Neto fala em humildade um dia após desistência do adversário Jaques Wagner
Tempo de leitura: 2 minutos

Quase 24 horas após o senador petista Jaques Wagner confirmar desistência da disputa pelo Governo da Bahia, o ex-prefeito ACM Neto usou as redes sociais para falar em “humildade”. Foi no início da noite desta terça-feira (1º).

Por meio de um card (cartão virtual) postado no Instagram, Neto usou palavras como humildade, planejamento, aliança e trabalho para falar da disputa em 2022.

Vamos seguir caminhando com humildade, ousadia, planejamento e trabalho. Porque a minha maior aliança é com as pessoas e meu maior objetivo é fazer uma gestão transformadora na Bahia“, diz a mensagem curtida por políticos como o senador Angelo Coronel, do PSD, mesmo partido de Otto Alencar.

Esta foi a primeira postagem de conteúdo mais político das duas últimas semanas em suas redes sociais, principalmente o Instagram, onde o político possui mais de 907 mil seguidores.

ACM Neto e o card curtido por Coronel: humildade e aliança com pessoas

“DE CAMAROTE”

ACM Neto foi orientado a nada falar da disputa interna no PT. Assistia de camarote à disputa renhida entre correntes petistas em reação à desistência de Wagner e à rejeição de parte dos petistas ao nome do senador Otto Alencar como o nome da base governista na disputa pelo Palácio de Ondina em substituição a Wagner.

Internamente, a avaliação de políticos próximos a Neto é que a desistência de Wagner facilita o jogo do candidato do União Brasil para se tornar governador baiano, conforme apurado pelo PIMENTA. Não à toa, o card postado por Neto cita a palavra humildade. É um recado aos seguidores e apoiadores. Há, no grupo, quem aposte que o PT não fará esforço pela eleição de Otto, caso este seja confirmado.

Bahia lidera ranking de exportações no Nordeste
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia lidera o ranking de exportações e importações do Nordeste e ocupa o 10° lugar em exportações no País. As vendas externas do estado em janeiro deste ano atingiram um montante de US$ 734,2 milhões, crescimento de 18,9% comparando com igual mês do ano passado.

Neste período, a participação da Bahia nas exportações do Nordeste é de 45,1%. Destaque para incremento significativo das importações, que tiveram alta de 123%, chegando a US$ 1,5 bilhão.

De acordo com a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), os produtos em destaques nas exportações foram os calçados e suas partes, com 214,8% no valor exportado, chegando a US$ 6,8 milhões em janeiro de 2022, ante US$ 2,2 milhões em janeiro de 2021.

A lista inclui ainda os químicos e petroquímicos com de 76,5% no valor exportado, com US$ 110,4 milhões em janeiro 2022, ante US$ 62,6 milhões no mesmo mês de 2021, e soja e seus derivados com 234,9% no valor exportado, chegando a US$ 125,0 milhões, ante US$ 37,4 milhões de janeiro do ano passado.

Já em importações os destaques foram Gás Natural, com 15.492% em valor importado, com um total de US$ 690,8 milhões em janeiro 2022, ante US$ 4,4 milhões ao mesmo mês de 2021, e Painéis Solares de 222,3% em valor importado, chegando um total de US$ 24 milhões, ante 7,5 US$ milhões em janeiro 2021.

UFSB oferta mais de 500 vagas em cursos de graduação || Foto Pimenta
Tempo de leitura: 2 minutos

A Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufsb) publica, no próximo dia 11, o edital do processo seletivo da Rede Anísio Teixeira de Colégios Universitários (Rede CUNI). As inscrições devem ocorrer entre os dias 8 e 17 de abril. As aulas para essas novas turmas se iniciarão no dia 27 de junho, data de abertura do quadrimestre letivo 2022.2 conforme o Calendário Acadêmico.

A previsão é de 440 vagas para as modalidades de ampla concorrência e ações afirmativas para estudantes oriundos de escolas públicas. No sul da Bahia, as vagas são para o campus da Ufsb e nos colégios universitários: Colégio Estadual Dona Amélia Amado (Itabuna) Colégio Estadual Estado do Ceará (Ilhéus), Colégio Estadual Luís Eduardo Magalhães(Ibicaraí), e Colégio Estadual Almakazir Gally Galvão (Coaraci).

