Município registra 33 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas
Tempo de leitura: < 1 minuto

Itabuna confirmou 43 pacientes infectados pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, de acordo com boletim divulgado pela Secretaria de Saúde local. Às 19h de ontem, o município tinha 393 casos confirmados da covid-19. Um dia depois, saltou para 436 casos. É o maior crescimento registrado em apenas um dia desde o início da pandemia do novo coronavírus.

O município apresenta 2.229 notificações da doença, com 1.389 testes descartados (deram negativo). Há 378 pessoas aguardando o resultado do exame e 631 ainda aguardam a coleta de teste. Conforme a Secretaria de Saúde, Itabuna tem 107 curados ou recuperados da covid-19 e há 5 pacientes internados em UTI e 21 em leito clínico (enfermaria). O total de óbitos chega a 12.

TOQUE DE RECOLHER

Desde ontem (12), o município está sob toque de recolher, das 20h às 5h. Trata-se de mais uma medida adotada para reduzir a circulação de pessoas e as possibilidades de espalhamento do vírus na cidade. Durante o toque de recolher, apenas farmácias 24h poderão funcionar e, neste horário, pessoas somente poderão circular em cargos de urgências de saúde ou se estiver fazendo delivery de alimentação ou medicamento. Motoboys têm que estar cadastrados para delivery, sob risco de ser conduzido ao Complexo Policial.

Sorteio de R$ 40 milhões será nesta quarta-feira
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Mega-Sena acumulou mais uma vez.  Na noite desta quarta-feira (13), no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, em São Paulo, foram sorteados os números 07 – 23 – 26 – 27 – 29 – 51.

Houve 141 apostadores na quina e cada um receberá R$ 36.059,08.  Já outras 10.502 apostas acertaram da quadra. O prêmio para cada acertador será de R$ 691,61. A estimativa de prêmio do próximo concurso é de R$ 100 milhões para quem acertar as seis dezenas da Mega-Sena.

O concurso 2.261 será no sábado (16). As apostas na Mega-Sena podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio em lotéricas ou pela internet. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$4,50.

Exame mostra que Augusto está completamente curado
Tempo de leitura: < 1 minuto

O ex-deputado estadual Augusto Castro (PSD) está completamente curado do novo coronavírus. Um novo exame não detectou mais a presença da Covid-19 no corpo do ex-parlamentar baiano, que  recebeu alta médica do Hospital Calixto Midlej Filho, em Itabuna, no último dia (9). Ele ficou 45 dias internado, parte desse período entubado.

Augusto Castro foi um dos primeiros pacientes diagnosticados com o novo coronavírus em Itabuna. Internado na UTI e entubado por quase 20 dias, ele passou ao tratamento intensivo já no segundo dia no hospital, onde chegou caminhando e alegando desconforto no dia 24 de março. O quadro se agravou um dia depois e ele foi levado no início da tarde daquele dia 25 de março à UTI.

Boletim confirma mais 11 mortes pela Covid-19
Tempo de leitura: 2 minutos

De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), no início da noite desta quarta (13),  40 municípios contabilizam 236 mortes causadas pelo novo coronavírus. O número de infectados pelo vírus no estado subiu para 6.547. Existem 4.521 pessoas com os sintomas da Covid-19 monitoradas pela vigilância epidemiológica e outras 1.790 curadas.

Os casos confirmados ocorreram em 183 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (69,71%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes são Ipiaú (2.310,73), Uruçuca (2.114,35), Ilhéus (2.045,25), Itabuna (1.725,89) e Salvador (1.514,09).

Fonte: Sesab

Dos 1.194 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para Covid-19 no estado, 530 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 44%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 455 leitos exclusivos para o coronavírus, 264 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 56,4%.

OS HISTÓRICOS DOS ÚLTIMOS ÓBITOS CONFIRMADOS

Mulher, 77 anos, de Salvador, com histórico de hipertensão e doença pulmonar crônica. Morreu no dia 9, em domicílio.

Mulher, 92 anos, de Ilhéus, sem comorbidades. Faleceu no último sábado (9), no Hospital Costa do Cacau, em Ilhéus.

