante das pessoas”, afirmou.

DEFESA DA BAHIA

O empresário, tido como nome certo na disputa municipal em 2024, disse estar compromissado com a defesa dos interesses da Bahia na Câmara dos Deputados, em Brasília, caso eleito, com destaque para as demandas das regiões sul, extremo-sul e sudoeste do estado.

– Todo mundo sabe da minha ligação de vida com Ilhéus. É a terra onde nasci e vivo com minha família. Mesmo se chegar a Brasília, meu coração e meus pensamentos vão continuar ligados ao sul da Bahia, à nossa região cacaueira. Quero reafirmar meu compromisso também com os amigos e lideranças do sudoeste e extremo-sul do estado, nossas regiões irmãs – prometeu.