No extremo-sul do estado, as vagas são para o Colégio Estadual Democrático Ruy Barbosa (Teixeira de Freitas), Complexo Integrado de Educação de Itamaraju (Itamaraju), Colégio Estadual Eraldo Tinoco (Posto da Mata), Complexo Integrado de Educação Pedro Álvares Cabral (Porto Seguro) e Colégio Estadual Professora Terezinha Scaramussa (Santa Cruz Cabrália), além dos campi de Porto Seguro e Teixeira de Freitas.

CONVÊNIO COM O GOVERNO DO ESTADO

A Rede CUNI é composta por diversos espaços integrados, estabelecidos mediante convênio entre a Ufsb e o Governo do Estado da Bahia, em que um educandário de ensino médio da rede pública estadual abriga uma estrutura da universidade. Isso permite que os estudantes de um colégio universitário cursem o primeiro ano da graduação, a Área Básica de Ingresso (ABI) na própria escola, sem custos adicionais.

A partir do segundo ano, os estudantes podem prosseguir os estudos já na estrutura própria da Ufsb, conforme o campus ao qual cada colégio universitário esteja vinculado. A oferta de cursos da Rede CUNI, compreende licenciaturas interdisciplinares nas áreas de Ciências da Natureza e suas tecnologias; Ciências Sociais e Humanas e suas tecnologias; Artes e suas tecnologias; Linguagens e códigos e suas tecnologias; Matemática e Computação e suas tecnologias.

Deputado volta a defender candidatura própria do PT ao governo estadual
Tempo de leitura: < 1 minuto

O deputado federal Jorge Solla afirmou que, na reunião extraordinária desta segunda-feira (28), parlamentares e dirigentes do Partido dos Trabalhadores reforçaram a decisão de construir candidatura própria ao Governo da Bahia, mesmo após a desistência do senador Jaques Wagner (veja aqui).

A saída de Wagner da disputa aumenta as chances de uma eventual candidatura do governador Rui Costa (PT) ao Senado, mas essa possibilidade não é citada por Solla, que defende a reeleição do senador Otto Alencar (PSD).

“Vamos manter a unidade na base com apoio a Otto para sua reeleição ao Senado, e garantir uma candidatura competitiva que carregará o legado de quatro gestões que mudaram a cara da Bahia para melhor, qualificaram os serviços públicos, como o SUS, e incluíram milhares de jovens pela educação. Com o apoio de Wagner, de Rui e de Lula, teremos uma chapa para vencer as eleições e fazer ainda mais e melhor pela Bahia!”, escreveu o deputado, nesta segunda, ao compartilhar notícia nas redes sociais.

Na semana passada, quando a desistência de Wagner ainda estava no campo das especulações, Solla defendeu a candidatura do ex-governador – de quem foi secretário de Saúde – e disse que “o PT não tem dono” (relembre aqui).

À esquerda, pouco antes da queda, Gabriel aparece dependurado na lateral do ônibus
Tempo de leitura: < 1 minuto

Um jovem de 22 anos se feriu após cair de um ônibus customizado como trenzinho da alegria, na tarde desta segunda-feira (28), em Ilhéus. Ele quebrou um dos braços e foi levado ao Hospital Regional Costa do Cacau, na mesma cidade do sul da Bahia.

No momento do acidente, o animador Gabriel Ribeiro Alves e um colega de trabalho estavam dependurados na lateral direita do veículo, que havia acabado de cruzar a ponte Jorge Amado, na BA-001, em direção à zona sul da cidade. Outro ônibus customizado seguia na pista à direita.

Quando os dois ônibus se emparelharam, o motorista do veículo onde Gabriel estava deu sinal e virou à direita. O movimento imprensou os animadores contra o ônibus ao lado e derrubou Gabriel, que caiu em frente ao Mar Aberto Music Bar. O motorista do outro ônibus freou bruscamente para não atropelá-lo e parou a menos de dois metros da vítima.