Homem, 60 anos, de Maragogipe, com histórico diabetes, hipertensão e doença renal crônica. Foi a óbito no último dia 7, em hospital público em Salvador.

Mulher, 88 anos, de Simões Filho, com histórico diabetes, morreu no dia 7, em hospital público em Simões Filho.

Mulher, 66 anos, de Salvador, portadora de diabetes. Faleceu no domingo (10), em hospital público em Salvador.

Mulher, 49 anos, de Salvador, tendo comorbidades: diabetes, hipertensão arterial, hipotireoidismo, e imunossupressão. Foi a óbito na segunda (11), em hospital público em Salvador.

Homem, 65 anos, de Ilhéus, portador de diabetes e doença cardiovascular, faleceu no dia 7, no Hospital Costa do Cacau, em Ilhéus.

Mulher, 69 anos, de Salvador, portadora de insuficiência cardíaca e diabetes.  Foi a óbito nesta terça (12), em hospital privado em Salvador.

Homem, 43 anos, sem comorbidades, residente em Jequié. Era transferido para hospital público em Salvador no último domingo (10), mas não resistiu e morreu no caminho. Ele era médico e atendia vítimas da covid-19 no município.

Mulher, 47 anos, de Ilhéus, portadora de doença cardiovascular crônica e doença hematológica também crônica. Faleceu em hospital público em Itabuna, no último dia 8.

Homem, 61 anos, de Simões Filho, comorbidade diabetes. Morreu dia no último dia 7, em hospital da rede pública em Salvador.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O governador Rui Costa anunciou, há pouco, que o município de Jequié, no sudoeste baiano, adotará o toque de recolher a partir das 20h desta quinta-feira (14) por causa da covid-19. Rui aponta crescimento acelerado de casos de infectados pelo vírus em Jequié nos últimos dias.

O município ficará sob o toque de recolher por, pelo menos, 10 dias. Segundo o governador, serão analisados os números dos próximos três dias e restrição a circulação de pessoas poderá ser ampliada, das 19h às 5h ou das 18h às 5h, a depender dos primeiros resultados do toque de recolher a partir de amanhã.

A situação de Jequié é preocupante, pois o município pulou de 82 para 128 casos em seis dias. “Crescimento acelerado”, resumiu governador. Além de reduzir a circulação de pessoas, com o toque de recolher estado e município proíbem funcionamento de comércio que não seja farmácia. O decreto deverá ser publicado nas próximas horas e definirá quais as restrições impostas e o que será permitido em Jequié.
TOQUE DE RECOLHER NO SUL DA BA
Mais dura medida de restrição de circulação de pessoas tomada até agora em municípios baianos, o toque de recolher foi adotado desde ontem em Itabuna e Ipiaú, ambos no sul do Estado. Apenas farmácias 24h podem funcionar, serviços delivery e postos de combustível fora da área urbana.

MPF quer revisão de todos os auxílios negados
Tempo de leitura: 2 minutos

Ministério Público Federal (MPF) ajuizou ação civil pública com pedido de liminar para que a União Federal e a Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev) revisem todos os pedidos de auxílio emergencial que foram indeferidos, até o momento, em todo o território nacional. A ação foi movida nesta quarta-feira (13) pelo procurador da República Oscar Costa Filho.

De acordo com o procurador, diversas representações recebidas pelo MPF relatam o indeferimento dos pedidos de auxílio emergencial mesmo para aqueles cidadãos que, em tese, preencheriam todos os requisitos formais para fins de concessão do benefício destinado a pessoas em situação de vulnerabilidade em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

Os reclamantes têm prestado queixa sobre a falta de transparência do aplicativo de solicitação, que, após o período de análise dos recursos, se limita a informar a negativa da solicitação sem apresentar os motivos para a não qualificação do postulante como beneficiário do auxílio emergencial.

Para Oscar Costa Filho, a postura adotada pelos órgãos responsáveis pela análise e concessão dos pagamentos viola princípios consagrados nas leis administrativas tais como o princípio do devido processo legal, contraditório e ampla defesa.

