VITÓRIA VENCE UMA… NA SUL-AMERICANA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O rubro-negro baiano fraqueja nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro e foi recuperar-se na Copa Sul-Americana. Nesta noite de quinta-feira, 13, o Vitória bateu o Coritiba por 2×0. O resultado dá ao rubro-negro a vantagem de perder por uma diferença de um gol no jogo no Paraná, e mesmo assim estará classificado à próxima fase da Copa. Confira os gols abaixo.

Tempo de leitura: < 1 minuto

As empresas concessionárias de serviços de TV por assinatura não poderão continuar cobrando pelo ponto extra. Uma decisão do juiz Roberto Luchi Demo, da 14ª Vara da Justiça Federal em Brasília, revogou a liminar concedida no ano passado à Associação Brasileira de TV por Assinatura (ABTA), que permitia a cobrança.

Agora as empresas serão obrigadas a seguir a decisão da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que proíbe a cobrança de mensalidade pelo ponto adicional. As empresas só poderão cobrar por eventos específicos, como a instalação ou o reparo de algum equipamento que apresentar defeito.

Tempo de leitura: < 1 minuto

É gororoba geral no blog do amigo Antônio do Carmo:

“O SISTEMA É BRUTO MEU IRMÃO! ( mas vai ser derrotado novamente!)

Um belo dia lá, to eu lá preparando um rango no fogão, televisão ligada do meu lado, Jornal Nacional, furacão em Taiwan, novas inundações em Santa Catarina, morte, terror, crise econômica, crise do Senado, Sarney pra lá, Sarney pra cá e por aí vai.

O assunto deve estar dando audiência, ou precisa dar audiência, pois vão rendendo esse show de inutilidade explícita em todos canais.

Sarney, o submarino que a oposição plantou na base governista, foi alvejado em plena campanha eleitoral.

Já Tasso Jeireissati, aquele do “dedo sujo” de Renan, esse aparece compadecido, pedindo desculpas pela baixaria que vazou pro horário nobre”.

Clique aqui e examine todo o conteúdo dessa panela…

Tempo de leitura: < 1 minuto

O empresário e engenheiro eletricista James Correia (confira) aceitou o convite e será o secretário estadual de Indústria, Comércio e Mineração. Ele entra no governo pela cota da corrente petista Construindo um Novo Brasil (CNB), integrada pelos deputados federais Geraldo Simões e Emiliano José e o ex-deputado Josias Gomes.

O nome foi definido na reunião de ontem à noite entre os principais nomes da CNB e o governador Jaques Wagner. Sugerido aos integrantes da corrente petista, foi aprovado sem objeção de nenhum dos deputados federais ou estaduais ligados à CNB.

James Correia, professor e empresário da área de exploração de gás natural, aceitou o convite após conversas com sócios e família. Ele é professor da Unifacs e tem doutorado na USP.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Do Jornal da Band

A pesquisa Vox Populi/TV Band mostra empate técnico na disputa pelo governo do Rio de Janeiro. O governador Sérgio Cabral (PMDB) aparece com 27% das intenções de voto, em empate técnico com Wagner Montes (PDT), que tem 26%. Antony Garotinho (PR) surge em terceiro, com 13%. César Maia (DEM) teria 10% dos votos, e Lindberg Farias (PT), 5%.

Em um segundo cenário, com Fernando Gabeira (PV), Sérgio Cabral é o primeiro colocado, com 29%. Wagner Montes é o segundo, com 26%. 13% dos entrevistados escolheriam Antony Garotinho. Outros 9% votariam em Gabeira e 5% em Lindberg Farias. Foram entrevistados 800 eleitores entre os dias 31 de julho e 3 de agosto. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais.

Amanhã, o Jornal da Band divulga o resultado da pesquisa Vox Populi na Bahia. Os números foram revelados antes e apontam empate técnico entre Paulo Souto (37%) e Jaques Wagner (36%).

Tempo de leitura: < 1 minuto
Veloso (dir.), ao lado de Luiz Uaquim, representante dos pequenos agricultores de Ilhéus, Una, Buerarema e São José da Vitória
Veloso (dir.), ao lado de Luiz Uaquim, representante dos pequenos agricultores de Ilhéus, Una, Buerarema e São José da Vitória

O deputado federal Raimundo Veloso (PMDB) desembarcou hoje em Ilhéus, cheio de esperanças com a possibilidade de uma solução pacífica e perfeita para a demarcação do território tupinambá no sul da Bahia.

Que solução seria essa? O parlamentar não diz, mas ele propõe uma revisão no relatório da Funai, que define 47 mil hectares de terras, abrangendo os municípios de Ilhéus, Una, Buerarema e São José da Vitória, com território indígena.

“É necessário bom senso para que nenhuma das partes seja prejudicada”, afirma Veloso. Mas a verdade é que, nessa história, dificilmente o final será feliz para todas as partes.

Tempo de leitura: < 1 minuto

A desfaçatez dos partidos atingiu um grau tão alto que o Partido Trabalhista Cristão (PTC) acabou de utilizar os cinco minutos de propaganda partidária na televisão para conclamar “a todos os brasileiros que queiram ser candidatos a deputado federal ou estadual”. O convite era feito com o chamariz, a isca: “Aqui, você tem chance”.

Não é a toa que tantos fazem da política carreira ‘profissional’. O PTC deu a sua contribuição…

Tempo de leitura: < 1 minuto

Nesta sexta-feira, a partir das 18h30min, no Centro de Cultura Adonias Filho, os articuladores do Território Litoral Sul promovem encontro para apresentar sua política de comunicação institucional e explicar o funcionamento das ações do chamado Colegiado Territorial.