Imagens do acidente indicam que, além do braço, o jovem também bateu a cabeça no chão. A ocorrência foi registrada na 7ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin). Com informações do site FRN.

Governador Rui Costa autoriza obras em Arataca
Tempo de leitura: < 1 minuto

O governador Rui Costa (PT) chega nesta quarta-feira (2), às 9h, a Arataca, no sul da Bahia, para autorizar o início de obras. Ele assinará a ordem de serviço para a construção de sistemas simplificados de abastecimento de água no Assentamento Rio Aliança e no Assentamento Grupo Santo Antônio. O trabalho será tocado pela Companhia de Engenharia Hídrica e Saneamento da Bahia (Cerb), vinculada à Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento do Estado (Sihs).

O governador também vai liberar a Secretaria de Educação do Estado (SEC) a dar início a processo de licitação para construção de nova unidade escolar que vai abrigar o Colégio Estadual Bráulio Xavier, com implantação de bloco com dez salas, refeitório, auditório, biblioteca, quadra poliesportiva coberta e campo society.

Já a Companhia de Desenvolvimento Urbano (Conder), empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), será autorizada a firmar convênio com a Prefeitura de Arataca para revitalizar o entorno do Mercado Municipal.

A escritora de origem ucraniana Clarice Lispector (1920-1977)
Tempo de leitura: 3 minutos

 

Afinal, em uma sociedade “pseudoglobalizada”, o que mais sobram são as mazelas para uma porção de pessoas a enfrentá-las. Vão ser verificados o aumento do custo dos alimentos e do combustível e a escassez de diversas mercadorias.

 

Efson Lima – efsonlima@gmail.com

A guerra travada entre Rússia e Ucrânia muito chama a atenção dos brasileiros. O conflito rapidamente se incorporou às conversas da população. Deixou de ser tema exclusivo da diplomacia e adentrou aos milhares de lares. Para além de se tratar do maior conflito armado após a Segunda Guerra Mundial na Europa, o Brasil recebeu milhares de ucranianos nos séculos XIX e XX, permitindo uma ligação forte entre brasileiros e ucranianos. Sabemos que a maior parte desses imigrantes foi para o sul do país, mas registramos que uma das representações ucranianas advém da literatura, cuja incursão da família se iniciou no Nordeste, no Recife: Clarice Lispector.

Quando fui ao teatro pela primeira vez, em Ilhéus, pude assistir ao espetáculo “Hora da Estrela”, texto adaptado da obra homônima da escritora Clarice Lispector por uma companhia de teatro de Salvador. A minha ida ao teatro foi mediada pela estimada professora Tereza Damásio, hoje docente da Uneb, em Ipiaú. Tocado pela narrativa da obra, fui procurá-la para fazer a leitura. O enredo do livro conta a história de Macabéa, jovem nordestina de Alagoas, que, aos 19 anos, vivia no Rio de Janeiro. Órfã, mal se lembrava dos pais, que morreram quando ela ainda era criança. Para além de nós brasileiros que ganhamos com a presença de Clarice Lispector, o mundo foi impactado pela literatura da judia ucraniana.

A professora Neuzamaria Kerner, membro da Academia de Letras de Ilhéus, provoca nossa reflexão sobre a “Terra de Clarice”, leia-se Ucrânia, por meio de sua poesia:

Insanidades/beligerâncias/fingidas inteligências/fincadas na lei do poder/ Os reinos reencarnados/retornam com reis revoltados/brincando de ver morrer/ Ó, Clarice, onde está você?/ Como está a sua Ucrânia/sofrida pela insânia/de um desejo de ter?/ Os mandantes mal domados/que detêm sujos segredos/ainda não sabem que terra/é só um punhado de terra/que escorre por entre os dedos./ Ó, Clarice, sua gente Macabéa,/neste mundo onde se erra/dá um outro valor à terra/que poucos podem saber/.

A poética denuncia o conflito e exprime a violência adotada pela Rússia para o controle do território ucraniano.