“Não bastasse a negativa sem apresentação de motivos que possam ser contraditados, verifica-se que resta prejudicada inclusive a possibilidade de recorrer da decisão administrativa, seja pela falta de transparência, seja pelo desconhecimento sobre os meios para interposição de recursos, seja pela ausência de motivos que explicitem as razões que levaram ao indeferimento do benefício”, destaca o procurador da República.

Na ação ajuizada, o MPF requer, além da revisão de todos os pedidos negados, que seja conferido aos solicitantes do benefício o direito à explicitação dos motivos dos indeferimentos, em respeito à garantia da efetividade do contraditório em ampla defesa dos cidadãos. Os canais disponibilizados de acesso devem assegurar a solicitação, contestação e todos os recursos inerentes ao devido processo legal.

Adelson: queda de 70% no número de doadores no Banco de Sangue
Tempo de leitura: 2 minutos

O medo e as restrições de deslocamento impostas pela pandemia do novo coronavírus provocaram o sumiço de doadores de sangue em Itabuna. O estoque do Banco de Sangue da Santa Casa de Misericórdia caiu drasticamente nos últimos meses e ameaça o atendimento aos pacientes que continuam chegando às unidades de saúde.

Segundo o coordenador da captação do Banco do Sangue, Adelson Bispo, o déficit, que já era alto antes da chegada do novo coronavírus, só tem aumentado. Na última terça-feira (12), por exemplo, apenas 14 pessoas fizeram doação, quantidade muito distante da necessidade diária dos hospitais. O ideal seria a captação de, pelo menos, 50 bolsas diariamente.

Em determinados períodos, conta Adelson, a queda nas doações chega a 70%. Ele ressalta que a necessidade por sangue e seus derivados segue a mesma de antes da pandemia, porque os serviços emergenciais estão mantidos, assim como as cirurgias não eletivas.

O coordenador da captação explica que todas as medidas para aumentar a segurança dos doadores foram adotadas. Uma dessas medidas foi a implantação do serviço de agendamento, com horário marcado para que cada interessado compareça e faça a doação. O telefone para marcar o horário de comparecimento é o (73) 3214 9126. A unidade funciona de segunda a sexta-feira, sempre das 7h às 17 horas. Aos sábados, das 7h às 12h.

REQUISITOS PARA DOAR

O doador precisa estar em boas condições de saúde e ter entre 18 e 69 anos,11 meses 29 dias. Mas há exceção: a pessoa pode ser doadora a partir dos 16 anos, desde que com autorização do pai ou responsável. O doador deve chegar alimentado e ter dormido, pelo menos, 6 horas (repouso noturno) e ter peso igual ou superior a 50 quilos.

O doador necessita ainda apresentar um documento oficial com foto e não deve se esquecer do uso de máscara. Quem pretende fazer a boa ação não pode estar gripado e, no caso, de pessoa do sexo feminino não pode estar grávida ou amamentando. “Estamos precisando muito de doações de sangue e contamos com a colaboração de todos nesse período tão crítico que estamos atravessando”, finaliza Adelson Bispo.

Fiscais interditam e lacram acesso à loja da Havan em Vitória da Conquista
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Secretaria de Serviços Públicos de Vitória da Conquista interditou a Loja da Havan no município do sudoeste baiano, na tarde desta quarta (13). Uma das maiores redes varejistas do país, a Havan é acusada de descumprir decreto municipal que proíbe o funcionamento de estabelecimentos não listados como essenciais pelo Executivo Municipal.

A loja foi interditada por fiscais da Gerência de Posturas que verificaram a presença de clientes no interior da loja. “Nossa ação é uma ação de fiscalização, mas é, principalmente, pela preservação da saúde pública. Estamos nas ruas para combater o coronavírus e contamos com a colaboração de todos”, afirma o secretário de Serviços Públicos, Luís Paulo Sousa.

Segundo Luís Paulo Sousa, a Secretaria de Serviços Públicos tem realizado rondas diárias e atendimento de denúncias de estabelecimentos que estão descumprindo as determinações de segurança. A população pode denunciar as infrações pelos telefones (77) 3420 7010, 3420 7009 ou 98856 4737 (Whatsapp).