São convidados para participar da reunião profissionais de comunicação e marketing, representantes do programa Territórios da Cidadania e membros de órgãos públicos parceiros.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Segundo colunista Levi Vasconcelos, de A Tarde, o discurso de despedida do ex-secretário Adeum Sauer (Educação), na última terça-feira, teve alguns pontos censurados pelo governo. Atendendo a pedidos, Sauer deixou de citá-lo durante a posse. Mas não é que “as partes da tesoura” vazaram…

Eis os trechos divulgados pelo jornalista:

“1 – Se porventura o melhor não foi feito, deve-se aos empecilhos encontrados no caminho, herdados ou não, que persistem no atual governo e fogem da alçada do secretário da Educação resolvê-los. Falo particularmente da baixa autonomia da SEC para resolver seus problemas de pessoal e financeiros. (…) Reafirmo aqui o que disse ao longo da gestão: o maior desafio é superar a precariedade do quadro de pessoal.

2 – A SEC pediu autorização para convocar 1.100 coordenadores pedagógicos. Hoje, há 600 coordenadores para 1.700 escolas. Sem o atendimento, conforme pedido, e também sem a contratação suficiente de professores em tempo certo, além da liberação tardia de recursos para as escolas, muitos de vocês (funcionários) tiveram um sobretrabalho, gerando estresse e descontentamento, por vezes exacerbados.

3 – Como filiado do PT, inquieta-me que, mediante tal forma de contrato (serviços terceirizados), estamos transferindo para as empresas uma mais valia social às custas do trabalhador. O poder público, portanto o Estado, submete os trabalhadores às mesmas regras do mercado que pratica a exploração do trabalho.

4 – Aos nossos servidores lotados no órgão central da SEC, reconhecemos que as condições de trabalho poderiam ser mais adequadas, não tivesse frustrada a prometida mudança para um prédio mais condizente com a demanda da secretaria.”

Em tempo: em lugar de Adeum, o “Rubinho Barrichelo”, assumiu o Michael Schumacher, digo, Oswaldo Barreto.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Os ventos democráticos da Bahia parecem ter ‘bafejado’, empolgado o senador César Borges. Hoje, ele cobrou a apuração dos 468 atos secretos assinados pelo ex-senador Antônio Carlos Magalhães, morto há dois anos.

É, mas o senador aqui apareceu para limpar a biografia do seu criador.

-A apuração inicial mostrou que desse elenco de atos denunciados agora, apenas três foram assinados pelo então presidente, senador Antônio Carlos Magalhães, e a maiioria foi assinada por diretores administrativos – declarou.

Na sequência, saiu-se com uma ‘pedrada’: –

– A suspeita é de que esses servidores [diretores administrativos] sob investigação queiram tumultuar o processo.

Ah, tá…

Tempo de leitura: < 1 minuto
Padre Edinaldo e Valmir Assunção 'fechados' para 2010.
Edinaldo e Valmir Assunção: fechados para 2010.

Valmir Assunção, que não é bobo, trata de fazer as suas costuras políticas em suas andanças pelo estado. Ontem, ele esteve em Itaju do Colônia, no sul da Bahia, para uma solenidade de compra direta do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), no município.

A ação voltada à agricultura familiar vai injetar dinheiro no bolso, e sem atravessadores, de índigenas pataxós e comunidade rural de Itaju associados ao programa. Durante a visita, o secretário estadual de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza também conversou sobre política com o prefeito Padre Edinaldo, que assegurou o apoio à eleição de Valmir à Câmara Federal.

O secretário, por mais que evitasse o tema, não teve como escapar. Liderança dos sem-terra, Valmir é deputado estadual licenciado, mas pavimenta o caminho para Brasília em 2010.

Tempo de leitura: < 1 minuto

cervejaapreensivos

Os consumidores da ‘loura’ estão apreensivos. É que a dona do mercado de cerveja no Brasil anunciou que pode reajustar os preços da sua linha de cerveja. Os adoradores da cerva clamam que a Senhora Ambev calibre direitinho o percentual de reajuste. Ou deixe o assunto de lado. O jornalista Everaldo Benedito está entre os que pretendem liderar protesto contra a ação nefasta da multinacional. E já acionou batalhão de amigos da imprensa. Com certeza, não faltarão seguidores.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Em Toledo, no Paraná, quem fizer uma denúncia que leve a polícia a prender traficantes de drogas vai ganhar uma recompensa de R$ 400,00. A iniciativa visa estimular a ajuda da comunidade para o combate ao tráfico de drogas no município. O custo das recompensas será bancado pela prefeitura.

“Não queremos os usuários, mas os traficantes. E são os cidadãos que sabem onde estes se encontram”, afirma o assessor da prefeitura de Toledo, Neudi Mosconi.

Na ponta do lápis, esse negócio de ser X-9 – em Toledo – pode ser lucrativo. Imaginando-se que o cidadão que se dispuser a fazer denúncias obtenha sucesso em apenas uma por mês, receberá, em valores líquidos – descontando-se os custos com transporte, INSS e outros encargos que teria num emprego formal – mais do que o empregado que ganha salário mínimo (R$ 465,00).

Só não tem carteira assinada. E o seguro-desemprego são sete palmos terra abaixo, longe das mazelas desse mundo cruel.