Clarice Lispector foi uma exímia cronista. Certamente, se viva estivesse, estaria sofrendo com suas angústias e sua eterna introspecção. Seguramente, buscaria narrar que, enquanto as bombas despencam sobre a Ucrânia, cujo país luta para afirmar sua identidade, em razão de sempre ter sofrido invasões e anexações, os brasileiros vão tomando partido. Não obstante, sinalizaria que fica aparentemente fácil se posicionar quando estamos a milhares de quilômetros de distância e esses não serão os corpos que servirão de escudos. Muitos menos não conhecerão a orfandade provocada por guerras inúteis e desprovidas de bem-estar à coletividade.

Por outro lado, ela saberia reconhecer que se trata de um conflito complexo. A situação da geopolítica levou o planeta ao alerta jamais visto após a Guerra Fria. De um lado, a Ucrânia com seu pleno direito de autodeterminação, em tese, de ingressar na OTAN e na União Europeia; por outro lado, a Rússia, cercada por um arco de forças militares, as quais por diversas vezes já foram usadas para atender interesses do Ocidente. Antes que nos esqueçamos, a nossa geração está a conhecer novas duras sanções econômicas impostas a uma nação. No início, a desconfiança da efetividade das medidas propostas, na sequência, uma Europa unida pela primeira vez e um Ocidente à espera do próximo capítulo.

A histórica neutralidade da Suíça foi quebrada e a nossa geração conheceu a ameaça nuclear. O último domingo foi histórico: a ONU precisou adotar uma estratégia para convocar sua Assembleia Geral para deliberar sobre o conflito. Os nossos olhos ficaram arregalados e vão continuar nos próximos dias. Afinal, em uma sociedade “pseudoglobalizada”, o que mais sobram são as mazelas para uma porção de pessoas a enfrentá-las. Vão ser verificados o aumento do custo dos alimentos e do combustível e a escassez de diversas mercadorias.

Efson Lima é doutor em Direito pela UFBA, advogado, professor de Direito Internacional e membro da Academia Grapiúna de Letras e da Academia de Letras de Ilhéus.

Carlos Pereira é o convidado da edição do Encontro de Palavras desta terça (1º)
Tempo de leitura: < 1 minuto

A invasão da Ucrânia por tropas da Rússia será tema do programa  Encontro de Palavras, com transmissão ao vivo no Youtube, a partir das 19h desta terça-feira (1ª).

Apresentado pelo advogado André Luís, o programa desta noite vai receber o professor de Direito Civil Carlos Pereira Neto Siuffo, da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc).

Ex-militante do Partido Comunista Brasileiro (PCB), Carlos falará sobre o contexto histórico da geopolítica no leste europeu após a dissolução da União Soviética, ocorrida em 1991.

Fugitivo fazia pregações em igreja e circulava com a Bíblia, segundo delegado
Tempo de leitura: < 1 minuto

Após fugir de presídio do estado do Pará, um homem de 34 anos adotou disfarce de pastor evangélico no interior da Bahia, mas acabou preso nesta segunda-feira (28). Policiais militares encontraram o foragido em um bar às margens da BR-235, na região de Casa Nova, no norte do estado.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, o fugitivo era alvo de mandado de prisão da Justiça paraense e é suspeito de roubo, porte ilegal de arma de fogo e associação criminosa.

O delegado Arnóbio Dionísio, titular da Delegacia de Casa Nova, disse que o suspeito ficou cerca de um ano na Serra da Pimenta, onde fazia pregações em uma igreja evangélica e circulava com uma Bíblia sempre à mostra.

Bebeto e Soane: secretária tem um mês para escolher partido
Tempo de leitura: < 1 minuto

A pré-candidatura de Soane Galvão a deputada estadual está nas ruas e redes sociais. Para abrir caminho até a Assembleia Legislativa da Bahia, a secretária de Desenvolvimento Econômico e Inovação e primeira-dama de Ilhéus percorre o interior do estado e se reúne com lideranças. Contudo, até onde se sabe, ainda não decidiu por qual partido vai se candidatar. O prazo para a escolha termina neste mês.