Fernando Mendes participará da live e contará a história do cacau no Brasil e no mundo
Tempo de leitura: < 1 minuto

A história do cacau no Brasil e a importância de Portugal e Espanha para sua expansão no mundo. É sobre esse tema que o empresário Marco Lessa conversa com o pesquisador Fernando Mendes, chefe de pesquisa e extensão rural no Pará e no Amazonas. O bate-papo será nesta quinta-feira (14), às 17h, durante live (transmissão ao vivo) no perfil do Chocolat Festival no Instagram.

Idealizador do Chocolat Festival, o maior do segmento no Brasil, Marco Lessa brinca. “É fundamental para quem trabalha com cacau e chocolate, e muito interessante para quem gosta, portanto 99% das pessoas (1% faz charme), conhecer a incrível história do fruto de ouro e alimento dos Deuses, o cacau, principalmente em nosso país e na América Latina”, diz Marco Lessa, idealizador do Chocolat Festival, maior evento do segmento no Brasil.

As lives do Chocolat Festival são sempre às quintas-feiras e trazem temas variados e curiosos sobre o universo do cacau e do chocolate.

Marão terá que devolver R$ 1,6 milhão aos cofres públicos || Foto Pimenta
Tempo de leitura: 2 minutos

O Ministério Público estadual apura supostas irregularidades em contratos firmados pela Secretaria de Saúde Ilhéus com a empresa K DA Silva Porto, de Coaraci, no valor aproximado de R$ 537,2 mil. Segundo a promotora de Justiça Mayanna Ferreira Floriano, foram celebrados no dia 26 de março três contratos, via dispensa de licitação, “com aquisição de insumos em grande quantidade e sem apresentação ou publicização de Plano de Atuação para enfrentamento da pandemia”.

Após intervenção do MP, o Município suspendeu, em 22 de abril, o fornecimento de material pela empresa, pagando apenas os equipamentos que já tinham sido fornecidos até a instauração do procedimento administrativo para apurar os contratos, no dia 6 de abril.

Ontem (12), a promotora instaurou procedimento para apurar supostas irregularidades na contratação de material gráfico pelo Município que seria voltado às ações de enfrentamento da pandemia. Desde o início da situação de emergência, o MP vem realizando reuniões semanais com a Procuradoria-Geral do Município e com a Controladoria de Ilhéus para acompanhar o portal de publicação das contratações e de todos os contratos celebrados no período de combate à pandemia, para fiscalizar se a divulgação está em conformidade às orientações dadas pelo MP em recomendação expedida no mês de março.

RECOMENDAÇÃO DA PROMOTORIA

No último dia 17 de abril, a promotora recomendou ao secretário municipal de Saúde, Geraldo Magela, que apresente lista quantitativa e qualitativa de todos os materiais, insumos e equipamentos, em estoque ou ainda não estocados, mas previstos em contrato vigente, adquiridos para o enfrentamento da pandemia, com o cronograma de entrega às unidades de saúde.

Já ao prefeito Mário Alexandre (Marão), Mayanna Floriano recomendou a suspensão de todos os processos administrativos destinados à contratação de empresas para o fornecimento de bens e serviços não essenciais e a priorização do pagamento das remunerações dos agentes públicos municipais e das empresas fornecedoras de bens e serviços essenciais, sobretudo os relacionados à área de saúde e de assistência social no enfrentamento aos efeitos da Covid-19.

Conforme a recomendação, o Município rescindiu contratos de Regime Especial de Direito Administrativo (Reda) de profissionais de saúde e assistência social, sob a alegação de diminuição de receita.

Justiça feiras livres voltam a funcionar neste sábado
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Justiça determinou a suspensão do funcionamento das feiras livres de Itabuna localizadas nos bairros de São Caetano, Califórnia, Mangabinha, Pontalzinho e no Centro Comercial. As feiras devem ficar fechadas, inicialmente, de amanhã (14) até o próximo dia 20, para a adequação, comprovada por meio de relatório técnico, às normas sanitárias de prevenção e combate ao coronavírus.