O destino natural seria o PSD, sigla do prefeito Mário Alexandre, Marão. No entanto, quando perguntada sobre o assunto, Soane não cravou candidatura pelo partido liderado na Bahia pelo senador Otto Alencar, entusiasta da filiação da secretária. Ao PIMENTA, a primeira-dama afirmou que sua escolha dependerá da viabilidade eleitoral da sigla (relembre aqui).

Entrevistado pelo PIMENTA na última sexta-feira (25), o vice-prefeito Bebeto Galvão disse que convidou Soane a se filiar ao seu partido, o PSB. Até o momento, segundo ele, ainda não há definição sobre o destino partidário da gestora.

“Nós convidamos. Quem não quer convidar uma candidata com densidade e probabilidade eleitoral? Acho que não só eu, acho que outros partidos também [convidaram]. O convite é natural que os partidos façam e deixem em aberto, mas aí a reflexão passa a ser da própria candidata, do grupo e das reflexões sobre o caminho partidário para a vitória eleitoral. Pelo que eu saiba, ela ainda não definiu”, declarou Bebeto.

Ainda que não se filie ao PSB, Soane terá o apoio do partido em Ilhéus, conforme Bebeto. Ele vê na pré-candidatura da primeira-dama uma oportunidade de unificar a base do prefeito Mário Alexandre em torno do projeto eleitoral (veja aqui).

Wagner comunica desistência da disputa em reunião extraordinária do PT
Tempo de leitura: 3 minutos

O senador Jaques Wagner (PT) resistia a ser candidato a governador da Bahia ainda em 2021. A família não aceitava. Era a origem da objeção à ideia de participar de uma eleição que prometia ser das mais tensas do século no Estado. Retornar ao comando do estado depois das gestões de 2007 a 2014 não estava no radar.

Ao contrário do favorito na disputa de 2022, ACM Neto (UB), Wagner não fazia pré-campanha no segundo semestre do ano passado. Somente passou a colocar o pé na estrada em dezembro passado. Parecia tomar gosto pelo projeto do partido e de aliados, principalmente os mais à esquerda.

Passou a ser presença constante em eventos com Rui Costa e aliados e, também, na mídia. A principal tese era a de que a disputa seria nacionalizada, o que, na Bahia, significava dizer que quem o ex-presidente Lula colocasse a mão teria as maiores chances de ser eleito. Logo, ele, petista e amigo do ex-presidente, seria o maior beneficiário da tese. ACM Neto rebatia.

Mais que isso, Wagner percebia as repercussões das falas e as reações de ACM Neto. Numa entrevista ao PIMENTA, com grande repercussão estadual, o senador disse que Neto estava nervoso:

– É só ver todas as pesquisas. Ele tá nervoso, porque sabe que o comando presidencial vai pesar muito – disse Wagner a este site em dezembro passado (relembre aqui).

Parecia que o Galego começava a embalar.

Dali em diante, Wagner colou em Rui Costa e teve presença destacada, também, nas ações governamentais de vistoria e auxílio às vítimas das enchentes ocorridas em dezembro no sul e no extremo-sul do estado, enquanto o virtual e principal adversário, ACM Neto, gozava férias na Europa.

Aí veio janeiro. Diferentemente do Wagner seguro de janeiro, passou-se a ver um senador um tom acima e brigando não mais com ACM Neto, mas com figuras que, embora conhecidas na Bahia, não tinham nem têm a projeção do adversário. Caiu em briga inexplicável com um dos mais antigos e fiéis aliados, o deputado federal Marcelo Nilo, num tom que dava projeção ao parlamentar e causava questionamentos internos no PT e em aliados. Perguntavam-se o que estaria por trás da reação até destemperada de Wagner.

As ações erráticas de janeiro eram prenúncio de um fevereiro de sabor amargo. Numa riqueza de versões, Wagner desistiu da disputa. Riqueza de versões, pois não se sabe se ele deixava a peleja por vontade própria ou por imposição da provável candidatura a senador de Rui Costa, que deixaria o governo nos primeiros dias de abril para concorrer à vaga na Câmara Alta.