Conforme a decisão do juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública, Ulisses Maynard Salgado, a suspensão pode ser prorrogada até que as feiras se adequem às exigências da Vigilância Sanitária Municipal relacionadas à restrição de aglomeração de pessoas por conta da pandemia da Covid-19. O magistrado atendeu a um pedido do Ministério Público Estadual (MP-BA) em ação civil pública ajuizada pelo promotor de Justiça Inocêncio de Carvalho. A decisão liminar foi proferida pelo juiz Ulysses Salgado.

O magistrado destacou que o MP apontou o descumprimento de uma “série de orientações” expedidas pelas autoridades sanitárias, com registros de aglomerações da população entre as barracas, inclusive havendo muitas pessoas sem máscaras. O juiz também registrou o aumento dos casos de Covid-19 em Itabuna, “segundo município em número de casos confirmados, atrás apenas de Salvador”. O magistrado observou que as feiras apontadas pelo MP estão “em bairros de maior índice de infecção ou próximas a eles”

Fernando Gomes defendeu toque de recolher e falou de medidas contra a covid-19 || Reprodução
Tempo de leitura: 2 minutos

O prefeito Fernando Gomes defendeu, hoje (13), as medidas restritivas contra a covid-19 em Itabuna, adotadas em conjunto com o Estado, principalmente o toque de recolher das 20h às 5h. O gestor itabunense observou que “as coisas estão se agravando” e ele, acordado com o governador Rui Costa, decretou o toque de recolher.

Na entrevista à CNN Brasil, Fernando citou número de óbitos pela covid-19 no município (12) e de casos confirmados da doença (393) até o início da noite de ontem (12), cidade mais afetada pela doença no interior do estado. Os dados são da Vigilância Epidemiológica municipal.

Aos apresentadores do canal de TV pago, Fernando também disse que é melhor o toque de recolher, que suprime a liberdade de ir e vir, a perder vidas. “A situação está tão grave que tivemos que tomar essas atitudes. Sei que muitos vão falir, quebrar… Vão, mas é melhor quebrar, falir e amanhã começar a trabalhar de novo do que perder a vida. A vida é mais importante. Perdeu a vida, acabou”. Confira abaixo a íntegra da entrevista.

TOQUE DE RECOLHER

O toque de recolher começou a valer ontem (12) e inicialmente será encerrado no dia 21. Das 20h às 5h da manhã, ninguém pode circular pelas ruas da cidade, a não ser que esteja prestando serviços para a área de saúde, tenha saído para compra de medicamento ou fazer entregas (delivery) de alimentação ou medicamento. Para motoboys que fazem delivery, é necessário o cadastramento. No período, farmácias e três postos de combustíveis na BRs 101 e 415 poderão funcionar.

Ainda durante o toque de recolher, avenidas e praças serão fechados à noite em regiões centrais e bairros como Santo Antônio, São Caetano, Conceição, Mangabinha, Califórnia e Fátima. Pelo menos 16 viaturas de companhias da PM estão auxiliando Guarda Municipal e Secretaria de Segurança, Transporte e Trânsito na fiscalização durante o toque de recolher e a atenção ao decreto que restringe as atividades comerciais tanto no período do toque de recolher como nas outras faixas horárias.

Rosivaldo Pinheiro diz que conjunto da Câmara de Vereadores se perdeu no processo
Tempo de leitura: 3 minutos

Nas outras partes do mundo, os líderes se renderam à realidade imposta pelo vírus e assumiram os seus papéis e responsabilidades, ajudando na redução da curva da covid-19, enquanto aqui o presidente brasileiro passou a ser o principal obstáculo para a recuperação do nosso país ante a pandemia.

Rosivaldo Pinheiro || rpmvida@yahoo.com.br

O Brasil vive uma tragédia humanitária. O número de mortos pela covid-19 aumenta exponencialmente no país. O isolamento social tem sido o caminho apontado pelos especialistas da saúde e pesquisadores como o único capaz de ajudar no enfrentamento à doença até que seja encontrada a vacina. Não nos torna imunes, mas causa uma desaceleração da contaminação e, consequentemente, possibilita um ordenamento dos serviços de saúde para que, à medida que adoecermos, exista disponibilidade de vagas nas unidades hospitalares.

O vírus acaba provocando a desaceleração da economia e criando uma falsa ideia de que o isolamento seja o responsável pela crise. A confusão acontece no Brasil e em outros países. É preciso compreender que esse problema aconteceria tanto aplicando ou não o isolamento. Retornar à normalidade na fase atual traria um descontrole no número de casos, caos na saúde e ainda mais mortes – e, consequentemente, mais prejuízo econômico.

No mundo ainda percebemos grupos de negacionistas. Eles desprezam a ciência e argumentam que é “necessário tirar a economia do coma”. Por essa analogia, é preciso compreender que a fase atual exige colocar o paciente (economia) em “coma induzido” e ligar os aparelhos (ações dos governos) como parte do tratamento para recuperá-lo. O governo federal, alinhado com estados e municípios, precisa formular políticas públicas para o enfrentamento da pandemia, cuidando das pessoas, para poder, somente assim, salvar a economia.

Sabemos que até o início de março o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, faziam parte dessa corrente negacionista. Mas, após verem o efeito destruidor do novo coronavírus na Itália e na Espanha, mudaram de posição, principalmente após o primeiro-ministro inglês ser atingido pelo vírus.

Por essa demora na aceitação científica, os líderes computam hoje milhares de mortos em seus países – EUA com mais de 83 mil óbitos e Reino Unido com mais de 33 mil. Após a catástrofe chegar às suas nações, ambos os governos foram obrigados a se juntarem ao bloco de países que foram buscar na teoria keynesiana o centro principal da adoção de medidas. O estado voltou a ser o responsável pela indução da economia e, portanto por manter o nível mínimo da atividade econômica, renda para os seus cidadãos e as demais providências socioeconômicas.

Infelizmente, aqui no Brasil o presidente Jair Bolsonaro participava do mesmo movimento negacionista e, mesmo sabendo dos números da doença nos países liderados pelos seus ex-aliados da corrente, permanece até hoje se opondo à ciência e ajudando a impor dificuldade na adoção das medidas necessárias para enfrentarmos esse trágico momento na vida da sociedade brasileira.

Nas outras partes do mundo, os líderes se renderam à realidade imposta pelo vírus e assumiram os seus papéis e responsabilidades, ajudando na redução da curva da covid-19, enquanto aqui o presidente brasileiro passou a ser o principal obstáculo para a recuperação do nosso país ante a pandemia. Temos hoje, sozinhos, mais casos do que os outros 11 países da América do Sul e o território da Guiana Francesa juntos.

O presidente parece viver num mundo próprio, onde não enxerga muita coisa à sua frente, nem o desespero das 12.484 famílias (até o fechamento desse artigo, nesta quarta, 13) que perderam seus familiares no seu próprio país, nem a obviedade da necessidade de segurar as rédeas agora para, o mais breve possível, voltarmos a movimentar a economia sem a preocupação de morrermos por essa doença.

Rosivaldo Pinheiro é especialista em Planejamento de Cidades (Uesc) e economista.

Tempo de leitura: 2 minutos

Cairu, Catu, Encruzilhada, Entre Rios, Itamaraju, Jaguaquara, Lafaiete Coutinho, Ouriçangas, Prado, Quixabeira, Rodelas, Santaluz e Senhor do Bonfim terão o transporte intermunicipal suspenso a partir de quinta-feira (14). A medida tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana.

Ficam suspensas nesses municípios a circulação, a saída e a chegada de qualquer transporte intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans.

A decisão foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (13). O decreto ainda autoriza a retomada do transporte em Aracatu e Seabra, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de covid-19.