Numa segunda de Carnaval sem Carnaval, Wagner pronunciou o que poucos resistiam a acreditar e reagiram com pontinha de esperança, essa que morreu, no caso da candidatura, bem a dois dias da Quarta-Feira de Cinzas. Início da noite de segunda (28), Wagner reafirma que não disputaria a eleição a governador. Balde de água fria para deputados estaduais e federais presentes, prefeitos, vereadores e dirigentes da sigla presentes à reunião extraordinária.

Se resta esperança de candidatura petista, ela, no máximo, se resume à fala de Wagner:

– A retirada da minha candidatura não implica na retirada da candidatura do PT. Quem decidirá se terá candidatura ou não, não sou eu, será o partido – afirmou ele, com todos sabendo que isso somente pode se concretizar se o senador Otto Alencar (PSD) não aceitar disputar o governo baiano.

Há, ainda, outro problema: após Wagner e Rui, o PT não conseguiu dar projeção estadual a um nome que pudesse disputar o Palácio de Ondina. Talvez, o ex-prefeito Guilherme Menezes, que mudou Vitória da Conquista e é reconhecido por isso.

O presidente do PT da Bahia, Éden Valadares, reconhece o balde de água fria na militância. “É claro que respeitamos a decisão do companheiro Wagner, mas não a recebemos com alegria. Nossas instâncias se reunirão intensamente nos próximos dias para atualizar nossa posição”.

Agora, o PT terá que conversar internamente e com aliados. Do outro lado, ACM Neto joga parado. Sabe que a peleja ficou mais fácil. Os oposicionistas sentem o cheiro de votos casados Lula-ACM Neto.

Restará aos aliados apresentação de um nome consistente. Otto Alencar tem recall de 2014 e CPI da Pandemia. Precisará de sinais consistentes da base aliada para se jogar na missão. Ouviu-se dele, até ontem, que disputaria o Senado.

Antônio de Anízio (de máscara amarela) discute organização do transporte estudantil com lideranças de Itacaré
Tempo de leitura: < 1 minuto

Nesta segunda-feira (28), o prefeito Antônio de Anízio (PT) foi a Taboquinhas, na zona rural de Itacaré, para discutir a organização do transporte dos estudantes do campo. Ele se reuniu com o vereador Renilson Ramos (PP), membro da Comissão de Educação da Câmara de Vereadores, e com representantes da Secretaria Municipal de Educação.

Segundo o prefeito, o objetivo do trabalho é levantar o número de estudantes que dependerão do transporte escolar em cada comunidade e definir a melhor estratégia de prestação do serviço público.

“Os alunos querem estudar e o nosso dever é propiciar uma educação melhor, num espaço mais adequado e em boas condições, por isso é de extrema importância zelarmos pela segurança e tranquilidade das pessoas”, concluiu Antônio de Anízio.

Validade de decreto de ampliação de público passa a valer nesta quarta || Foto Correio
Tempo de leitura: < 1 minuto

O governo baiano antecipou em um dia a validade do decreto que amplia, de 1,5 mil para 3 mil, o total de pessoas em eventos públicos no Estado. A retificação do Decreto 2.195 foi publicada na edição desta terça (1º) do Diário Oficial do Estado e passará a valer amanhã (2).

Essa ampliação, segundo o ato, vale para cerimônias de casamento, eventos urbanos e rurais em logradouros públicos ou privados, eventos exclusivamente científicos e profissionais, circos, parques de exposições, solenidades de formatura, feiras, passeatas, parques de diversões, teatros, cinemas, museus e afins. O novo limite seguirá em vigor até 14 de março.

Eventos em locais fechados, espaços culturais, cinemas e teatros poderão ocorrer com a capacidade plena. Os estádios estarão autorizados a receber um público de até 30% do limite máximo de ocupação. Em todos os casos, o acesso aos locais está condicionado à comprovação de vacinação contra a Covid-19 e é obrigatório o respeito aos protocolos sanitários, a exemplo do uso de máscara.