CIDADES COM TRANSPORTE SUSPENSO

A Bahia totaliza 139 municípios com transporte suspenso. São eles: Abaíra, Aiquara, Alagoinhas, Amargosa, Anguera, Arataca, Barra do Choça, Barreiras, Barrocas, Boa Vista do Tupim, Buerarema, Cachoeira, Caetanos, Cairu, Caldeirão Grande, Camacã, Camaçari, Camamu, Campo Alegre de Lourdes, Canavieiras, Candeias, Capela do Alto Alegre, Capim Grosso, Castro Alves, Catu, Coaraci, Conceição do Coité, Coração de Maria, Cruz das Almas, Curaçá, Dário Meira, Dias D’Ávila, Dom Basílio, Encruzilhada, Entre Rios, Eunápolis, Feira de Santana, Gandu, Governador Mangabeira, Guaratinga, Ibicaraí, Ibirapitanga, Ibirataia, Ilhéus, Ipiaú, Irará, Irecê, Itaberaba, Itabuna, Itacaré, Itagibá, Itajuípe, Itamaraju, Itaparica, Itapé, Itapetinga, Itapicuru, Itapitanga, Itatim, Ituberá, Jacobina, Jaguarari, Jaguaquara, Jequié, Jitaúna, Juazeiro, Jussari, Jussiape, Lafaiete Coutinho, Laje, Lajedo do Tabocal, Lauro de Freitas, Livramento de Nossa Senhora, Luís Eduardo Magalhães, Madre de Deus, Manoel Vitorino, Maracás, Maragogipe, Maraú, Mata de São João e Morpará.

Também estão com transporte suspenso: Nazaré, Nilo Peçanha, Nordestina, Nova Soure, Nova Viçosa, Oliveira dos Brejinhos, Ouriçangas, Paramirim, Pau Brasil, Paulo Afonso, Pilão Arcado, Pojuca, Porto Seguro, Potiraguá, Prado, Presidente Dutra, Presidente Tancredo Neves, Quixabeira, Rafael Jambeiro, Remanso, Retirolândia, Ribeira do Pombal, Rio Real, Rodelas, Salvador, Santa Bárbara, Santa Cruz Cabrália, Santa Teresinha, Santaluz, Santanópolis, Santo Amaro, Santo Antônio de Jesus, Santo Estevão, São Felipe, São Félix, São Francisco do Conde, São Gonçalo dos Campos, São Sebastião do Passé, Sátiro Dias, Saubara, Senhor do Bonfim, Serra do Ramalho, Serrinha, Serrolândia, Simões Filho, Taperoá, Teixeira de Freitas, Tucano, Ubaitaba, Ubatã, Umburanas, Una, Uruçuca, Valença, Valente, Várzea Nova, Vera Cruz e Vitória da Conquista.

Centro de Atendimento Covid-19 é aberto em Uruçuca
Tempo de leitura: < 1 minuto

Uruçuca já conta com uma estrutura para atendimentos de pacientes com suspeita de Covid-19. O Centro de Atendimento Municipal Covid-19 começou suas atividades nesta terça-feira (12). O espaço conta com recepção, classificação de risco, consultório médico, sala de procedimento e sala de observação com leitos. Até a noite desta terça, Uruçuca registrava 57 casos confirmados da doença e 6 óbitos, além de 23 recuperados da doença.

O prefeito Moacyr Leite Júnior afirmou que o Centro segue os protocolos do Ministério da Saúde e será responsável pelo atendimento de casos de Síndromes Gripais (suspeitos de Covid19), que estejam com febre, tosse, coriza e dificuldade de respirar. “Os recursos financeiros para abertura da unidade tiveram origem municipal e federal, solicitamos e estamos aguardando a contrapartida Estadual”, disse Moacyr.

O prefeito reiterou que toda a gestão está trabalhando com responsabilidade e todos os esforços estão voltados para combater a propagação do vírus no município. Ele pontuou que o Centro de Atendimento vai complementar o serviço que as Unidades de Saúde já vêm fazendo, reorganizando a porta de entrada, oferecendo um atendimento exclusivo para Covid19. “A administração pública tem se empenhado no enfrentamento contra a Covid-19, mas é importante que cada cidadão também seja consciente e faça a sua parte adotando medidas de prevenção”, pontuou o prefeito Moacyr Leite Junior.